Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Meu Intercâmbio

Entrevista: O que acontece depois do intercâmbio?

Carol Braziel postou em 11 mar 2016

Já leu e releu milhões de artigos, conversou com algumas pessoas e ainda está com receio de se jogar em um intercâmbio? Não sabe se vale a pena? Tem dúvidas se a sua vida mudará pra melhor quando retornar ao Brasil? Ou se existe a melhor época ou idade pra passar por essa experiência?

Meu amigo, muita calma! Borá lá, que aproveitamos e conversamos com alguns intercambistas (Sim! Porque uma vez intercambista, intercambista até o fim…!) que já retornaram à pátria amada para que eles nos contassem um pouco sobre como foi todo esse processo e o que, de fato, mudou em suas vidas após esse tempinho fora do Brasil. E, o principal, se valeu ou não a pena. Separamos as entrevistas em três artigos para que você conheça um pouco mais sobre cada um e suas experiências!

Começamos com o João Paulo, de 29 anos, que trabalha como Senior Web Developer e atualmente mora em São Paulo

The interview…

A prisão "gaol" onde foram presos os revolucionários da independência da Irlanda em 1916. Créditos: Acervo João Paulo.

A prisão “Kilmainham Gaol”, onde foram presos os revolucionários da independência da Irlanda em 1916. Créditos: João Paulo.

Qual o período e em qual cidade você ficou na Irlanda?

Entre 08/2013 – 12/2014, em Dublin.

Por quê decidiu fazer o intercâmbio?

Minha ex-namorada estava fazendo intercâmbio na época. Como eu queria, já há algum tempo, ter uma experiência fora para aprimorar meu inglês, juntei tudo e deu no que deu.

Rugby no Aviva Stadium. Créditos: Acervo João Paulo.

Rugby no Aviva Stadium. Créditos: Acervo João Paulo.

Como foi em relação a empregos?

Comecei a trabalhar 1 mês e meio depois que cheguei. Passei aquele primeiro mês atrás da documentação e, logo depois, consegui um emprego na minha área.

>Viu, gente!? É possível!

Quais foram as principais dificuldades que encontrou nessa fase? 

Com certeza, minha adaptação à vida “comunitária”, pois dividia uma casa com mais 6 pessoas, de 3 nacionalidades diferentes. [Confira mais em “Como sobreviver aos Flatmates e a diferença de idade”].

Almoço no meio do Trinity College. Pq? Pq é verão e cada minuto de sol tem que ser aproveitado! Créditos: Acervo João Paulo.

Almoço no Trinity College. Por quê? Porque é verão e cada minuto de sol tem que ser aproveitado! Créditos: Acervo João Paulo.

O melhor no intercâmbio?

A convivência com minha ex-namorada, pois aprendi muito sobre ela e sobre relacionamentos. Quando se está fora do seu país, tudo é mais intenso e você acaba vivendo mais as coisas. Também foi muito bom ter conseguido um emprego na minha área. Um crescimento profissional imensurável e que até hoje surte efeitos na minha carreira.

Existe uma idade e período certo para alguém fazer intercâmbio?

Não, acho que toda idade tem seus prós e contras em se fazer um intercâmbio. Em cada fase da vida ele é aproveitado de um jeito. Tem quem aproveite para se descobrir, tem quem aproveite para se aprimorar como pessoa, tem quem aproveite para se embebedar, para se aprimorar como profissional e tem quem faça isso tudo junto, em intensidades variadas. Eu recomendo a todos, de todas as idades, a experiência de sair do seu país e ir passar perrengue longe de casa.

Mas se vc tem sorte vc viaja no avião do time de Rugby do Co. Dublin!. Créditos: Acervo João Paulo.

Mas se você tem sorte, você viaja no avião do time de Rugby do Co. Dublin!. Créditos: Acervo João Paulo.

Qual a sensação ao pisar no país que escolheu fazer intercâmbio? E qual a sensação de voltar pra casa?

Até hoje sinto um amor imenso pela Ilha da Esmeralda. Retornei duas vezes e é sempre maravilhoso. Vejo como uma segunda casa que terei para sempre como um dos meus lugares favoritos no mundo. Mas o Brasil é meu Brasil. É meu lugar favorito do mundo todo. Não tenho mais a mentalidade de viver aqui para sempre, mas aqui é onde sempre chamarei de “meu país”.

Considera que o intercâmbio mudou sua vida? 

Mudou completamente. Me fez uma pessoa diferente. Me fez me conhecer melhor saber das minhas limitações. Tive a sorte, ainda, de compartilhar boa parte do meu intercâmbio com pessoas sensacionais. Pessoas que foram imensamente importantes na minha vida e que me colocaram hoje na posição que eu estou. Ainda teve a questão do emprego que consegui lá e que até hoje é meu emprego, mesmo daqui do Brasil.

Se pudesse, você faria de novo? 

Faria. E farei! Não digo que “erraria tudo exatamente igual”, mas repetiria tudo que fiz, talvez dando mais importância para coisas que pareciam pequenas e irrelevantes, mas que, somadas, teriam feito minha experiência ainda mais fantástica.

O que diria pra quem pensa em fazer intercâmbio na Irlanda?

Vá, viva a vida como um imigrante, como um irlandês, como um expatriado. Viaje, converse, conheça pessoas e lugares. O mundo é rico de cultura e a Irlanda é um local sensacional para conhecer pessoas do mundo todo, conhecer a cultura do mundo todo.

Créditos: Acervo João Paulo.

Créditos: Acervo João Paulo.

Ficou com vontade de fazer intercâmbio? Comece por aqui!

Revisado por Tarcisio Junior
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Carolina Braziel é formada em Relações Públicas e pós-graduada em MKT pela ESPM|Brasil. Com mais de seis anos de experiência em MKT, decidiu vivenciar o sonho de morar na Europa, mais precisamente na terra dos Leprechauns. Apaixonada incurável por viagens, tem como vício a leitura e pesquisa sobre destinos, curiosidades e roteiros de viagens pelo mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

E-Dublin TV

Trabalho de arquitetura na Irlanda

6 dias atrás, por Edu Giansante
Divã E-Dublin

Então é Natal…

4 semanas atrás, por Juliana Polydoro
E-Dublin TV

Engenharia Civil na Irlanda

1 mês atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Como eu vim parar na Irlanda – Hevialand#15

2 meses atrás, por Tarcisio Junior
Meu Intercâmbio

10 coisas que me incomodam na Irlanda

3 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Acredite em mim

3 meses atrás, por Edu Giansante
Meu Intercâmbio

O dia em que esbarrei com o presidente da Irlanda

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

5 formas de boicotar o seu intercâmbio

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Vistos

Cuidado com a Deportação

6 meses atrás, por Ávany França
Meu Intercâmbio

Intercâmbio na Irlanda: Quando a ficha cai

6 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

A volta para a casa que já não é mais sua

7 meses atrás, por Colaborador E-Dublin