Estrangeiros com visto Stamp 3 agora podem trabalhar na Irlanda

Estrangeiros com visto Stamp 3 agora podem trabalhar na Irlanda

Elizabeth Gonçalves

7 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

O governo irlandês anunciou que portadores do visto Stamp 3, cujos cônjuges ou parceiros estejam na Irlanda sob o visto de trabalho Critical Skills Employment Permit, terão livre acesso ao mercado de trabalho no país.

Anunciada pelos ministros Charlie Flanagan e Heather Humphreys, a medida entra em vigor a partir de 1º de abril e deve beneficiar, anualmente, em torno de 1000 pessoas.

Portadores do stamp 3 elegíveis terão acesso ao mercado de trabalho Irlandês. Foto: Nomadsoul1 | Dreamstime

Portadores do Stamp 3 elegíveis terão acesso ao mercado de trabalho Irlandês. Foto: Nomadsoul1 | Dreamstime

Como vai funcionar?

A partir de abril, na chegada à Irlanda, cônjuges e parceiros elegíveis receberão uma permissão de imigração com direito automático ao trabalho.

Para os portadores do visto Stamp 3 que já residem no país, será necessário comparecer à unidade de imigração mais próxima. Entre os requisitos, é preciso estar acompanhado do cônjuge portador do Critical Skills para que um novo cartão IRP (Irish Residence Permit) seja emitido, dessa vez com o visto Stamp 1.

Reform Stamp 3

A iniciativa do governo é uma resposta positiva à campanha Reform Stamp 3, lançada há alguns meses, pedindo ao governo que educasse os empregadores para que eles entendessem que os titulares da chamada permissão Stamp 3 estão legalmente autorizados a se candidatar ao trabalho.

Eles também queriam que fosse introduzido um novo selo de imigração que reconhecesse o direito legal dos familiares dependentes de se candidatarem a empregos.

A regra atual prevê que essas pessoas precisam obter uma proposta de emprego para aplicar para o visto de trabalho específico, nesse caso, chamado de Dependant / Partner / Spouse Employment Permit.

Diante disso, a campanha Reform Stamp 3 solicitava que o tempo de registro das autorizações de trabalho fosse mais curto, não ultrapassando duas semanas, o que, consequentemente, evitaria que essas pessoas perdessem oportunidades de trabalho.

Mas, agora, o governo anunciou mudanças que darão aos parceiros e cônjuges acesso imediato e total ao mercado de trabalho, sem a necessidade de uma autorização para tanto.

O perfil de muitos portadores do visto Stamp 3 na Irlanda é composto por profissionais qualificados que, tecnicamente, poderiam preencher vagas de trabalho no país.

Devido à burocracia que essas pessoas precisavam enfrentar para se colocar no mercado de trabalho irlandês, há muitos casos de famílias que deixaram a Irlanda mais cedo do que o planejado porque os cônjuges ou parceiros não conseguiram um emprego.

A mudança das regras vai permitir que essas famílias se estabeleçam rapidamente no país e se integrem à sociedade com mais facilidade.

Elizabeth Gonçalves
Elizabeth Gonçalves, Jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há cinco anos e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar