Eu quero mais

Eu quero mais

Lívia Alen

1 ano atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Entrei na sala de embarque sem olhar para trás. Ver meu passado poderia me fazer desistir do futuro. Entrei sozinho e fiquei observando os outros. Quase me arrependi. Para quê largar tudo? Festas nas casas dos amigos e almoços aos domingos, um emprego estável, um carro próprio, um apartamento alugado. Tudo que, como dizia Raul Seixas, fazia de mim um cidadão respeitável.

Crédito: Yarruta | Dreamstime.com

Crédito: Yarruta | Dreamstime.com

Resolvi começar uma vida nova. Enchi duas malas de roupa, esperança e expectativa. O medo entrou, sorrateiro, na mochila, mesmo eu tentando evitá-lo. Uma tal de saudade antecipada também se escondeu e veio sussurrando no meu ouvido o caminho todo. Eu não sabia o que me esperava do outro lado do mundo. Eu só conhecia o que eu deixava para trás. O novo poderia ser melhor ou pior. Sem dúvida, seria diferente.

À medida que o avião ganhava o céu, foi tudo ficando para trás. Sensação de liberdade e medo aumentavam na mesma proporção. O que eu queria mesmo? Melhorar meu inglês? Não era só isso.  Eu queria mudar a vista da minha janela e minha própria vista. Afinal, quem viaja para fora só está procurando viajar para dentro. Eu queria jogar tudo para o alto e acabei jogando tudo numa mala. Eu queria o novo, o louco, o impossível e o imprevisível.

Eu já não queria limites, queria ser livre. Eu desejava movimento e por isso resolvi voar. Ainda quero tudo isso. O medo começa a dar lugar ao conforto. A vista da minha janela já mudou. O sol e os prédios deram lugar à chuva e uma ruazinha quase deserta. Eu já não me arrependo. E já quero mais.

Lívia Alen
Lívia Alen, Mineira de Belo Horizonte, morou no Canadá, na Argentina, na Espanha e em Portugal, antes de desembarcar na Irlanda. É jornalista e mestre em Comunicação das Organizações. Diz que os 25 anos são os novos 15 e que é tempo de experimentar. Olha mais para o céu que para o chão. Ama chocolate, gente e viagem, de preferência, tudo junto. Acredita que o mundo inteiro é um lugar para chamar de casa. Por isso, também escreve o http://blogminhacasaeomundo.wordpress.com

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar