Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

Evite surpresas: Planeje a sua viagem com cuidado

Colaborador E-Dublin postou em 28 mar 2016

Por Natalia Nascimento

Muitas vezes, a mudança para o exterior pode ser um período de muita agitação, e é normal esquecer de se preocupar com alguns detalhes importantes. Então, antes mesmo de fechar o zíper da sua mala, vale fazer um check list com alguns detalhes importantes, principalmente financeiros.

Primeiro de tudo, é importante lembrar dos custos necessários para libertar-se das obrigações financeiras atuais. É preciso cancelar assinaturas de celular, telefone, internet, TV a cabo, revistas, academia e eventuais clubes associados. Alguns planos, que exigem o pagamento anual antecipado, se não puderem ser reembolsados podem ser transferidos para algum amigo ou parente, para você não perder dinheiro com multas.

As passagens também não podem ficar de fora do orçamento. Veja qual a companhia que faz o trecho mais em conta. Algumas passagens podem ficar até 10% mais baratas com uma diferença pequena de dias na data de embarque, entre outros fatores. Programe-se para evitar viajar na alta temporada, quando as passagens estão muito mais caras.

shutterstock_272917463

Cuidados ao comprar passagens aéreas. Crédito: Shutterstock

Analisar o custo de vida no destino também pode ser uma boa estratégia. Se você já tem uma oferta de trabalho, cruze o seu salário com os valores médios de aluguel, contas básicas, o mercado e as baladas. Se você ainda não tem, pesquise quanto é a remuneração de empregos que você poderia conseguir, considerando seu histórico educacional e domínio da língua. Veja quanto tempo você poderá se manter sem trabalhar, busque descobrir o índice de desemprego do local, etc. Tudo isso ajuda, e muito, a evitar surpresas desagradáveis ou falsas ilusões.

O visto sempre é crucial. Nos Estados Unidos, por exemplo, pode-se gastar entre $200 e $400 só com o processo de visto. Aqui na Irlanda, sabemos que, além dos 3000 euros necessários para comprovar na chegada, há ainda o custo de 300 euros para a emissão do GNIB (registro no País).

Primeira parte concluída?

OK, hora de colocar, de fato, os trapinhos na mala, analisando com calma seus pertences e considerando se desfazer de alguns presentes indesejados, compras encostadas do armário, doar as roupas que o novo clima não permitirá usar, etc. Não se esqueça de conferir se os eletrônicos e eletrodomésticos têm a mesma voltagem do país da mudança. Um seguro também é sempre indicado: é melhor prevenir! Acompanhe tudo desde o começo, exija prazos, tome nota do contato de quem vai te recepcionar no destino, averigue possíveis taxas para liberação da bagagens… Se você não tem um transfer fechado previamente, verifique, também, os valores do transporte local depois da chegada no porto/aeroporto, etc.

shutterstock_301517705

O dilema na hora de fazer as malas. Crédito: Shutterstock

Você vai precisar de uma conta bancária no novo país. É difícil, entretanto, conseguir uma conta antes de chegar lá, pois pode ser necessário providenciar todos os documentos diante da imigração, responsabilidades sociais, etc. É relevante portar consigo um cartão de crédito internacional para emergências e, antes de partir, conversar com o seu gerente para negociar taxas e condições de câmbio. Alguns bancos tem sede em vários países e fornecem contas internacionais, facilitando a transferência de montantes, o que pode ser uma possibilidade.

Saúde

Saúde também deve ser um ponto de atenção. Alguns países não oferecem cobertura de saúde para estrangeiros e até exigem que o imigrante tenha seguro particular para conceder o visto. Certos países sequer oferecem bons recursos de saúde. Considere reservar um seguro antes mesmo de embarcar. Se for se mudar com sua família, várias empresas oferecem combos familiares que saem mais em conta do que um plano individual.

shutterstock_232687864

Foto: Shutterstock

Para os estudantes ou os que estão carregando os filhotes ainda encaixados na vida escolar, verifique antes de partir quais as melhores escolas e as melhores vizinhanças para combinar residência e estudos. Autentique os documentos escolares, de graduação, diplomas, verifique a necessidade de tradução juramentada. Custos de cartório no Brasil são elevados, então é bom ficar de olho. Pergunte se há necessidade de certificado de proficiência na língua para os cursos superiores, etc. Para os menores, verifique se as escolas públicas aceitam estrangeiros, levante os custos de compra de material escolar, fardamento e possível mensalidade de escolas particulares ou escolas internacionais que possuem a língua mãe da criança na formação acadêmica. Toda essa trabalheira certamente lhe proporcionará uma chegada mais tranquila, acredite.

Depois da chegada

Agora você chegou. Se vai comprar ou alugar uma nova moradia, procure um profissional ou peça indicação de alguém que já resida no país, descubra quais as melhores empresas locais, se há como conciliar uma boa moradia que seja perto do trabalho/escola/universidade. Pesquise! Um ótimo website para acompanhar as notícias sobre o mundo imobiliário é o Property Wire . Entre nos sites de busca de imóveis e tenha uma ideia dos valores. Aqui na Irlanda, nós temos o Daft, por exemplo. No caso de compra, é válido considerar as possíveis taxas de ligamento de energia, coleta de lixo, TV, seguro, etc. Não podendo esquecer que tanto para o aluguel quanto para a compra de um novo lar, certamente você vai querer assinar TV a cabo, internet, telefone, gás, água.

shutterstock_16040011

Foto: Shutterstock

Transporte

Pense se você vai precisar de um carro. Perceba que não trata-se apenas do custo do carro em si, mas que também existem as taxas governamentais, seguro, manutenção. Pesquise como funciona o transporte público e os valores das passagens diárias. Considere se vale mais a pena pagar a passagem todos os dias ou comprar um carro. Atente-se para as passagens de estudante e, se estiver na Irlanda, o Leap Card. Se esse for o seu caso, essas são sempre opções mais baratas.

Lembre de que quando você chegar, você também vai precisar de algum dinheiro para o táxi, transporte ou eventuais necessidades sociais inicias. Trazer um dinheiro extra para se socializar ou pagar serviços diferenciados, tais como algum curso diferente, academia, ou talvez algum esporte, também deve ser considerado nesse novo momento de sua vida longe de casa.

Muita coisa para pensar? Na verdade nem é tanto assim. Faça um check list de tudo que é relevante para você e vá resolvendo as coisas uma por vez. No final você perceberá que com uma dose de organização e cuidado, você fará a sua viagem muito mais tranquilo.

Ficou com vontade de fazer intercâmbio? Comece por aqui!

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para jornalismo@e-dublin.com.br

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

Recentes e populares

Saúde

Dúvidas na hora de comprar medicamentos na Irlanda?

1 semana atrás, por Thaiz Beltrão
Vistos

Onde tirar o visto no interior da Irlanda

2 meses atrás, por Ávany França
Dicas de Viagem

O intercâmbio começou! E agora?

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Clima

Em apuros com o inverno europeu? Se ligue nessas dicas

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Onde morar em Dublin? (Tipos de Acomodação)

2 meses atrás, por Tarcisio Junior
Conte Sua Historia

Como cuidar do corpo e da mente na Irlanda

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Onde se hospedar em Cork, na Irlanda

3 meses atrás, por Carol Braziel
Saúde

Coisas que você deveria saber sobre medicamentos

3 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Vistos

Já morei na Irlanda e pretendo voltar. Posso?

3 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Essenciais

5 dicas úteis para quem acabou de chegar em Dublin 

3 meses atrás, por Colaborador E-Dublin