Filme brasileiro A Vida Invisível integra Dublin Film Festival

Filme brasileiro A Vida Invisível integra Dublin Film Festival

Rubinho Vitti

1 mês atrás

A edição 2020 do Dublin Film Festival terá dois filmes brasileiros concorrendo. Além de Bacurau, já anunciado aqui no E-Dublin, A Vida Invisível (ou The Invisible Life of Eurídice Gusmão, título em inglês), será exibido em 8 de março, no Light House Cinema. O longa tem no elenco a atriz Fernanda Montenegro. Os ingressos estão à venda. Bacurau, que será exibido com a presença do diretor Kleber Mendonça, no dia 4 de março, está com lotação esgotada.

A Vida Invisível se passe no Rio de Janeiro de 1940. Eurídice (Carol Duarte) é uma jovem talentosa, mas bastante introvertida. Guida (Julia Stockler) é sua irmã mais velha, e o oposto de seu temperamento em relação ao convívio social. Ambas vivem em um rígido regime patriarcal, o que faz com que trilhem caminhos distintos: Guida decide fugir de casa com o namorado, enquanto Eurídice se esforça para se tornar uma musicista, ao mesmo tempo em que precisa lidar com as responsabilidades da vida adulta e um casamento sem amor com Antenor (Gregório Duvivier).

Leia também: Filme brasileiro Bacurau é indicado ao Dublin Film Festival

O longa, dirigido por Karim Aïnouz, é uma parceria entre Alemanha e Brasil e foi selecionado como representante do Brasil como Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2020, mas acabou ficando fora da lista de selecionados. Em Cannes, venceu a Un Certain Regard, mostra paralela do festival.

Os interessados em assistir ao longa podem comprar os tickets online.

Realizado todo mês de fevereiro, o Dublin International Film Festival é um dos eventos mais emblemáticos do calendário cultural da Irlanda. O programa evoluiu ao longo dos anos, mas cada Festival tem a garantia de oferecer uma mistura de todo o mundo, com muitas exibições acompanhadas por cineastas e estrelas.

Veja também

Calendário de eventos e festivais na Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar