Igreja Católica reconhece cura de fiel em Knock, na Irlanda

Igreja Católica reconhece cura de fiel em Knock, na Irlanda

Rubinho Vitti

3 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A Igreja Católica reconhece a cura de uma fiel em Knock, na Irlanda. O anúncio vem depois de décadas de campanha para reconhecer que Marion Carroll teve uma “cura milagrosa” no santuário, há 30 anos.

Foto: Divulgação

Carroll, que é de Athlone, foi levada de maca na peregrinação anual a Knock, em 1989. Apoiada por seu marido, Jimmy, e outros, ela afirmou que estava usando uma cadeira de rodas, confinada à sua cama a maior parte do tempo, incontinente e mostrando sintomas de esclerose múltipla. Após seu pedido à Nossa Senhora de Knock, Carroll afirma que sua saúde foi imediatamente transformada e que ela começou a andar novamente.

Em julho de 2010, o caso de Marion Carroll foi enviado ao Vaticano, na tentativa de declarar oficialmente um milagre pela Igreja Católica. Uma questão preocupante era que a esclerose múltipla de Marion Carroll não havia sido formalmente diagnosticada.

Leia também: 7 curiosidades sobre a primeira visita de um papa à Irlanda

Em janeiro de 2019, o arquivo do caso foi analisado por um médico, juntamente ao bispo Duffy, o arcebispo Michael Neary, de Tuam, onde a diocese Knock está localizada, dois padres, e Marion Carroll e seu marido, Jimmy.

Em sua homilia no domingo, o bispo Duffy deu alguns detalhes do que havia acontecido 30 anos atrás e disse que Marion Carroll enfrentou “um futuro sombrio”. O bispo Duffy, então, reconheceu que Carroll foi curada de sua doença em peregrinação no lugar sagrado. “Muitos atestaram a mudança dramática que ocorreu em Marion aqui e em seu retorno a Athlone, em 1989. Sem dúvida, houve uma cura, uma cura da doença que assolou Marion por vários anos”, afirmou o bispo.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre a visita do papa Francisco à Irlanda

Em seu livro, intitulado Fui Curada em Knock, ela descreve como havia falado com Nossa Senhora naquela manhã: “Você também é mãe e sabe como me sinto em deixar meu marido e filhos. Não era uma oração, não era uma afirmação, era uma mulher conversando com outra.”

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar