Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Meu Intercâmbio

Intercâmbio é na verdade um Big Brother intensificado

Colaborador E-Dublin postou em 17 jan 2018

Quando você chega a outro país, tudo automaticamente muda.

stud.dreamstime_s_69200767

Foto: Rawpixelimages | Dreamstime

O mundo parece outro, você já não é a mesma pessoa… Acostume-se: é uma enxurrada de novidade, às vezes muito boas e engrandecedoras, outras nem tanto. Muito depende da forma como você lida com todas as transformações. O importante é desapegar, trilhar seu caminho, não esquecer quem você é e manter seu foco.

Para os intercambistas em Dublin, tudo começa na acomodação temporária – todo estudante que chega aqui passa por uma.

Normalmente, é em uma residência estudantil que você se hospeda enquanto procura a casa perfeita. No meu caso, fiquei por duas semanas na casa mais acolhedora que eu podia ter. Tive sorte, pois isso diminui muito o impacto inicial. Faz a gente se sentir parte de algo. Faz a gente se sentir em casa. Foram duas semanas maravilhosas. Enquanto eu procurava um lar para chamar de meu, ia explorando a cidade.

Assim que cheguei, fiz amizade com um grupo de brasileiros.

No começo, tentamos uma casa para todos juntos. Não é impossível, mas é uma alternativa mais difícil, afinal todos eram recém-chegados e apenas estudantes. A gente foi tentando junto e separado. Nessas andanças, tive a oportunidade de estar em alguns cantinhos lindos de Dublin. Não demorou muito e eu encontrei e me mudei para a casa permanente – eu e uma amiga. Viemos morar numa casa onde nós éramos as únicas brasileiras.

No nosso Big Brother Irlanda, tinha nigeriano, croata, polacas, romeno e irlandês. Todos jovens. O que tínhamos em comum, exceto a irlandesa? Nenhum de nós tinha o inglês como língua materna, todo mundo come arroz e toma cerveja. Fomos bem recebidas.

Acho que brasileiro causa um pouco de curiosidade. Nossa cultura é linda e no fundo sei que todo mundo sabe disso – na verdade, queria que todo mundo soubesse. Bebemos juntos algumas vezes, nos sentimos burras tantas outras. Às vezes se comunicar parece complicado. A gente se esforça, eles também. Chegaram a perguntar se podiam corrigir… é claro que sim. Estamos aqui para aprender.

Inventamos um churrasco. Eles avisaram: com esse tempo, não vai dar bom. Ignoramos. Foi a pior ideia que já tivemos. Junto com a carne, queimei minha reputação de churrasqueira. Foi terrível. Engraçado foi ver as polacas provando o coração de galinha. Elas quase vomitaram e perguntaram se ele era daquele tamanho mesmo ou se a gente tinha cortado. Viver com pessoas de tantos lugares diferentes é um choque cultural diário.

No geral, eles são muito reservados, cada um no seu quadrado. Isso torna a convivência mais pacífica. A casa é grande. Muitas portinhas. Cada um no seu quarto. Cada um no seu universo particular. Já passamos por milhares de situações, algumas hilárias, outras nem tanto. O lance é que estamos tentando sempre não deixar coisas bobas ou pequenas atrapalharem o percurso.

O mais importante aprendizado de tudo isso é respeitar o espaço e a cultura do outro. O coração e a mente continuam abertos, vivendo um dia de cada vez. Treinando a paciência e o inglês!

Sobre a autora:
amanda.carvalho.beloAmanda Carvalho Belo é aquela dos textões, sensações, sentimentos e emoções. Pisciana maluca. Me jogo, vivo e comemoro! Cheers!

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Meu Intercâmbio

Intercâmbio: o melhor ano da minha vida

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin