Intercâmbio entre casais na Irlanda: André & Stéfane

Intercâmbio entre casais na Irlanda: André & Stéfane

Colaborador E-Dublin

10 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Intercâmbio de casais. André e Stéfane decidiram fazer o intercâmbio juntos. Foto: Arquivo pessoal.

Intercâmbio de casais. André e Stéfane decidiram fazer o intercâmbio juntos. Foto: Arquivo pessoal.

O Intercâmbio em dose dupla de hoje vai dar um pulo na história do André e da Stéfane. O sonho era morar fora, se aventurar em outra cultura e melhorar o inglês. E pensar que as coisas começaram a se concretizar numa viagem à Bolívia, dai até eles escolherem a Inglaterra e por fim a Irlanda foram exatos nove meses, quase um parto!

O que aconteceu de lá para cá vocês conferem aqui, mas essa é só a parte I da história, porque esses dois mineirinhos de Patos tem vivido intensamente desde que pisaram na famosa Ilha da Esmeralda!

Bem, primeiro de tudo gostaríamos de dizer que é uma honra poder escrever um post para o E-Dublin. É um prazer já que vir pra Irlanda sem passar por esse blog é um caminho praticamente impossível. Acho que 100% das pessoas que embarcam para a aventura de viver na terra verde começam seus planos por este blog. No nosso caso começamos por outros porque inicialmente iriamos para a Inglaterra mais como todos sabem é uma possibilidade muito complicada e acabamos sendo apresentados à Irlanda através de um amigo e depois sim conhecemos quase tudo a respeito da terra verde nesse mesmo lugar que vos escrevo.

Meu nome é André, tenho 29 anos. Publicitário de Patos de Minas nas Minas Gerais do nosso Brasilzão. Sempre tive a vontade de fazer um intercâmbio e principalmente ter uma experiência diferente daquela que tinha na minha pequena cidade. Trabalhava no marketing de uma loja de departamentos e decidi largar tudo para viver esse sonho verde e laranja.

Meu nome é Stéfane Ribeiro, tenho 22 anos. Sou técnica em enfermagem também de Patos de Minas em Minas Gerais onde sempre morei.  Assim como o André sempre quis ter essa experiência de vida em outro país. Terminei meu curso já trabalhando num grande hospital da minha cidade onde também resolvi deixar minha antiga vida pra embarcar para a Irlanda em busca de uma segunda língua e também a possibilidade de fazer uma graduação.

© Faithiecannoise | Dreamstime.com

A cidade de Dublin é super receptiva com os brasileiros.© Faithiecannoise | Dreamstime

Nossa história tem um começo curioso. O Cruzeiro (nosso time de coração) se classificou para a copa libertadores 2010 e iria disputar o primeiro jogo em Potosí na Bolívia. Por acaso vi um comentário de uma torcida de BH que estava organizando uma caravana para acompanhar o time nessa saga. Fiz alguns contatos com o pessoal e ficamos fascinados com contexto valor x experiência x aventura x cruzeiro, organizamos as folgas nos nossos trabalhos e partimos rumo a Bolívia. Mesmo sendo um país pobre ficamos maravilhados com tudo que vimos.

A viagem foi sensacional e voltamos com a certeza de que tínhamos que sair de Patos para viver algo diferente. Vimos e sentimos que além das nossas fronteiras territoriais um mundo totalmente diferente estava nos esperando. Fechamos tudo depois de 9 meses de pesquisas e embarcamos nessa aventura com as informações do E-DUBLIN e outras dezenas de blogs. Dia 8 de março de 2011 finalmente chegamos ao aeroporto de Dublin e de repente tudo começou  acontecer na terra verde onde começamos a encarar os desafios e novidades da nova vida.

Irlanda é o destino de milhares de brasileiro, para fazer intercâmbio.© Gazzag | Dreamstime.com

Irlanda é o destino de milhares de brasileiros todos os anos, para fazer intercâmbio.© Gazzag | Dreamstime

Depois de um começo bem complicado tudo começou a caminhar naturalmente e fomos nos encantando cada vez mais por essa terra que acolhe tão bem os estrangeiros. Chegamos aqui com inglês praticamente zero então tudo foi mais complicado pra gente mas depois de algumas semanas de aulas as coisas começaram a clarear e tudo foi se resolvendo e melhorando. Como chegamos com apenas 1000 euros cada, tivemos que procurar emprego logo no primeiro mês. Eu consegui alguns bicos em um hotel mais nada certo e a pressão foi aumentando. A Stéfane não conseguindo nada até aquele momento optou pelo aupair no início do segundo mês.

Essa foi uma das decisões mais difíceis que já tomamos aqui porque ela teve que deixar tudo inclusive eu para trabalhar em outra cidade. Foi muito difícil mais necessário porque nosso dinheiro só daria para 3 meses e como não tinha conseguido uma posição foi o correto a fazer.  Lá ela ficou por 6 meses, nesse meio tempo tive que dividir o quarto com outras pessoas e me acostumar com a distância.

© Deanpictures | Dreamstime.com

Intercâmbio é um verdadeiro desafio, ainda mais quando a grana fica curta© Deanpictures | Dreamstime

Por outro lado a Stéfane mergulhou de cabeça na cultura irlandesa então seu inglês deu um salto muito grande nesse período. Ficávamos juntos apenas nos finais de semana, mas já sabíamos que isso tudo poderia acontecer então já estávamos preparados.

Ufa!!! E pensar que isso tudo aconteceu só nos primeiros seis meses do André e da Stéfane em solo esverdeado. A parte II e de como eles estão se virando nessa aventura chamada intercâmbio…você confere na próxima quarta!!!! See ya folks!!!!

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

  • 5 formas de boicotar o seu intercâmbio

    Planeje seu Intercâmbio

    5 formas de boicotar o seu intercâmbio

    É muito mais comum ouvir dicas sobre o que fazer no seu intercâmbio do que...

    Colaborador E-Dublin

    2 dias atrás

    5 formas de boicotar o seu intercâmbio
  • 5 atitudes assertivas para o seu projeto de intercâmbio

    Planeje seu Intercâmbio

    5 atitudes assertivas para o seu projeto de intercâmbio

    Hoje, para ajudar você a ser ainda mais assertivo na elaboração do seu plano...

    Colaborador E-Dublin

    4 dias atrás

    5 atitudes assertivas para o seu projeto de intercâmbio

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar