Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Destinos de Intercâmbio

Intercâmbio na Holanda: já considerou essa ideia?

Elizabeth Gonçalves postou em 24 out 2016

Reprodução: Travel

Reprodução: Travel

A Holanda é outro país europeu que está no topo dos rankings de qualidade quando se pensa em educação. Mesmo tendo o holandês como língua oficial, o país se torna atrativo a estudantes internacionais por possuir diversos programas, tanto de graduação como pós, ministrados em inglês, francês e alemão. Isso sem falar que, anualmente, a Holanda oferece diversas bolsas de estudos para estudantes estrangeiros, inclusive brasileiros!

E se você está interessado em unir formação de qualidade com toda a riqueza cultural que o país tem a oferecer, confira agora o que é preciso para se tornar um intercambista na Holanda.

Vistos

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O primeiro passo para embarcar para a Holanda como estudante é encontrar a instituição de ensino que te interessa. A lista completa de universidades e cursos está disponível no portal da Neso Brazil. Só preste bastante atenção na escolha do curso, já que ele deve ser ministrado em período integral e em instituição aprovada pelo Ministério da Educação dos Países Baixos.

Encontrou o curso ideal? Então basta seguir os requerimentos da universidade para aplicar para a vaga. Ao realizar todos os procedimentos e ser aceito pela instituição de ensino, chega a hora de aplicar para o visto. Mas não é você quem vai fazer isso, e sim a própria universidade.

Após a aprovação do visto pelo serviço de imigração holandês, o estudante deve agendar um horário no consulado para entregar os documentos exigidos, além de carta da universidade e passaporte, que deve ter uma validade mínima de 180 dias a partir da data de chegada na Holanda. Devido à obrigatoriedade do procedimento de biometria, ou seja, retirada da impressão digital, a entrega dos documentos deve ser realizada pessoalmente e no Brasil isso só ocorre nas cidades de Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro.

Geralmente o visto fica pronto em duas semanas, entretanto, o próprio serviço de imigração holandês recomenda iniciar o procedimento o quanto antes, com até três meses antes da sua entrada no país, assim você terá tempo suficiente para coletar todos os documentos solicitados pela instituição de ensino.

E pode trabalhar?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Sim, desde que você obtenha uma permissão especial para isso, que, no caso, deve ser solicitada pelo seu empregador. Vale destacar que na Holanda estudantes internacionais podem trabalhar apenas até 10 horas semanais durante o período de aulas e período integral durante o verão, ou seja, de junho ao fim de agosto.

A única exceção é se você estiver matriculado em um curso cujo estágio faz parte do programa de estudos. Neste caso, você não precisará de uma autorização para trabalhar, entretanto, a instituição de ensino e o seu empregador deverão assinar o seu contrato de estágio.

Dá pra continuar no país depois?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Depois de finalizar os seus estudos na Holanda, é possível aplicar para um visto e permanecer no país por mais 12 meses para que você prospecte um emprego na sua área de estudos. A taxa para este visto custa 622 euros e te dá acesso irrestrito ao mercado de trabalho local. Entretanto, ele não é renovável, ou seja, se você não conseguiu um trabalho que lhe permita continuar no país, é necessário deixar a Holanda.

Para se obter o visto de trabalho na Holanda e, consequentemente, a residência permanente no país, os estrangeiros graduados lá precisam encontrar um trabalho com salário anual mínimo de €26.931. Já no caso de estrangeiros que se formaram em outros países, o salário mínimo anual para aplicar para o visto é de €37.575 para quem tem menos de 30 anos e de €51.239 para quem passou dos 30.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para jornalismo@e-dublin.com.br

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

Recentes e populares

Dicas de Viagem

5 razões para você celebrar a primavera europeia

1 semana atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

Trabalhe como voluntário na Irlanda

3 semanas atrás, por Thaiz Beltrão
Trabalho

4 formas de procurar emprego em Dublin

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

5 vagas para fluentes em português na Irlanda

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Destinos de Intercâmbio

Que tal estudar em Perugia, Itália?

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

5 áreas de tecnologia com vagas na Europa

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Meu Intercâmbio

Kitchen Porter de saia? E por que não?

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin