Intercâmbio na Irlanda, educação e filhos menores: é possível?

Intercâmbio na Irlanda, educação e filhos menores: é possível?

Colaborador E-Dublin

2 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Viajar para um país desconhecido é sempre um desafio. Porém, quando a viagem é realizada com intenções de uma estadia a longo prazo, exige-se muito mais cuidado na preparação, assim como mais zelo para perceber se o país escolhido oferece as condições necessárias às suas necessidades.

Essa é uma das principais preocupações daqueles que pretendem se aventurar em outro país levando os filhos a tiracolo. O que percebemos é que muitos acabam por abandonar o sonho de morar fora por não saberem o que o novo país oferecerá aos seus filhos.

Se você faz parte desse grupo e já se perguntou se a Irlanda oferece condições para o intercâmbio com filhos, esse post é para responder suas dúvidas.

Educação infantil na Irlanda

shutterstock_407717302

Crianças estrangeiras são incluídas facilmente no sistema de ensino da Irlanda. Foto: Shutterstock

Na Ilha Esmeralda, a educação é obrigatória dos seis aos dezesseis anos de idade. A primeira boa notícia é que, além de obrigatória, ela é gratuita para todos, sendo você irlandês ou imigrante.

A segunda boa notícia é que o país também tem sido reconhecido mundialmente por sua qualidade na educação. Segundo o The Social Progress Imperative 2015/2016, por exemplo, a Irlanda se destaca na 11º posição, entre os 20 países tops em educação.

Em 2015, os irlandeses também apareceram no ranking global na categoria Matemática e Ciências, promovido pela OECD Programme for International Student Assessment (Pisa), alcançando a 15º posição entre os 79 países avaliados.

No entanto, apesar desses dados promissores, trazer os filhos para serem educados na Irlanda pode ser mais complicado do que se imagina. Embora a educação seja obrigatória a partir dos seis anos, as crianças podem ser matriculadas em instituições públicas com três anos.

Se a sua criança ainda não alcançou essa idade, você deve levar em consideração custo extra com creche, babá ou, mesmo, a contratação de uma aupair, o que não custa menos de 400 euros por mês.

Além do mais, mesmo sendo possível adiantar a ida dos pequenos à escola, a fila de espera costuma ser uma realidade, e a prioridade, claro, será para os irlandeses.

Tudo depende do seu visto

Como estudante, stamp 2, brasileiros não podem trazer dependentes. Foto: Shutterstock

Como estudante, com Stamp 2, brasileiros não podem trazer dependentes. Foto: Shutterstock

O segundo ponto negativo — e talvez o mais importante — é considerar que, no caso daqueles que chegam ao país com visto de estudante (Stamp 2), trazer dependentes não entra no pacote, já que o visto de estudante é apenas uma permissão de residência, o que isenta o governo de qualquer obrigação com você e, muito menos, com seus agregados. Isso significa dizer que serviços básicos como saúde e amparos sociais não são oferecidos.

Segundo o INIS (Irish Naturalisation and Immigration Service), só poderão levar seus filhos para morar na Irlanda aqueles que tiverem os tipos de visto Stamp 3dependente ou cônjuge de cidadão europeu ou de alguém que apresente o visto permanente, Stamp 4 (Visto de Permanência), ou aqueles que tenham cidadania europeia.

Considerando que a maioria dos brasileiros e não-europeus que hoje moram na Irlanda chegam com o Stamp 2, recomeçar a vida por aqui com filhos deve ser uma situação analisada até as últimas consequências, já que, apesar de garantir a qualidade do ensino, sem o visto correto, a entrada desses menores já estaria associada a uma situação de irregularidade e sem o amparo de serviços públicos.

Por isso, se estiver nos seus planos estabelecer-se no país com a família, vale reavaliar em que condições isso pode ser feito e quais os caminhos legais para a sua estadia e a da sua família acontecer com tranquilidade.

Qualidade de vida sim, mas…

Países como Canadá incentivam o intercâmbio familiar.Foto: Shutterstock

Países como Canadá incentivam o intercâmbio familiar. Foto: Shutterstock

Outro fator importante quando a intenção é mudar de país com a família, é descobrir quais países estão em busca de imigrantes com esse perfil. É sabido, por exemplo, que alguns países desenvolvidos no mundo sofrem com defasagem demográfica e estimulam a entrada de imigrantes dispostos não apenas a se estabelecer no país, como também a aumentar a prole.

O Canadá é um exemplo deles. Uma vez dito isso, a sua busca pelo destino de intercâmbio deve partir desse princípio: adequar a sua necessidade à do país de destino.

Relembrando: não esqueça de verificar as condições e requisitos para visto no destino que você escolher!

É bem verdade que a Irlanda, apesar de pequena, aparece nos principais rankings de qualidade de vida. A Unicef, por exemplo, também destacou a ilha como um dos principais países europeus para se estabelecer com família.

No entanto, é necessário levar em consideração outros tantos fatores, como tipo de visto, a condição de imigrante e diferenças culturais que podem se tornar salientes.

Vale ressaltar, ainda, que, dadas as diferenças no sistema educacional, o acesso a níveis secundários e, até mesmo, ao ensino superior pode exigir esforço extra do estudante, já que será necessário avaliar a equivalência curricular, o que pode tanto adiantar como retardar anos de estudo.

E, antes que a gente se esqueça, a educação de nível superior na Irlanda, como na maioria dos países europeus, apesar de pública, é paga. Mas isso é história para outro post.

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Revisado por Irene Canadinhas
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar