Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Vistos

Irlanda anuncia mudança nas regras de comprovação financeira para estudantes

Elizabeth Gonçalves postou em 01 mai 2018

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O Serviço de Imigração Irlandês (INIS) desde 2016, alterou a forma da  comprovação financeira de estudantes internacionais que se registram na Irlanda pela primeira vez.

Ao contrário do que vêm se especulando há muito tempo, o valor que os estudantes devem comprovar na conta bancária não foi aumentado. Na verdade, as mudanças anunciadas devem facilitar bastante a vida dos intercambistas brasileiros que estão para chegar por aqui.

Isso acontece porque, a partir de agora, abrir conta em um banco irlandês não será mais o único método aceito para comprovação financeira. Além dessa, as novas opções disponíveis são:

– Extrato de conta bancária estrangeira: Você pode trazer o extrato da sua conta no Brasil, desde que este tenha menos de um mês de emissão, além de um extrato anterior. Ambos devem estar acompanhados pelo cartão de débito vinculado à mesma conta bancária. Atenção: o titular da conta corrente deve ser o próprio estudante. Importante também atentar se o seu banco permite saques no exterior, para você poder utilizar o dinheiro;

– Extrato atual de cartão pré-pago (de débito ou crédito): O extrato deve comprovar que o cartão possui fundos suficientes, de acordo com o valor solicitado pela imigração;

– Comprovante de instituição irlandesa: Comprovação de que o montante que o estudante possui está seguro em uma instituição financeira irlandesa – por exemplo, através de um Bank Draft.

Quanto devo trazer?

Para estudantes matriculados em cursos com duração de seis a oito meses, nada mudou – ainda é necessária a comprovação de 3 mil euros, que deve ser feita de uma das maneiras mencionadas acima.

Para estudantes matriculados em cursos cujas aulas serão encerradas num período inferior a seis meses, estes devem comprovar que possuem 500 euros para cada um dos meses que ficarão no país. Ou seja, vai fazer um curso de 4 meses? Você não precisa trazer 3 mil euros, mas sim 2 mil!

Nada mudou para os estudantes não europeus que permanecerão no país por um período inferior a 90 dias, já que nesse caso eles não precisam se registrar na imigração, permanecendo com o visto de turista. (Saiba mais sobre os tipos de visto na Irlanda)

Alunos beneficiados por bolsas de estudos devem apresentar uma carta da instituição, confirmando detalhadamente se as tarifas escolares e verbas destinadas ao custo de vida do estudante no país serão cobertas pela bolsa parcial ou integralmente.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Destaques

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

3 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

5 sites para procurar vagas de marketing na Irlanda

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves