Irlanda divulga mapas de contágio pelo coronavírus

Irlanda divulga mapas de contágio pelo coronavírus

Rubinho Vitti

8 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O governo irlandês, por meio do HSE (Health Service Executive), departamento responsável pela saúde no país, divulgou dois mapas referentes ao contágio pelo coronavírus. Eles mostram graficamente como o Covid-19 está espalhado na República. Um deles é focado na região leste, mais atingida pela doença, onde fica o condado de Dublin. Os dados foram divulgados na noite de quarta-feira, 15 de abril, e representam os casos confirmados até segunda, 13 de abril.

Mapa mostra como contágio pelo coronavírus está espalhado pela República da Irlanda. Imagem: HSE.ie

A área do mapa mais atingida é área de Dublin. Conforme mostramos, ela concentra cerca de 52% do número total de casos, passando dos 5.000 contaminados na capital. Dos hospitais da Irlanda, os que ficam em Dublin concentram o maior número de internados infectados pela doença.

O Beaumont Hospital é o que mais tem pessoas infectadas pelo Covid-19, totalizando 137, mais de 50 em comparação com qualquer outro. Outros são The Mater (85), St James’s (81), Tallaght (75) e St Vincent’s (66).

Leia também: Como manter a saúde mental e não surtar na quarentena?

São 846 pacientes com Covid-19 internados em hospitais e 355 suspeitos, aguardando resultado do teste. A maioria, cerca de 52%, são de pessoas com mais de 65 anos. A média de idade de casos confirmados, no entanto, é 48.

Dados recentes dos casos na Irlanda

Área de Dublin é mostrada em mapa sobre contágio do coronavírus na Irlanda. Imagem: HSE.ie

De acordo com dados do governo, 38 pessoas morreram na quarta-feira, 15 de abril, e 657 novos casos foram confirmados. Agora são 12.547 casos confirmados e 444 mortes por coronavírus na Irlanda.

Segundo o médico Tony Holohan, Diretor Médico do Departamento de Saúde, em nota divulgada pelo HSE, os parâmetros estão indo em “uma direção positiva”. “É claro que precisamos continuar nossos esforços, em nível individual, para limitar a propagação desse vírus.”

Siobhan Ni Bhriain, psiquiatra do departamento, disse que “todos devem continuar a procurar intervenção médica se preocupados com sua saúde”. “Não ignore os sintomas da doença por medo de contrair COVID-19 ou medo de imposição na equipe de saúde. O serviço de saúde está lá para todos e todas as preocupações médicas.”

Veja também

Como cuidar da saúde durante uma viagem no exterior?

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar