Irlanda do Norte reabre serviços e teme irlandeses cruzando a fronteira

Irlanda do Norte reabre serviços e teme irlandeses cruzando a fronteira

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A partir de sexta-feira, serviços de contato próximo, incluindo cabeleireiros e barbeiros, vão reabrir na Irlanda do Norte. Sete dias depois, em 30 de abril, são os cafés e restaurantes que reabrem para serviço ao ar livre, assim como os “garden beers”. Ou seja, haverá uma disparidade grande entre medidas restritivas na Irlanda do Norte e na República da Irlanda.

Isso tem preocupado os governos de ambos os lados, já que muitos irlandeses podem querer ultrapassar a fronteira para “curtir” a reabertura do lado Norte da ilha.

No entanto, o ministro da Saúde da Irlanda do Norte, Robin Swann, alertou que pessoas da República estarão infringindo a lei, segundo informou o jornal Irish Times. “Ainda existem proibições de viagens na República da Irlanda”, disse, ressaltando que viajar para a Irlanda do Norte para um corte de cabelo, por exemplo, seria “uma viagem não essencial para fora dos limites de um condado”.

Donegal, que fica na República da Irlanda, faz divisa com a Irlanda do Norte e tem maior taxa de casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. Foto: Brian Kelly/Unsplash

O presidente do Conselho da British Medical Association, na Irlanda do Norte, Dr. Tom Black, disse que a “maior preocupação” é o “alto risco” de pessoas cruzarem a fronteira para fazer compras uma vez que o varejo não essencial e a hospitalidade fossem reabertos.

“Sabemos disso porque já fizemos isso antes do ano passado e vimos a Lifford Bridge estar muito ocupada com o pessoal de Donegal vindo à Irlanda do Norte para fazer compras na Primark.”

Um dos maiores riscos seria de pessoas que entram por Donegal, já que o condado da República faz divisa com a Irlanda do Norte. A taxa de incidência da doença por lá é a mais alta da Irlanda, com 215 casos a cada 100 mil habitantes.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar