Irlanda lista novas profissões com direito a vistos de trabalho

Irlanda lista novas profissões com direito a vistos de trabalho

Rubinho Vitti

8 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O setor de hospitalidade na Irlanda, que abrange hotéis, restaurantes, empresas de buffet, etc, poderá, a partir de agora, dar visto de trabalho a funcionários que são originalmente de fora do EEA (European Economic Area) — Espaço Econômico Europeu. Entre as profissões que mais vai ganhar com a decisão tomada nesta semana pelo Ministério de Negócios, Empresas e Inovação da Irlanda é a de chef de cozinha.

A medida visa abordar a escassez de pessoal no setor de hospitalidade. Além deste setor, a Irlanda também está abrindo o “work permit” para setores de construção, saúde e transporte rodoviário. As regras de permissão de emprego devem ser facilitadas para atender à escassez imediata de mão-de-obra.

As mudanças serão aplicadas a trabalhadores de fora do Espaço Econômico Europeu (EEE) a partir de 1 de janeiro de 2020. A Irlanda opera um sistema gerenciado de permissão de emprego por meio de listas das chamadas “critical skills”, as “habilidades críticas”, que são revisadas duas vezes por ano com base nas condições do mercado de trabalho e observações de setores da ilha.

Leia também: Work Permit e o Green Card? Você sabe a diferença?

Entre as alterações está a profissão de chef de cozinha, que não estará mais sujeita a uma cota máxima de vistos. Na área da saúde, os enfermeiros terão mudanças cruciais, como poder se qualificar para um “work visa” com direito a reagrupamento familiar imediato e acesso ao mercado de trabalho irlandês para os membros da família, além da rapidez para a residência de longa duração após dois anos.

O mesmo acontece com a maioria das ocupações profissionais no setor da construção. Outra mudança é uma extensão de cota para motoristas de veículos pesados.

Veja também

Como é o Regime Trabalhista na Irlanda?

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar