Irlanda tem alta taxa de racismo em local de trabalho

Irlanda tem alta taxa de racismo em local de trabalho

Rubinho Vitti

10 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Um estudo envolvendo 28 países membros da União Europeia mostrou que a Irlanda é um dos que tem maiores taxas em relação ao racismo em ambiente de trabalho. A taxa foi de 33% para a ilha enquanto a média do grupo é de 22%. Essa foi a pior classificação, empatando com Áustria, Finlândia e Luxemburgo. O relatório analisou, particularmente, o preconceito sofrido por pessoas da África subsaariana que vivem e trabalham nestes países europeus.

Irlanda tem índice de 33% sobre racismo sofrido pela população africana em ambiente de trabalho no país. Foto: Pxhere

Em 2018, em toda a Europa, 24% da população da África subsaariana que vive no continente disse ter sofrido algum tipo de preconceito. Entre os africanos que vivem na Irlanda, 38% responderam positivamente a esta pergunta. Apesar do resultado negativo, poucas pessoas pesquisadas na Irlanda disseram ter relatado incidentes de violência de fundo racial.

Leia também: Estrangeiros e o preconceito na Irlanda

A Irlanda também teve uma classificação ruim em relação a outros indicadores de racismo, inclusive em um nível geral de assédio sofrido por aqueles que participaram.

De acordo com o autor do relatório, o professor Michael O’Flaherty, diretor da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia, as estatísticas podem apontar para um problema de integração em toda a Europa. “Não estamos fazendo um trabalho suficientemente bom para integrar migrantes recém-chegados em nossas sociedades e isso, por sua vez, alimenta todos os tipos de padrões de preconceito e discriminação que podem levar à violência e outros comportamentos inaceitáveis”, disse em release à imprensa.

Leia também: Poeta africano fala sobre racismo na Irlanda

Ele acrescentou que o racismo parece ser o pior nas empresas. “Há algo a ser feito no local de trabalho em termos de respeito à diversidade cultural”, ressaltou.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar