Islândia: um dos principais destinos turísticos da Europa

Islândia: um dos principais destinos turísticos da Europa

Rubinho Vitti

6 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Nos últimos cinco anos, a Islândia se tornou um dos principais destinos de turismo invernal do mundo. Mas por que ir visitar um país tão frio, tanto que o próprio nome em inglês diz Iceland, a terra de gelo? O interesse pelo país começou a ganhar força conforme as experiências dos viajantes se transformavam em algo extraordinário, tanto pelo clima gélido, com paisagens deslumbrantes e cheias de neve, quanto pela busca da iluminada e mística aurora boreal.

O E-Dublin entrou nessa onda e escolheu a Islândia como Destino Inverno 2020. Quer saber mais? Embarque nessa com a gente!

Islândia tem mais de 2 milhões de visitantes ao ano

O E-Dublin escolheu a Islandia como destino de inverno 2020. © Sjankauskas | Dreamstime.com

Há dez anos, em 2009, o número de visitantes na Islândia era de 300 mil visitantes anualmente, quase o mesmo número de habitantes do país. Cerca de dez anos depois, os turistas passaram a ser 2,3 milhões ao ano, segundo dados de 2018 do Conselho de Turismo da Islândia.

O turismo na Islândia cresceu tão rapidamente que o país começou a ter um crescimento médio anual de mais de 25% nas chegadas de turistas desde 2013. Em 2016, por exemplo, foram 38% de crescimento do turismo islandês. Entre os principais viajantes estão os americanos. Nos EUA, a capital da Islândia permanece entre os 50 destinos internacionais mais populares.

Natureza ‘mística’ é um dos principais interesses dos turistas pela Islândia

Cratera Kerid, um dos lagos mais emblemáticos da Islândia. © Robert Neumann | Dreamstime.com

A natureza na Islândia é tão maravilhosa que chega a ser mística, e esse é um dos motivos para a febre de turistas ter aumentado tanto em menos de uma década. A visita ao país promete uma série interminável de vulcões cobertos de neve, montanhas e campos de gelo. São cenários que não podem ser vistos juntos em quase nenhum lugar do mundo.

E, claro, junto a essa bela coleção de atrações naturais, encaixa-se a inacreditável aurora boreal. O fenômeno é um dos desejos mais constantes entre turistas, que sonham poder ver o show de luzes no céu, formado por partículas de vento solar com a alta atmosfera da Terra em regiões polares. Ela é parte importante da visita, apesar de precisar de ajuda do clima, um bom guia e muita sorte para conseguir apreciá-la.

Aliás, essa é a nossa primeira dica para quem pretende correr atrás do melhor spot para ver as Luzes do Norte. Principalmente para os inexperientes, invista em um tour logo no início da viagem para entender as características da Aurora, onde encontrá-la e como fotografá-la. Fizemos o tour duas vezes com a Reykjavik Excursions e foi onde aprendemos todos os tricks que envolvem observar o fenômeno.

Islândia é cenário de séries e filmes

Glacier Jokulsarlon foi cenário do filme James Bond. © Michael Zech | Dreamstime.com

A natureza é tão perfeita na Islândia que muitos produtores audiovisuais a escolhem como cenário de gravações. Entre as mais famosas séries do mundo, Game of Thrones teve algumas das suas cenas icônicas gravadas nas geleiras islandesas, entre as temporadas 2 e 7. O episódio “Crocodile”, da série Black Mirror, também foi gravado por lá. Outras foram Trapped e Vikings.

Para quem vislumbra explorar os paredões de gelo que se desprendem pouco a pouco de geleiras de milhões de anos, a Islândia é o destino ideal, já que algumas delas, como a Glacier Lagoon, permite vê-las sem nenhuma necessidade de grandes aparatos. A Gtice.is, por exemplo, com o Glacier Lagoon Tour, leva os turistas para uma região onde é possível observar os grandes blocos de gelo, bem pertinho, inclusive, com a possibilidade de um passeio adicional de barco para quem quiser fazer parte do cenário cinematográfico.

Além das séries, uma infinidade de filmes foram rodados na Islândia, entre eles Batman Begins, Prometheus, Star Trek: Into Darkness, Interestelar, Star Wars – The Force Awakens, Rogue One: A Star Wars Story e Captain America: Civil War.

Blue Lagoon, o cartão postal islandês

Uma das maiores atrações turísticas da Islândia é o Blue Lagoon, um spa geotérmico preenchido com água mineral enriquecida que esfolia a pele. Há ainda cachoeira de água aquecida, tudo isso no meio de muito gelo e um clima frio. Visitar a Islândia e não ver a Lagoa Azul é como ir a Paris e esquecer de passar pela Torre Eiffel.

Blue Lagoon é um dos destinos mais procurados na Islândia. © Igor Dymov | Dreamstime.com

Porém, apesar de ser um dos roteiros mais solicitados nas agências de turismo, a Blue Lagoon não é a única experiência com as águas termais da Islândia. Espalhadas por todo o país, as Hot Springs (piscinas termais) garantem experiências fabulosas. Deparar-se com uma piscina natural no meio do nada, com água quentinha, com vista para montanhas cobertas de neve, é um daqueles momentos que só mesmo um destino tão fascinante como a Islândia pode oferecer.

A inusitada gastronomia islandesa

Cercada pelo oceano, a Islândia tem seus pratos feitos de peixes e frutos do mar, o que não é nenhuma surpresa. Mas, além dos frutos do mar, o cordeiro é uma carne muito apreciada e utilizada na culinária do país, já que as raízes são da gastronomia escandinava e dos vikings nórdicos. Vale provar pratos como Kjötsupa, sopa de cordeiro, além de Plokkfiskur, caldeirada de peixe com filés de bacalhau cozido com batatas. Mas você também pode se deparar com outras receitas um pouco mais esquisitas como o Svið, onde é servida parte da cabeça de uma ovelha no prato.

Islândia, um país ecologicamente correto

Cachoeira Seljalandfoss, uma das mais fascinantes da Islândia. © Jakub Gojda | Dreamstime.com

O país vive do seu turismo, que, junto à pesca, garante o PIB islandês. Por isso, as pessoas são muito amigáveis e têm uma grande preocupação com o meio ambiente. Toda a Islândia é voltada à ecologia, dos hotéis aos restaurantes até os cuidados com as estradas, as geleiras e a natureza em si. Tal preocupação torna ainda mais agradável visitar o país e se encantar por saber que se preserva aquilo que eles têm de mais valoroso.

É possível conhecer a Islândia no Budget?

Sedutora, surpreendente e fascinante são atributos básicos da terra do fogo e do gelo, mas a pergunta que não quer calar: a Islândia é um destino para mochileiros?

Sendo curto e grosso? Não! Pelo contrário. A fabulosa Islândia é, sim, um destino caro, o que não significa impossível. Extravagâncias com noitadas e compras não costumam fazer parte do roteiro turístico dos que escolhem o país como destino. O ideal é fazer um planejamento financeiro para não passar vontade diante de tanta coisa linda para apreciar.

Porém, se, por um lado, o custo de vida chega a ser indecente na Islândia, grande parte das suas atrações são acessíveis ao ar livre e sem custo algum. Achados como o supermercado Bonus, dicas de como adquirir bebidas alcoólicas, obter descontos no aluguel de carro e as melhores formas de explorar a Islândia a gente vai contando nos próximos textos da série!

Veja também

Curiosidades sobre a Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Stock Photos via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar