Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Trabalho

Já pensou em se tornar segurança na Irlanda?

Elizabeth Gonçalves postou em 06 jun 2016

Juracy Antunes 1

Foto: Acervo Pessoal

Nós já abordamos aqui no E-Dublin uma série de profissões exercidas por brasileiros aqui na Irlanda e hoje vamos falar sobre mais uma delas: a área de segurança. Para isso, entrevistamos o Juracy Antunes, que se especializou nesse setor aqui em Dublin.

Onde e há quanto tempo você trabalha como segurança na Irlanda?

Não posso citar o nome do local, mas trabalho em uma empresa que foca em segurança dentro da rede hospitalar. Em geral, depois de alguns meses nos tornamos permanentes no hospital. Mas meu primeiro trabalho como segurança aqui foi para uma rede de fast food.

Você já tinha experiência no Brasil?

Nenhuma! Somente lutava boxe e isso ajudou como referência.

Quando chegou aqui, você procurou emprego diretamente nessa área?

Não, mas já sabia que queria fazer algo diferente e decidi acreditar. A questão é que o processo entre o curso, aplicação da licença e liberação dura, em média, de 4 a 6 meses.

E o que é exigido para trabalhar nessa área?

Basicamente um curso de segurança e uma licença que a Garda libera após checar seus antecedentes criminais no país de origem e na Irlanda.

Como funciona esse curso? É caro?

Fiz o curso de segurança que permite duas licenças, ou seja, trabalhar tanto em ambientes internos quanto externos. O valor total gira em torna de 650 euros, incluindo curso, licença e tradução do atestado de antecedentes criminais, que deve ser chancelado pelo Itamaraty. A licença deve ser renovada a cada dois anos e, atualmente, essa taxa custa 180 euros. Quando você faz o curso, pode optar em ter as duas licenças (interno e externo) ou somente uma delas, e também o tipo de local: pub, comércio, hospital, construção etc.

Foi fácil encontrar trabalho?

No meu caso, comecei a trabalhar dois dias depois de ter recebido a licença. Mas, em geral, as empresas pedem disponibilidade integral e visto stamp 4. No meu caso foi diferente porque aceitei trabalhar para uma companhia pequena,que por não ser conceituada não se preocupava tanto com isso. Aceitei porque sabia que não trabalharia ali por muito tempo e que, após adquirir três meses de experiência, poderia aplicar para outras vagas.

Você saberia dizer se há muitos brasileiros atuando nesse setor?

Onde eu trabalho tem cinco brasileiros, em uma equipe composta por 80 pessoas. Acredito que devido ao longo e custoso processo para se trabalhar nessa área, além de muitas empresas exigirem o visto stamp 4, isso acaba afastando alguns brasileiros.

Juracy Antunes 2

Foto: Acervo Pessoal

Quais são os pontos positivos de se trabalhar como segurança?

Aprender a lidar e respeitar mais o próximo. E também o fato trabalhar com pessoas de diferentes nacionalidades, o que ajuda no dialogo e desenvolvimento do inglês.

E os negativos?

Costumamos trabalhar em turnos de 8 ou 12 horas, que às vezes são em áreas abertas. Também não deixa de ser uma profissão de risco e muitas vezes temos que saber lidar com a situação e ter cuidado para não extrapolar o limite entre proteger os funcionários e agredir a pessoa.

Como é a sua rotina de trabalho?

Em regra, trabalho à noite num hospital com pacientes de riscos (desde pessoas que tentam se livrar de algum vício a pacientes com demência, que são agressivos, além dos que insistem em ir embora). Trabalhamos em turnos de 12h, com o foco de proteger o paciente dele mesmo, no caso de suicidas, ou garantir a proteção do staff.

É diferente trabalhar como segurança na Irlanda x Brasil?

No Brasil não saberia dizer se teria coragem para tanto. A concepção de violência entre os dois países é bem diferente. Porém, aqui as pessoas respeitam muito a credencial e o uniforme.

Qual a sua dica para quem quer trabalhar nessa área na Irlanda?

Ter certeza que quer ficar mais de 2 anos na Irlanda, pois são necessários de quatro a cinco meses para estar apto a exercer essa função. Além disso, é importante gostar da área, ter paciência e até aceitar propostas em empresas ruins no início, só para fazer currículo e networking.

Cursos na área

É possível encontrar diversas instituições que oferecem cursos de segurança, tanto em Dublin quanto em outras cidades do país. Entre elas, nós encontramos a International Centre for Security Excellence, que oferece treinamento em Dublin, Galway, Limerick, Cork e Sligo. Os preços giram em torno de 230 a 310 euros, dependendo do tipo de especialização que você pretende adquirir. Há novas turmas todas as semanas.

Vale lembrar que na hora de escolher o curso, é importante verificar se a instituição é aprovada pelo QQI (Quality and Qualifications Ireland), assim evita-se ter problemas na hora de adquirir as licenças necessárias e ingressar no mercado de trabalho.

Segundo o payscale.com, um segurança na Irlanda ganha em média 10,35 por hora, ou seja 394 por semana, aproximadamente 1600 euros por mês, considerando um trabalho full time (38h semanais).

Revisado por Tarcísio Junior
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

E-Dublin TV

Coordenador de recrutamento na Irlanda

6 dias atrás, por Edu Giansante
Trabalho

Engravidou? Conheça seus direitos trabalhistas na Irlanda

1 semana atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

Uma menina de 20 a caminho de ser chef na Irlanda

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

Vale investir na área de gastronomia na Irlanda?

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Área de comercio exterior na Irlanda

3 semanas atrás, por Edu Giansante
Trabalho

Como passei de Kitchen Porter a Chef

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Irlanda

Dublin ocupa 34ª posição em ranking de qualidade de vida

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves