LinkedIn, agências ou sites das empresas? Onde procurar emprego?

LinkedIn, agências ou sites das empresas? Onde procurar emprego?

Tana Storani

7 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Mandar CV para sites de emprego funciona? E o LinkedIn, é mesmo eficaz? Essas são perguntas que recebo constantemente, pois muitas pessoas criam um perfil na rede e nunca são selecionadas. Ou, então, enviaram Currículo em um dos muitos sites de emprego e sequer receberam um e-mail com resposta negativa.

LinkedIn ou site de empresas? O que funciona na hora de procurar emprego na Irlanda? Foto: Shutterstock

LinkedIn ou site de empresas? O que funciona na hora de procurar emprego na Irlanda? Foto: Shutterstock

A realidade é que os dois funcionam. Porém, os sites de empregos são um pouco mais complicados, porque nunca se sabe se a vaga foi postada pela própria empresa ou por agências de recrutamento.

E por que isso pode ser ruim?

Explico: agências de recrutamento usam muito sites de emprego, mas, geralmente, elas não procuram candidatos para vagas em português.

Poucas são as exceções, como a CPL e a Manpower, que são agências de recrutamento terceirizadas por multinacionais e que disponibilizam vagas em diversos idiomas, incluindo para fluentes em português.

Mas, então, como fazer?

O segredo é mandar o seu CV diretamente para as empresas de seu interesse, pois, muitas vezes, elas evitam pagar agências de recrutamento — para vagas envolvendo “Portuguese speakers”, já que, hoje em dia, a oferta de brasileiros no mercado Irlandês anda bem vasta.

O gráfico abaixo foi extraído da última pesquisa de mercado mundial do LinkedIn em relação a canais de recrutamento, e fica visível que os sites de empregos ainda são um dos principais canais escolhidos pelas empresas. Contudo, não são os únicos.

graficio

Como saber quem está oferecendo a vaga?

Uma dica simples é observar se o logo da própria empresa aparece na oferta da vaga. Se esse for o caso, certamente, não há intermediários. Outra possibilidade é buscar as ofertas no próprio site das empresas.

Apesar de pontuar em quarto lugar no gráfico, o LinkedIn vem quase batendo os próprios sites das empresas nesse aspecto, especialmente para recrutamento de high skill Jobs. 

E anote aí! Todos os Business consultants e IT professionals estão incluídos. E quando falamos em LinkedIn, em geral, são recrutadores das próprias empresas contatando os candidatos.

Aqui na Irlanda, o LinkedIn é muito forte e usado, pois os HeadQuarters de toda a EMEA (Europe, Middle East e Africa) estão em Dublin.

TODOS os recrutadores têm e usam o LinkedIn. Um bom exemplo é a ferramenta “recruitment tool”, apenas voltada para esse objetivo, e que facilita na hora da busca pelo perfect talent.

A dica, aqui, é desenvolver um perfil atrativo e fazer com que seu LinkedIn se torne mais visível.

Resumindo, vimos que o mais importante de tudo é mandar currículo por todos os meios de comunicação, mas sempre fazer isso de forma inteligente.

Tente procurar quais empresas então recrutando no momento para, assim, poder mandar seu CV diretamente para elas, além de cuidar para que o seu perfil no LinkedIn esteja sempre atualizado e não passe despercebido.

Ficou com vontade de fazer intercâmbio e trabalhar no exterior? Comece por aqui!

Tana Storani
Tana Storani, Atuando há mais de três anos na área de recrutamento e seleção na Irlanda, fala no E-Dublin sobre empregabilidade. Como colunista do "Sua Carreira no Exterior" ela compartilha com vocês alguns dos meandros para tornar a sua chegada ao mercado internacional mais curta e possível.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar