Lockdown é estendido na Irlanda até 5 de abril

Lockdown é estendido na Irlanda até 5 de abril

Rubinho Vitti

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Conforme já previsto, o lockdown na Irlanda (Nível 5) será estendido até 5 de abril, quando uma nova revisão será realizada. Ou seja, nada muda entre as restrições básicas que o país está vivendo desde o fim do ano passado.

O primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, fez um pronunciamento às 18h desta terça-feira, 23 de fevereiro (veja abaixo).

A mudança está no retorno seguro das escolas e dos serviços de creche que será feito de forma cautelosa e gradual, além dos serviços de saúde e assistência social não voltados à Covid, que devem ser retomados o mais rápido possível.

Entre 1º de março e 12 de abril, as escolas vão abrir por setores, começando pelas escolas especiais, “junior” e “senior infants”, “Final year Leaving Certificate classes”.

Os auxílios emergenciais vão continuar até pelo menos 30 de junho e até o final de março, serão administradas 1,25 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19.

O governo espera conseguir, até 5 de abril, gerenciar as novas variantes de forma cuidadosa e controlar o vírus, abaixando o número de novos infectados por dia. Além disso, garantir o fornecimento de vacinas, trabalhando com a União Europeia, e diminuir as hospitalizações e a pressão no sistema de saúde e nos trabalhadores da linha de frente.

“Eu sei que as pessoas estão física e emocionalmente exauridas por esta pandemia. Ela colocou uma enorme pressão sobre cada um de nós individualmente e como sociedade. As empresas e os trabalhadores estão profundamente preocupados com o futuro e todos nós estamos completamente fartos das imposições sobre as nossas vidas”, disse Martín.

Em documento publicado no site do governo mostra que erá disponibilizado um financiamento adicional de 10 milhões de euros para fazer face ao aumento dos serviços de saúde mental para tentar amenizar o impacto dessas restrições no bem-estar econômico, físico e mental da comunidade.

“A decisão de estender as restrições de Nível 5 é difícil e terá um impacto considerável em todas as partes da nossa economia e sociedade. No entanto, continuamos a ter um nível inaceitavelmente alto de doenças na comunidade, por isso devemos continuar a suprimir a doença. A maior transmissibilidade de novas variantes exige que todas as outras restrições permaneçam em vigor enquanto esses serviços iniciais são reabertos”, ressalta o documento.

O que acontece em 5 de abril?

Segundo o primeiro-ministro, se a transmissão do vírus atingir níveis aceitáveis, o programa de vacinação progredir conforme planejado e as recomendações de saúde pública permitirem, a partir de 5 de abril haverá uma flexibilização das restrições:

  • em atividades ao ar livre e reuniões em casa,
  • extensão do limite atual de 5 km para atividades regulares,
  • início escalonado de flexibilização de outras áreas de restrição com foco em atividades ao ar
  • livre, incluindo esportes e algumas áreas de construção

“Qualquer flexibilização das restrições após 5 de abril exigirá um período adicional de três a quatro semanas para permitir a avaliação do impacto das mudanças”, disse.

Ele ressaltou ainda que a “exigência de trabalhar em casa continuará ao longo deste período, a menos que o trabalho seja um serviço essencial de saúde, assistência social ou outro serviço ou atividade essencial que não possa ser feito em casa”.

Leia na íntegra o Recovery and Renewal 2021 – The Path Ahead. 

O que é permitido ou não no Nível 5 do lockdown na Irlanda?

Nível 5 do lockdown na Irlanda é o mais restrito do plano de governo. Foto: Pxhere

  • Visitas em casa – Nenhum visitante é permitido, exceto por motivos familiares essenciais
  • Viagens – “Fique em casa” é o recado do governo. Viagens são permitidas apenas para fins de trabalho, educação ou outros motivos essenciais. É permitido sair de sua casa até 5km para fazer exercícios
  • Varejo – apenas lojas essenciais são permitidas
  • Educação – superior, complementar e de adultos (incluindo escolas de inglês) devem permanecer online
  • Trabalho – “Trabalhe em casa, a menos que seja um serviço essencial de saúde, assistência social ou outro serviço essencial que não possa ser feito em casa”
  • Transporte– “caminhe ou pedale sempre que possível”. Transporte público restrito a 25% da capacidade, exclusivo para trabalhadores essenciais e finalidades essenciais apenas. Uso de máscara obrigatório.
  • Casamentos – máximo de 25 convidados até 2 de janeiro; máximo de 6 convidados a partir de 3 de janeiro
  • Funerais – máximo 10 pessoas
  • Reuniões internas organizadas – não devem ocorrer reuniões internas organizadas.
  • Encontros organizados ao ar livre – nenhuma reunião organizada ao ar livre deve ocorrer
  • Exercícios e eventos esportivos – não devem ser realizadas atividades em grupo de exercícios internos ou externos, incluindo aquelas envolvendo crianças. Golfe e tênis ao ar livre não são permitidos.
  • Exercícios em grupo – nenhum exercício ou aulas de dança deve acontecer.
  • Exercícios em ambientes fechados – não será possível exercícios internos ou externos envolvendo “treinamento individual”, exceto para esportes profissionais e de elite. Academias permanecem fechadas.
  • Esportes profissionais – elite, corrida de cavalos, corrida de galgos e eventos equestres aprovados só podem continuar a portas fechadas.
  • Serviços religiosos – serão realizados online. Os locais de culto permanecem abertos para oração privada.
  • Arte – museus, galerias e outras atrações culturais permanecem fechados
  • Bares, cafés e restaurantes (incluindo restaurantes e bares de hotéis) – apenas entrega ou delivery
  • Pubs – fechados
  • Boates, discotecas e cassinos – permanecerão fechados
  • Hotéis e alojamento – abertos apenas para fins essenciais não sociais e não turísticos. Serviços (por exemplo: cabeleireiros, esteticistas, barbeiros) – permanecem fechados.
  • Playgrounds ao ar livre, áreas de recreação e parques – abrem com medidas de proteção

Leia também: Irlanda dificulta vistos a brasileiros durante lockdown no país

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar