Mais cortes na crise…

Edu Giansante

11 anos atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

É desesperadora a sensação de que as pessoas fazem sempre o contrário do que deveriam. As vezes isso é uma cadeia, um ciclo e se torna inevitável, mas a maioria das vezes a maioria poderia evitar.

Falamos no podcast que a crise era derivada de uma perspectiva ruim, ou seja, alguém com medo, que diminuiu os negócios, que faz alguém ficar com medo e diminuir os negócios e assim sucessivamente. Dá para fazer uma comparação na vida real (não financeira)… quantas vezes a gente não deixa para amanhã algo que poderíamos resolver hoje, na esperança de qua amanhã vai ser um dia melhor para fazê-lo? Se fizéssemos hoje, evitaríamos a crise… Assim seria com as empresas, se em vez de parar de investir / contratar, continuassem fazendo ou investissem ainda mais, a economia giraria e a crise seria superada mais rapidamente!

Dentre os setores que são vítimas e não podem impulsionar a resolução da crise sozinha é o setor de serviços de catering. Como falei aqui anteriormente, With Taste e Masterchefs foram drasticamente afetadas pela crise. E ontem, recebi um e-mail que mostra que realmente os impactos na With Taste, podem ser maiores do que eu imaginava.

Quando estava voltando para o Brasil, trezentas e sete mil pessoas me pediram que os indicasse na With Taste. Como estava saindo, o faria com todo prazer, mas acredito quem tenta ajudar a todos, não ajuda a ninguém! Então enviei currículo de dois amigos que já estavam na Irlanda há um tempo e continuavam desempregados. Este e-mail abaixo é também, em partes, a notícia de que nem eles consegui ajudar.

Na realidade o e-mail não fala muito mais do que já falamos por aqui a respeito de outras empresas: redução de receita, cortes de salário, redução de jornada de trabalho, etc. Basicamente o e-mail diz:

Caro funcionário,

Visto a redução na economia, a demanda por nosso serviços tem caído muito.
Além disso, os preços pagos por nossos serviços está diminuindo.

Os salários comõe mais da metade dos nossos custos, portanto
realizaremos as seguintes mudanças a partir de 6 de abril:

  • Todos salários serão reduzidos em 10%
  • O pagamento mínimo de horas em um dia será de 4 (antes era 5, o que
    significa que se você fosse chamado para trabalhar, e fizesse apenas 2 horas,
    receberia 5)
  • Todas as horas terão pagamento mínimo, exceto domingo que terá 25% de
    acréscimo (antes era 50% de acéscimo)
  • Subsídios para viagens serão descontinuados

Esperamos que entendam, estamos tentando garantir negócios futuros em um
mercado muito competitivo.

Ass: O dono

O que mais me assustou neste e-mail, foi o corte de 10%, valor considerável para quem recebia 11 euros a hora (garçons) ou 9,50 (kitchen porters).

Eu entendo que eles realmente são um reflexo da economia e não os causadores dos problemas, visto que realmente os clientes agora realmente estão buscando o mais barato possível, com melhores condições de pagamento e sem comprar nenhum extra. No caso deles, não existe propaganda que os faça vender mais…a não ser que eles consigam convencer os potenciais clientes que eles tem dinheiro e a crise é realmente só brincadeirinha da tv! Quem sabe dá certo…

Veja também

Como é o Regime Trabalhista na Irlanda?

Edu Giansante
Edu Giansante, Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar