Manifestantes protestam contra lockdown e uso de máscaras na Irlanda

Manifestantes protestam contra lockdown e uso de máscaras na Irlanda

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Centenas de pessoas foram às ruas de Dublin no fim de semana para protestar contra o lockdown na Irlanda e a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais públicos. O ato aconteceu no sábado, em frente ao Custom House Quay, onde está localizado o Department of Housing, Planning and Local Government (Departamento de Habitação, Planejamento e Governo Local), responsável pelo planejamento da crise do Covid-19.

O evento foi organizado pela organizações Health Freedom Ireland e Yellow Vests Ireland (coletes amarelos, como dos protestos na França), que agora estão sendo investigadas pela Garda (leia mais abaixo). Segundo reportagem da RTÉ, havia poucos sinais de distanciamento físico e a maioria dos presentes não usava coberturas faciais.

Leia também: Covid-19: políticos perdem cargos na Irlanda por ‘mau comportamento’

Os palestrantes do comício tiveram a intenção de “denunciar” as atuais restrições do governo por conta da pandemia, descrevendo-as como inconstitucionais e desnecessárias. Entre os argumentos estavam “a falta de evidências de que o uso de coberturas faciais protegesse as pessoas do coronavírus”.

Garda investiga grupo e manifestantes

A Garda está investigando os organizadores do protesto sob suspeita de violar os regulamentos do coronavírus, que proíbem a organização de eventos. A Health Freedom Ireland e Yellow Vests Ireland não teriam autorização de fazer um chamamento público para um local específico, já que as novas regras de flexibilização do lockdown não permitem mais de 15 pessoas em eventos públicos ao ar livre.

Segundo as regras, o protesto pode se enquadrar como “reuniões de massa onde há uma concentração de pessoas em um local específico para uma finalidade específica durante um período de tempo definido”. “Esses tipos de eventos fornecem oportunidades para o vírus se espalhar”, diz o texto.

Leia também: Coronavírus: após novo fechamento, escritórios de imigração reabrem na Irlanda

Além disso, a polícia irlandesa investiga um ataque pré-planejado aparente por um número de contra-manifestantes armados com paus ou cassetetes. Eles usavam bonés pretos e cachecóis cobrindo o rosto, luvas e entraram em confronto com vários participantes do comício. Um homem sofreu ferimentos antes que os policiais agissem.

Segundo o jornal Irish Times, quatro homens foram presos no evento: um por violação da paz, dois por desordem pública e outro por porte de arma ofensiva.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar