Mesmo com Covid-19, Irlanda tem recorde de exportações em 2020

Mesmo com Covid-19, Irlanda tem recorde de exportações em 2020

Mariana Calazans

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Essa é uma notícia que nem todos esperavam, já que a pandemia mundial do Covid-19 está afetando negativamente a balança comercial (atividade comercial = exportação menos importação) de muitos países, porém com a Irlanda está sendo diferente.

Essas mudanças na economia são decorrentes da grande potência das indústrias farmacêutica e médica no país dentro do mercado mundial, e que durante a pandemia foi a que mais se beneficiou e isso está se refletindo nos resultados econômicos irlandeses.

De acordo com a instituição responsável pelas estatísticas da Irlanda, a CSO (Central Statistics Office) — equivalente ao IBGE do Brasil –, em março de 2020 houve um aumento extraordinário de 55% nas exportações (17 bilhões no total) comparado ao mesmo mês do ano anterior (10,9 bilhões de euros).

Nos meses seguintes, houve uma alternância frequente de aumento e diminuição nas exportações até o mês de agosto, quando bateu 14 bilhões de euros, representando outro aumento significativo de 15,7%.

Com menos importações, balança comercial fica positiva

Porto de Dublin, um dos pontos principais para a saída das exportações da Irlanda. Foto: Dublinport.ie

Além do aumento nas exportações, a balança comercial irlandesa em 2020 vem apresentando superávits em todos os meses deste ano e acima dos anos anteriores devido à queda nas importações, o que contribui para que a balança comercial fique ainda mais positiva.

Em todos os meses em que as estatísticas foram apuradas pela CSO, houve redução no valor das importações chegando a -25,9% em abril deste ano e acumulando uma redução de 7% nos oito primeiros meses de 2020 ao comparar com o mesmo período de 2019.

Leia também: Covid-19: vacina poderá chegar na Irlanda até o fim do ano

Indústria farmacêutica puxou exportações na Irlanda

Indústrias farmacêuticas presentes na Irlanda foi força motriz para aumento das exportações. Foto: freestocks/Unsplash

Não é surpresa que a indústria médica e farmacêutica é uma das principais da República, sendo o país reconhecido com um centro global nestes setores apresentando 24 das 25 maiores empresas, incluindo Johnson & Johnson, Roche, Pfizer, Novartis e AbbVie.

A indústria farmacêutica é a força motriz por trás do crescimento contínuo com as exportações de produtos médicos e farmacêuticos até 24% ano após ano – as exportações na categoria mais ampla de produtos químicos e relacionados representaram 66% de todas as exportações de bens nos primeiros oito meses, contra 62% no ano passado.

Este cenário está em forte contraste com quase todos os outros países desenvolvidos cujos setores de exportação foram atingidos por quedas na atividade comercial.

Leia também: Como as eleições americanas podem afetar a Irlanda?

Países da UE concentram maior parte das relações de compra e venda com a Irlanda

Exportações para a UE são mais fortes do que em países fora do bloco. Foto: Wikimedia

A União Europeia (UE) foi o maior mercado tanto para os produtos exportados e importados da Irlanda, respondendo por 38% e 36%, respectivamente, das exportações e importações totais de produtos do país em agosto, com base no cálculo dos números não ajustados da CSO.

Os Estados Unidos foram o principal destino fora da UE para os produtos irlandeses exportados, respondendo por 33% do total das exportações da Irlanda em agosto.

Enquanto os produtos importados pela Irlanda, Grã-Bretanha, Estados Unidos e China foram as principais fontes fora da UE, respondendo por 24%, 15% e 8%, respectivamente, das importações totais do país em agosto, de acordo com a CSO.

Leia também: Pfizer diz que vacina contra a Covid-19 tem 90% de eficácia

Enquanto algumas indústrias da Irlanda estão sendo fortemente atingidas pela crise da pandemia mundial, como é a indústria da aviação, outras estão sendo beneficiadas pelo momento de calamidade e o governo está sendo pressionado para melhor gerenciar essas questões econômicas.

Com anúncios quase diários sobre vacinas e terapias da Covid-19, é fácil presumir que as empresas farmacêuticas vão ter resultados ainda mais extraordinários neste ou no próximo ano. As vacinas e tratamentos para a Covid ainda vão gerar retornos consideráveis para o país.

Mariana Calazans
Mariana Calazans, Formada em Administração de Empresas pela FEA USP. Especialista em finanças pessoais e empresariais, já fez intercâmbio na Irlanda e quer voltar a morar com os Leprechauns para sempre. Viajante do mundo, tem o sonho de poder impactar pessoas através do conhecimento. Durante a quarentena criou o blog de finanças pessoais para viajantes, o My Money Tree.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar