Novos casos de coronavírus em Dublin podem dobrar em 14 dias

Novos casos de coronavírus em Dublin podem dobrar em 14 dias

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A alta no número de novos casos de coronavírus na capital irlandesa deixou o governo irlandês em alerta. Isso porque novos dados mostram que, se continuar nessa mesma alta, em 14 dias os casos podem dobrar na capital irlandesa e, até o fim do ano, a situação pode se complicar.

Depois de um salto de 307 novos casos em um único dia, sendo 182 somente em Dublin, o país registrou 84 novos casos na quarta-feira, 11 de setembro, 51 deles na capital. No total são 30.164 casos confirmados desde o início da pandemia. 

Dr Ronan Glynn, chefe interino do Departamento de Saúde do governo irlandês, em boletim diário do coronavírus revelado na tarde de quarta-feira, foi quem alertou sobre a multiplicação de casos na capital irlandesa.

“Está nas mãos de indivíduos, famílias e comunidades impedir que isso piore. Dessa perspectiva, reuniões familiares, festas religiosas, batizados e outros eventos familiares onde várias pessoas estão se reunindo — se possível, eles precisam ser interrompidos nas próximas semanas”, disse.

O E-Dublin noticiou ontem sobre a maior parte dos novos focos do coronavírus estar ligada a reuniões em residências particulares.

 

Leia também: Pubs reabrem na Irlanda no dia 21 de setembro

Maiores índices de novos casos, menores índices de mortes

De acordo com matéria publicada pela RTÉ, os casos na capital estão crescendo perto de 5% ao dia. A incidência de casos aumentou em Dublin em seis dias, de 53,2 novos casos a cada 100 mil habitantes para 70,8 casos por 100.000 pessoas, de acordo com dados do HPSC (Health Protection Surveillance Center).

Já o jornal Irish Times criou um mapa que mostra a incidência de casos a cada 100 mil pessoas nos condados da Irlanda, com base no HPSC (veja acima).

Ainda de acordo com o Irish Times, a taxa de morte por coronavírus na Irlanda é uma das mais baixas da Europa, sendo que, em duas semanas seguidas não foram registradas vítimas no país. Hoje são 1.781 mortos pela Covid-19 no total.

Leia também: União Europeia lança mapa de restrições de viagem

Professor universitário diz que ‘segunda onda’ já começou

Um professor universitário de Cork, entrevistado pelo jornal Irish Mirror, disse que a segunda onda do novo coronavírus começou em junho na Irlanda, mas é mais lenta que a primeira. Para Gerry Killeen, da University College Cork (UCC), a Irlanda enfrentará milhares de novos casos de coronavírus por dia até o fim do ano.

“Nossos casos são 10 vezes maiores do que há dois meses. Se você seguir essa trajetória sem nenhuma mudança, isso significa 1.000 casos por dia em dois meses a partir de agora e 10.000 por dia até o Natal.”

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar