Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Moradia

O lado obscuro do setor de TI na Irlanda

Elizabeth Gonçalves postou em 28 ago 2017

O alto preço dos aluguéis e a dificuldade em encontrar acomodação têm afastado talentos da Irlanda. Isso porque profissionais estrangeiros da área de tecnologia estão recusando ofertas de trabalho no país, já que, mesmo com os altos salários, o valor gasto com moradia tem alcançado patamares insustentáveis nos últimos anos.

Preço dos aluguéis tem afastado profissionais qualificados da Irlanda. Foto: Pixabay

Preço dos aluguéis tem afastado profissionais qualificados da Irlanda. Foto: Pixabay

De acordo com uma pesquisa realizada pela companhia de recrutamento Prosperity, o número de profissionais estrangeiros que declinaram uma oferta de trabalho na Irlanda praticamente dobrou no último ano quando comparado com 2015. Assim, muitos desses talentos preferem permanecer em seus países de origem ou então aceitar salários mais baixos e se dirigir a outras cidades europeias onde o custo de vida é menor, como Berlim e Lisboa, por exemplo.

O fator preocupante para recrutadores do setor é o fato do mercado tecnológico irlandês depender fortemente do talento de profissionais estrangeiros, já que as universidades do país não dão conta em sustentar o crescimento do setor com a formação de novos profissionais. Atualmente, estima-se que 40% dos profissionais do setor vêm de outros países. Por esse motivo, segundo a agência Prosperity, empresas de TI têm oferecendo salários ainda mais elevados com o objetivo de atrair profissionais qualificados para a Irlanda.

Outra medida que vem sendo considerada por empresas de TI e recrutadores é a criação de escritórios satélites outras cidades europeias para alocar profissionais que trabalham remotamente em áreas de alta demanda no mercado irlandês, como engenharia de software, conteúdo digital, análise de dados, entre outras.

Preço alto, baixa oferta

Oferta de casas para locação atingiu o mais baixo patamar da história na Irlanda. Foto: Pixabay

Oferta de casas para locação atingiu o mais baixo patamar da história na Irlanda. Foto: Pixabay

De acordo com o último relatório do portal Daft, realizado em maio deste ano, o preço médio dos alugueis na Irlanda chegou ao patamar de 1131 euros, o mais elevado da história do país. Ao mesmo tempo, a oferta de casas e apartamentos para locação nunca foi tão baixa, sendo que apenas 3100 unidades estavam disponíveis em todo o país no último mês de maio. Este é o segundo menor número desde janeiro de 2006.

Ainda segundo o relatório, o preço dos aluguéis no país cresceu mais de 50% desde 2013, sendo que em Dublin, por exemplo, esses valores têm crescido mais rápido do que em qualquer outra região do país. Por esse motivo, tem sido criada uma política de controle do aluguel, com a qual o aumento do preço nas principais cidades do país não pode ultrapassar 4% ao ano.

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Publicidade

Mude sua Vida em 2018

4 dias atrás, por Publicidade E-Dublin
Cultura

Irlanda, álcool e mulheres

1 semana atrás, por Deby Pimentel
Publicidade

Seu intercâmbio na Irlanda de cara nova

2 semanas atrás, por Publicidade E-Dublin
Saúde

Hospitais irlandeses aumentam taxa de atendimento emergencial

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Transporte

Student Leap Card: Você já adquiriu o seu?

2 semanas atrás, por Deby Pimentel
Essenciais

P60 e reembolso do imposto de renda na Irlanda

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Serviços

Saiba o que funciona ou não neste fim de ano em Dublin

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves