Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

O que não levar na bagagem

Caroline Rodrigues postou em 03 out 2016

É bem verdade que praticamente todo intercambista quase entra em pânico na hora de arrumar as malas. Entre a vontade de levar a sua vida inteira dentro dela e o medo de esquecer algo importante, a dúvida torna-se uma amiga inseparável naqueles dias pré-viagem. Mas, quem disse que esse assunto fica só nos itens pessoais?

Atualmente, muitos estudantes aproveitam para garantir um dinheiro extra logo na chegada ao intercâmbio, levando encomendas para estudantes que já estão no país. Mas, a pergunta que se faz é: Dá para levar tudo o que se pede? Isso pode pôr em risco a sua chegada no destino do seu intercâmbio?

Fica a dica! Antes de preparar a mala, é importante saber o que se pode e o que não se pode levar para a Irlanda. Quem acompanha os grupos no Facebook já viu de tudo sendo comercializado. Biscoito recheado, suco em pó artificial, cachaça, cigarro e até mesmo pílula do dia seguinte. Os remédios são o ponto máximo do comércio. Alguns, como os para emagrecer, são proibidos no Brasil e às vezes me pego pensando: quem foi o corajoso que levou na mala?

Vale lembrar que dependendo do produto, o estudante pode responder por tráfico internacional de drogas, que tem como penalidades prisão e extradição.

Então, fique atento às regras e não coloque em risco o projeto de intercâmbio por mixaria.

shutterstock_215470495

Ah, a hora de arrumar as malas! Foto: Shutterstock

Remédios

É aconselhado levar todos os remédios (legais) que você costuma tomar no Brasil, pois na Irlanda a comercialização de remédios é bem restrita. Lá, você precisará ir primeiro até um médico, que então irá lhe prescrever uma receita para poder comprar algum remédio – e as consultas custam caro.

Mesmo passando pelo profissional, nada garante que ele indicará o remédio que você quer. Ele pode definir outro tratamento, conforme a avaliação que fizer. Quem está pensando em usar o seguro saúde, deve ter claro que ele serve para situações de emergência.

No caso dos remédios vendidos sem prescrição médica obrigatória, vale uma caixa de cada tipo e os líquidos, com no máximo 100 ml por frasco. Não esqueça de deixá-los com a bula para não ter problemas e leve, preferencialmente, todos na mala despachada.

Quando o remédio for de uso controlado, ponha a receita médica junto do produto e, caso leve mais de um, é bom ter ainda a nota fiscal, apenas por garantia. Para quem toma anticoncepcional, leve para todos os meses, desde que com prescrição.

Se precisar tomar algum remédio durante o trajeto da viagem, pode colocar na bagagem de mão, mas também carregue consigo a bula e a receita, caso os fiscais peçam para fazer a conferência.

shutterstock_397823443

Muita atenção ao viajar com remédios! Foto: Shutterstock

Os vícios

Aos fumantes, é permitido levar até dois pacotes com 10 carteiras cada. Aos que quiserem parar, a Irlanda dará um bom incentivo. Na Ilha Esmeralda, o preço do cigarro é muito mais caro e intercâmbio é sinônimo de grana curta.

Já no quesito bebidas, restrinja-se a uma garrafa de cachaça despachada. Porém, em fóruns, li relatos de pessoas que compraram outra garrafa no freeshop e entraram sem problemas. Nesta situação, o máximo que vai acontecer é você perder o líquido precioso, caso seja parado no momento do embarque.

Bolachas, feijão, farinha, café e produtos similares podem fazer parte da sua bagagem, mas não exagere, para não dar problema. Também não se esqueçam dos limites de peso das bagagens.

Utensílios específicos de cozinha e panela de pressão são equipamentos valiosos e as pessoas com restrições alimentares não podem deixar de incluí-los na lista.

shutterstock_364777142

Cuidado com o excesso de bagagem! Foto: Shutterstock

Nada de excessos

Fique sempre de olho no peso da mala. Para a Irlanda, se suas passagens foram compradas partindo do Brasil, geralmente são aceitas duas malas de 32 kg despachadas. Lembre-se de que você sempre volta com mais coisas do que leva, então não use toda capacidade. Algumas pessoas costumam levar uma mala dentro da outra para poder trazer algumas coisas.

E para colocar aquelas coisinhas que não couberam na mala despachada, ainda há a possibilidade da bagagem de mão. Em empresas como a KLM, por exemplo, ela pode pesar até 12 kg.

Quando o peso passa o limite, o viajante tem duas opções: pagar o excesso ou deixar na “lixeira” do aeroporto, o que significa prejuízo e frustração. Evite problemas e não se faça de rogado, ligue para a companhia aérea para pedir informações extras, se estiver com dúvidas, e confirme os limites de bagagem no seu bilhete eletrônico de viagem.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Caroline Rodrigues estudou Jornalismo na Universidade Federal de Mato Grosso e trabalhava em Cuiabá, onde perambulou por vários veículos de comunicação e assessorias de imprensa por 13 anos. Depois de tomar um café e conversar com amigos, achou que estava engaiolada e resolveu encarar um intercâmbio depois dos 30.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Economia

Custa caro fumar na Irlanda?

8 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Transporte

Saiba o que muda com as novas regras de bagagem da Anac

8 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

Vai viajar pelo exterior? Viaje leve

9 meses atrás, por Carol Braziel
Essenciais

Arrumando as Malas: O que levar na sua bagagem?

10 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Saúde

Coisas que você deveria saber sobre medicamentos

11 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Saúde

Como comprar remédios na Irlanda

1 ano atrás, por Caroline Rodrigues
Dicas de Viagem

Bagagem extraviada? Entenda o que fazer

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves