Tudo sobre fazer faculdade de TI na Irlanda

Tudo sobre fazer faculdade de TI na Irlanda

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Quando se fala de mercado de trabalho em terras irlandesas, a primeira coisa que vem à cabeça é TI (Tecnologia da Informação) ou, em inglês, Information Technology, ou então Ciência da Computação (Computer Science). Esse tipo de emprego é o mais procurado e oferecido a estrangeiros muito por causa da grande quantidade de empresas de tecnologia existentes na ilha. Por isso, muitos se perguntam se fazer uma faculdade de TI na Irlanda é simples ou complicado. Afinal, parece que vale a pena, não é mesmo?

A resposta para essa pergunta vamos tecer enquanto você lê este artigo. Por enquanto, é bom explicar que TI não é apenas um tipo de trabalho nem de curso, são vários, que vão desde análise de dados ao desenvolvimento complexo de softwares, hardware e aplicativos, etc.

Por isso, é importante ficar atento sobre o tipo de estudo que você quer fazer e o que mais se encaixa no seu perfil.

Leia também: Faculdade na Irlanda: cursos, universidades e processos seletivos

Mas afinal, quais são os tipos de faculdade de TI na Irlanda?

Área de TI é uma das maiores na Irlanda, onde existem universidades com faculdades específicas de diversos segmentos. Foto: Christopher Gower/Unsplash

TI está basicamente em todas as empresas, organizações, instituições e até mesmo dentro de casa. Tudo e todos precisam da tecnologia para alcançar melhores resultados desde a fabricação de um produto até a divulgação de ideias ou a simples ideia de ouvir música pelo celular.

Por isso mesmo, o mercado de trabalho precisa cada vez mais de profissionais com conhecimentos técnicos e qualificações.

A Irlanda oferece uma gama enorme de possibilidades para o profissional que quer seguir uma carreira de TI, desde cursos técnicos até graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado em diversas áreas de TI.

As faculdades de TI na Irlanda usam das tecnologias mais recentes para fornecer ensino de vanguarda da indústria de TI, com professores experientes de diversas áreas. As universidades também propõe o contato entre os estudantes e as empresas, fazendo com que exista, além de um networking de trabalho, o aprendizado prático com estudos de caso e projetos que podem se tornar realidade.

Alguns tipos de cursos que você encontra em faculdades de TI na Irlanda:

  • Cloud Computing
  • Sistemas de Informação
  • FinTech
  • Business Analytics
  • Análise de Dados
  • Inteligência Artificial
  • Cibersegurança
  • Mídia Digital
  • Big Data
  • Desenvolvimento de Software
  • Web e Mobile Computing

Existem pelo menos 18 instituições de ensino que oferecem cursos de Tecnologia da Informação na Irlanda. Algumas delas figuram entre as melhores universidades do mundo. Outras são institutos especializados.

Vamos falar sobre alguns deles.

Ouça: Trabalhando em empresas de tecnologia no exterior – E-Dublincast (Ep. 81)

Quais são as melhores faculdades de TI na Irlanda?

Faculdades de TI na Irlanda abrangem estudos de data, criação de software, robótica, entre outras. Foto: Owen Beard/Unsplash

Claro que as melhores faculdades de TI na Irlanda também estão dentro das melhores universidades. Essas universidades tem escolas de tecnologia da informação ou ciência da computação interligadas, oferecendo diversos tipos de curso de graduação e pós-graduação.

Selecionamos cinco delas para você entender o que vai encontrar nestas áreas.

1- Trinity College Dublin

A School of Computer Science and Statistics na Trinity College Dublin — Escola de Ciência da Computação e Estatística — é um centro inovador e dinâmico para estudos e pesquisas acadêmicas.

A escola é uma fusão do Departamento de Ciência da Computação e do Departamento de Estatística. Sua comunidade abrange 700 alunos de graduação, 480 pós-graduados e mais de 150 funcionários.

A escola oferece cursos de graduação como ciência da computação, estatística, ciência da administração, negócios, línguas europeias, engenharia da computação, engenharia eletrônica e matemática. A escola também oferece uma gama de programas de mestrado e doutorado.

Os alunos aprendem a teoria e a prática do desenvolvimento de sistemas de computador, com toda tecnologia de computação, hardware a software, telecomunicações a redes sociais, entre outras áreas.

2- University College Dublin

A UCD School of Computer Science é o maior departamento de ciência da computação da Irlanda. A escola oferece diploma de bacharelado de 4 anos em Ciência da Computação e uma série de graus de mestrado na área, além dos programas de doutorado.

Os cursos cobrem os princípios e a prática da ciência da computação, abrangendo programação, desenvolvimento de algoritmos e data.

A escola liderou o ranking de pesquisa em ciência da computação na Irlanda por muitos anos. A UCD hospeda o Insight Center for Data Analytics, o UCD Center for Cybersecurity & Cybercrime Investigation e o SFI Center for Research Training in Machine Learning, entre outros.

3- Dublin City University

A DCU é lar da Faculty of Engineering and Computing — faculdade de engenharia e computação, onde há três escolas hospedadas para programas de graduação nos níveis de bacharelado, mestrado e doutorado. Inteligência artificial e internet estão entre os cursos que envolvem a Tecnologia da Informação e Ciência da Computação.

Entre os cursos de bacharelado estão Computing for Business, Computer Science e Data Science.

4- University of Limerick

O Department of Computer Science and Information Systems da UL — departamento de Ciência da Computação e Sistemas de Informação — faz parte da Faculdade de Ciências e Engenharia. As atividades de ensino e pesquisa se concentram em uma ampla variedade de disciplinas digitais, incluindo computação centrada no ser humano, tecnologia musical, engenharia de software e sistemas inteligentes.

Bacharelado em science in digital media design, science in music, media & performance technology, science in computer systems e science computer games development estão na grade de ensino.

Leia também: Conheça a University of Limerick, Irlanda

5- University College Cork

A School of Computer Science and Information Technology — Escola de Ciência da Computação e Tecnologia da Informação — da UCC tem 90 funcionários, incluindo 30 professores acadêmicos e 40 pesquisadores de pós-doutorado.

No ranking da QS World University de 2020, a disciplina de ciência da computação está na faixa de 201-250, a terceira mais alta da Irlanda.

São 599 alunos, sendo 405 na graduação e 193 na pós-graduação.

Entre os cursos estão Ciência da Computação, Data, Psicologia e Computação, Tecnologia da Informação, entre outros.

Quais são os institutos de Tecnologia na Irlanda?

Além das universidades, os institutos de tecnologia na Irlanda possuem cursos de graduação e pós-graduação em TI. Foto: Farzad Nazifi/Unsplash

Existem diversos institutos de tecnologia na Irlanda e isso não significa que eles estão apenas em Dublin. Muitas destas escolas ficam no interior do país, o que é bem interessante, pois ficam perto de empresas de tecnologia que não necessariamente escolheram a capital do país para se instalar.

São 14 faculdades de TI na Irlanda que usam o título de Instituto de Tecnologia. Elas foram criadas no final da década de 1960 e eram conhecidas anteriormente como Faculdades Técnicas Regionais ou Regional Technical Colleges.

Vamos falar um pouco de alguns dos institutos de tecnologia da Irlanda:

Athlone Institute of Technology

O instituto é o lar de 6.000 alunos que realizam uma ampla gama de programas. Mais de 11% da população estudantil vem do exterior com 63 nacionalidades representadas. Cerca de 90% dos alunos afirmam que a experiência acadêmica é excelente.

O AIT tem a taxa da pesquisa irlandesa de envolvimento dos alunos mais alta da Irlanda.

Cork Institute of Technology

O CIT tem conteúdo prático e laboratorial que são considerados fortes para o currículo do aluno. São oportunidades de estágio em empresas globais e startups inovadoras.

Com turmas pequenas, o instituto tem parcerias com empresas e indústrias para networking com o aluno. A equipe acadêmica também é altamente qualificada e ativa em pesquisa.

Dundalk Institute of Technology

Com campus de última geração, o DKIT possui cursos para os níveis 7, 8, 9 e 10 do NQF. O instituto é considerado acessível tanto por suas taxas quanto para a moradia.

Ele também é caracterizado por ter turmas pequenas, ambiente de aprendizagem interativo e estimulante, além de programas que são desenvolvidos com a indústria para maior empregabilidade após a graduação.

Institute of Technology Carlow

O IT Carlow tem 7.000 alunos, muitos deles estrangeiros, de mais de 80 países, estudando nos campi. As instalações são reconhecidas pela modernidade e serviços de apoio ao aluno, tecnologia e metodologias de ensino modernas, etc.

Projetos de grupo e colaborações com líderes empresariais, industriais e comunitários acontecem dentro dos programas de ensino para maximizar a exposição dos alunos à área de estudo escolhida.

Galway-Mayo Institute of Technology

São mais de 7.000 alunos, distribuídos em cinco locais nos condados de Galway e Mayo. É o único instituto de tecnologia da Irlanda a ganhar três vezes o “Instituto de Tecnologia do Ano do Sunday Times”: em 2004, 2007 e 2015.

Estudantes de mais de 70 nacionalidades diferentes estudam no GMIT. Os programas do instituto estão alinhados com a indústria e incluem estágio credenciado principalmente em Galway, lar de muitas empresas globais.

Institute Technology Tralee

O IT Tralee tem estágio profissional em todos os programas para deixar os graduados prontos para o trabalho com habilidades do mundo real. São cerca de 15% dos alunos estrangeiros.
O campus é localizado na região turística mais popular da Irlanda, rodeado por, montanhas, rios, lagos com o majestoso oceano Atlântico nas proximidades.

Leia também: Fábrica da Apple na Irlanda celebra 40 anos

Como entrar em uma faculdade de TI na Irlanda?

O TI está presente em locais como grandes empresas, lojas, indústrias e no uso doméstico para entretenimento. Foto: William Iven/Unsplash

O tempo que se leva para fazer completar um curso de TI vai variar muito. Existem cursos técnicos oferecidos por universidades que podem levar menos de um ano — setembro a maio–, assim como mestrados, mas outras faculdades de TI na Irlanda podem ter uma média de três a quatro para finalizar o programa de ensino.

O primeiro passo do candidato é escolher o curso dentro da gama de cursos oferecidos em TI e fazer sua inscrição on-line. Depois apresentar toda documentação solicitada pela universidade e, quando for aceito, pagar o valor da anuidade do curso para começar as aulas, que podem ter início em fevereiro ou setembro de cada ano letivo.

Porém, as etapas de inscrição são diferentes para o cidadão europeu e não-europeu.

Inscrição candidato cidadão europeu

O candidato deverá fazer sua inscrição on-line através da Central Applications Office (CAO), que processa os pedidos de cursos de graduação na Irish Higher Education Institutions (HEIs). A pontuação necessária do CAO e os requisitos de admissão para entrar na faculdade vão depender de cada instituição de ensino e o candidato deverá pagar ainda uma taxa de inscrição de 45 euros.

Todos os candidatos devem apresentar proficiência na língua inglesa como TOEFL, IELTS e University of Cambridg, Duolingo; ou certificado da Irish Leaving Certificate, do International Baccalaureate (IB), do US High School, entre outros. Cada qualificação dessa tem uma pontuação mínima que vai depender também de cada universidade.

Inscrição candidato não-europeu

O candidato deverá fazer sua inscrição on-line diretamente no próprio site da universidade e pagar uma taxa (o valor depende de cada instituição de ensino). Após candidatura, o candidato não-europeu deverá preencher os requisitos de admissão necessários, que geralmente são:

  • Tradução juramentada do diploma de ensino médio e histórico escolar, graduação ou pós;
  • Certificado de proficiência de inglês (TOEFL, IELTS ou Cambridge);
  • Cópia do passaporte;
  • Seguro Saúde;
  • Declaração pessoal e cartas de recomendação.

Além disso, assim que aprovado, o candidato precisará tirar seu visto de estudante (Stamp 2), que deve ser solicitado assim que ele chega no país.

Em posse dos documentos necessários (passaporte válido, carta da instituição de ensino, garantia de 3 mil euros, seguro saúde e comprovante de residência), o estudante deverá comparecer em um escritório de imigração para tirar o visto.

Se o candidato fizer todas essas etapas, respeitar o prazo de inscrição e pagar a anuidade – que, diferente do Brasil, ele paga a anuidade do curso antes de começar as aulas –, então está apto para entrar em uma faculdade de business na Irlanda!

Quanto custa fazer uma faculdade de TI na Irlanda?

Assim como cursos de TI podem ter diferentes períodos para conclusão, seus preços também variam muito. Existem valores que estão dentro do esperado para uma faculdade na Irlanda, mas outros superam — e muito — cursos mais comuns como business ou enfermagem, por exemplo.

Vale lembrar que o valor varia dependendo se o aluno é europeu ou de um país fora da União Europeia.

Vamos a alguns valores:

  • Bacharelado de Tecnologia da Informação: entre 10.000 e 19.000 euros
  • Mestrado em Tecnologia da Informação: entre 14.000 e 20.000 euros
  • PhD em Tecnologia da Informação: entre 15.000 e 20.000 euros

Os valores são por ano e baseado nos custos ranqueados pelo Hot Courses Abroad.

Leia também: Melhores áreas para trabalhar na Irlanda – 2020/2021

Como é o mercado de trabalho para formados em TI na Irlanda?

Falar sobre o mercado de trabalho em TI na Irlanda é fácil. Afinal, o país é sede de algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo. Dez delas estão na ilha, como Apple, Microsoft, Facebook, Google, entre outras. A Irlanda também é conhecida como a “capital da Internet e dos jogos da Europa” e está entre as nações mais desenvolvidas tecnologicamente do mundo.

Por isso mesmo, quem faz uma faculdade de TI na Irlanda tem altas chances de sair empregado. E se você não tiver visto de residência na Irlanda ou não fizer parte dos brasileiros que possuem cidadania europeia, não se preocupe. Na área de TI, é muito fácil conseguir um visto de trabalho.

Porém, é verdade que as exigências também estão cada vez maiores. Muitas vagas para TI exigem — além do diploma universitário — experiência em outras empresas.

“As empresas buscando um desenvolvedor Java pedirão alguém com os ‘5+ anos de experiência desenvolvendo aplicações em Java’”, diz o nestre em Engenharia de Software, Guilherme Macedo, que trabalha na Irlanda desde 2011.

Ele conta que ingressou no mercado irlandês de TI mesmo do Brasil.

Mesmo assim, há muitas histórias pela ilha sobre quem estudou em uma faculdade de TI e conseguiu um emprego fácil.

Quais os conhecimentos mais procurados para vagas de TI na Irlanda

Mercado de trabalho na área de TI é gigante na Irlanda, com a possibilidade de atuar junto a grandes multinacionais. Foto: Maxwell Ridgeway/Unsplash

A busca por novos profissionais de tecnologia na Irlanda fez com que os salários dos profissionais subissem. E muito. O aumento médio é de 11,4% no salário desde 2011. Essa porcentagem é mais que o dobro do que cresceu o mercado de trabalho na Irlanda durante o mesmo período, 4,3%.

Tanta procura por profissionais e o aumento de salário tem um motivo: a marca bilionária que a área de TI chegou na Irlanda.

Os números sobre a indústria de software são altos: 900 empresas, incluindo multinacionais, que empregam 24 mil pessoas.

O lucro com a exportação destes softwares gera € 16 bilhões. Tudo isso faz a ilha ser a segunda em exportação de softwares no mundo. É para agarrar o trampo com unhas e dentes mesmo.

Os desenvolvedores são os mais procurados para preencher vagas na Irlanda. Segundo o LinkedIn, são oito os conhecimentos mais procurados pelas indústrias de TI na Irlanda:

  1. Git (sistema de controle de versão usado principalmente para gerenciamento de código-fonte no desenvolvimento de softwares)
  2. JQuery (biblioteca JavaScript projetada para simplificar o script no HTML)
  3. Eclipse (um ambiente de desenvolvimento integrado usado em programação de computadores)
  4. Web services (gerenciamento de armazenamento e relacionamento com clientes)
  5. Aplicativos da Web
  6. Python (linguagem de programação)
  7. Data Engineering e Data Warehousing (design e construção de infraestrutura em nuvem para executar sistemas de processamento de dados em grande escala)
  8. HTML5 (linguagem de marcação para o desenvolvimento de sites e aplicativos da web)

 

Foto de capa: Markus Spiske/Unsplash

 

Veja também

Quanto custa e como pagar por um intercâmbio

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar