Onde fica Dublin?

Onde fica Dublin?

Rubinho Vitti

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A Irlanda é um dos países mais procurados pelos brasileiros na hora de planejar um intercâmbio. É lá onde fica Dublin, sua capital, destino para a grande maioria dos estudantes que partem para o país com o intuito de estudar inglês ou fazer uma universidade.

Dublin, assim como diversas outras cidades do mundo, foi construída ao longo de um rio, popularmente conhecido como “Rio Liffey”, e que atualmente divide a cidade em Norte e Sul. Mas, geograficamente falando, Dublin se localiza bem próximo ao oceano, no lado leste da Ilha, cercada por água, montanhas e terras agrícolas.

Onde fica o condado de Dublin

Condado de Dublin é onde fica localizada a capital irlandesa. Foto: Dronepicr/Wikimedia

O condado de Dublin é onde fica a capital irlandesa, de mesmo nome. Ele é localizado na província de Leinster, ao leste do país, onde também estão localizados outros condados: Carlow, Kildare, Kilkenny, Laois, Longford, Louth, Meath, Offaly, Westmeath, Wexford e Wicklow.

O condado de Dublin tem uma importância histórica tremenda para a Ilha. Seu turismo está mais ligado a festas, festivais, museus, vida urbana, etc. Apresenta exemplos da arquitetura medieval, normanda, georgiana e neolítica. Ele também tem um extenso litoral, além da área montanhosa, forte ponto turístico pelo potencial natural.

Além de Leinster, existem outras províncias na Irlanda: Ulster (norte), Munster (sul) e Connacht (oeste).

A capital Dublin é a mais populosa da Irlanda, com mais de um milhão de habitantes. O condado tem 12 áreas urbanas onde é possível visitar praias e castelos, caminhar por trilhas e montanhas, além de degustar do melhor da culinária.

Onde ficam os bairros e regiões de Dublin

Assim como muitas capitais, Dublin é bem distribuída. A cidade é dividida em 24 distritos diferentes. Os números ímpares estão situados na margem norte do rio Liffey, enquanto os números pares estão localizados ao lado sul.

Para ficar mais fácil de entender, quanto menor a numeração, mais próximo do centro e dos principais pontos turísticos da cidade. Exemplo disso é o Temple Bar, região mais badalada de Dublin, que fica no distrito dois, popularmente conhecido como D2.

Por isso, é comum a quem chega para fazer intercâmbio na Irlanda ser dominado por uma confusão de números e letras para se localizar na cidade: Dublin 2, Dublin 15, D05, D20, e assim vai.

Mas essa divisão mais facilita do que complica a vida de quem não sabe onde ficar em Dublin.

As regiões 3, 4, 6, 7, 8 e 9 são consideradas centrais e, dependendo de onde você estiver, poderá chegar à O’Connell — marco zero da cidade, localizada em Dublin 1 — numa caminhada de, aproximadamente, 10 minutos.

Leia também: Conheça Dublin: a capital da Irlanda

Dublin e a qualidade de vida

A consultoria Mercer indicou Dublin, a capital da Irlanda, para a 34ª posição de cidade com melhor qualidade de vida. Ela fica à frente de grandes metrópoles como Paris, Londres e Lisboa. Apesar disso, a cidade também está entre as mais caras. Ela fica à frente de Londres — conhecida como carésima entre as capitais mundiais —, segundo pesquisa do Worlwide Cost of Living.

Dublin também é conhecida pela simpatia de seus moradores. Ela figura na lista das mais amigáveis do mundo segundo a Readers Awards.

Turismo em Dublin: onde visitar

Guinness

Fábrica da Guinness está instalada em Dublin, capital da Irlanda. Foto: Shutterstock

O turismo na Irlanda é avaliado em 8,7 bilhões de euros anuais. Dublin é a terceira cidade mais atraente para investimentos em hotelaria e hospitalidade. O setor é responsável pela contratação da maior parte dos brasileiros, 22%, segundo o CSO, que vão para a Irlanda fazer intercâmbio, já que o visto permite 20 horas de trabalho, essencial para hotéis, hostels, restaurantes, pubs, etc.

Onde ficam os pontos turísticos de Dublin

Dublin, capital cosmopolita e histórica

The Brazen Head é o pub mais antigo da Irlanda e foi inaugurado em 1198.© Josh Kroese | Dreamstime.com

The Brazen Head é o pub mais antigo da Irlanda e foi inaugurado em 1198 em Dublin, onde fica localizado. Foto: Josh Kroese | Dreamstime.com

Visitantes de Dublin têm inúmeros motivos para passar alguns dias envolvidos com as atrações e a beleza da cidade. Ela guarda tesouros do passado da Irlanda como nenhuma outra cidade da Ilha.

Entre os pontos históricos está a sede da Irmandade Republicana Irlandesa, local onde foi instalado o governo provisório da Irlanda no Levante da Páscoa de 1916. Ainda é possível ver em suas pilastras, onde hoje é o Post Office, as marcas de tiros do passado.

Em Dublin também fica localizado o pub mais antigo da Irlanda, The Brazen Head, inaugurado em 1198. Aliás, a cidade é conhecida por seus pubs. São mais de 700, um para cada mil habitantes.

Temple Bar

Outro pub, ainda mais famoso, é o Temple Bar, que também dá nome ao bairro em que está instalado. O local, datado de 1840, tem música tradicional ao vivo todos os dias da semana. Seu arredor tem planta original da época medieval, com ruas estreitas e ladrilhos. A área boêmia tem muitos pubs e restaurantes, além de ser culturalmente forte, com teatros e música ao vivo nas ruas e nos bares.

Trinity College

Outro ponto de extrema importância histórica e turística é a Trinity  College, a mais antiga universidade em funcionamento da Irlanda. Lá passaram nomes como Oscar Wilde, Bram Stoker, Samuel Beckett, entre outros. A biblioteca da universidade é uma atração à parte, com a exposição fixa The Book of Kells, que mostra detalhes do livro datado do século 9.

História medieval

Outra característica da cidade Dublin são as construções medievais. São muitas igrejas datadas de muitos séculos atrás. Entre as mais visitadas está a Christ Church Cathedral, de 1038. A Saint  Patrick’s Cathedral, nome do padroeiro da Irlanda, também é ponto forte dos turistas. Ela foi construída no século 12.

Museus de Dublin

O Museu Nacional de Arqueologia e História, Museu da História Natural, que fazem parte do Museu Nacional da Irlanda, além de inúmeros museus menores como O Pequeno Museu de Dublin e o Irish Famine Exhibition, sobre a era da fome na Irlanda são outros de inúmeros museus da cidade.

Castelo de Dublin

Como toda cidade irlandesa, Dublin também tem seu castelo. O Dublin Castle foi construído no início do século 13, no local de um assentamento Viking. Ele serviu de sede da administração inglesa e, em 1922, após a independência da Irlanda, foi entregue ao governo. Hoje, além de ser uma atração turística, ele é oficialmente o ponto de anúncios oficiais, como o resultado de referendos.

Leia também: Intercâmbio na Irlanda: o guia definitivo (2020)

Dublin, onde tudo começou: a invasão Viking

Vikings chegaram à ilha e começaram erguer construções, além dos muros que cercavam a cidade.© Vlastas | Dreamstime.com

Vikings chegaram à Ilha e começaram a erguer construções, além dos muros que cercavam a cidade. Foto: Vlastas | Dreamstime.com

Navegadores da Escandinávia (Noruega, Suécia e Dinamarca), os vikings começaram a viajar para expandir seus poderes. Entre 795 e 836, esses viajantes, de maioria norueguesa, vieram para a Irlanda, roubando as riquezas dos monastérios e capturando prisioneiros, que vendiam como escravos na Escandinávia.

Os primeiros assentamentos começaram a aparecer em Dublin em 841, ao redor da Christ Church. A partir daí começou a se desenvolver um centro urbano.

No fim do século 12, vikings anglo-normans chegaram à Ilha e começaram erguer construções como o Dublin Castle, a Christ Church, além dos muros que cercavam a cidade.

A história dos pioneiros da cidade, que desembarcaram em 795, pode ser acompanhada em espaços, tours e museus:

  • Festival Clontarf Viking: a celebração ocorre em abril, no St. Anne’s Park, apresentando uma vila viking com armamento, contação de histórias, ferraria, trabalho de couro, xadrez viking, exibição de arco e flecha, navios e muito mais.
  • Pub Brazen Head: o local é considerado um dos pubs mais antigos da Irlanda, que remonta a 1198, quando mercenários normandos e comerciantes vikings se reuniram ali.
  • Tour do Viking Splash: excursão fascinante em um veículo híbrido (terra e água), que mostra pontos turísticos e a história dos vikings em Dublin.
  • Dublinia: uma viagem no tempo à época medieval viking mostrando armas, roupas autênticas, cenários de vilas, mitologia dos antigos deuses e mistérios que cercam o legado viking.
  • Museu Nacional da Irlanda: exposição documenta a era viking na Irlanda de 800 DC a 1150 DC, representando a melhor coleção de achados de escavação de um centro urbano medieval, além de espadas, joias, brinquedos, jogos de tabuleiro e arcos de madeira.
  • Dublin Castle: nenhuma visita a Dublin seria completa sem passar pelo Castelo de Dublin, que tem estrutura medieval original construída em 1171.
  • Steine of Long Stone: é uma réplica de um pilar esculpido, erguido pelos vikings no século X ou XI, localizada no cruzamento da Pearse Street com a College Street.

Dublin, a queridinha dos estudantes de idiomas

Dublin: onde fica a maior parte do mercado de turismo irlandês. Foto: Daniel M. Cisilino | Dreamstime.com

A capital da República da Irlanda é a top 1 entre as cidades da Ilha para estudar inglês. São 100 mil estrangeiros chegando todos os anos para aprender a língua na cidade. São cerca de 30 escolas do idioma espalhadas pela área urbana de Dublin.

Pudera, a cidade cosmopolita respira cultura, arte, entretenimento, agitação, entre muitas atividades. Os estudantes também se sentem mais seguros por saberem que a capital poderá oferecer todas as facilidades de que eles necessitam, além de transformar o intercâmbio em um treinamento contínuo pelas ruas, praticando o inglês com nativos e com aprendizes de outros países.

Conheça o e-book exclusivo do E-Dublin
“Irlanda — Como Planejar Seu Intercâmbio”

Dublin: lugar onde grandes multinacionais ficam instaladas

A Irlanda possui inúmeros incentivos fiscais que levam muitas empresas para o país.© Bruno Coelho | Dreamstime.com

A Irlanda tem inúmeros incentivos fiscais que levam muitas empresas para Dublin, onde várias multinacionais ficam instaladas. Foto: Bruno Coelho | Dreamstime.com

A hospitalidade irlandesa não é famosa apenas com os turistas ou novos moradores, mas também com empresas que buscam um lugar para ficar. A Ilha apresenta taxas mais baixas de impostos. São 12,5% em comparação com a recente taxa reduzida de 21% nos Estados Unidos.

Além disso, são inúmeros os incentivos fiscais que levam tantas companhias para o país. A soma ultrapassa as 1.000 empresas multinacionais, principalmente americanas, que têm sede instalada na Ilha. Entre elas estão: Google, Apple, Facebook, PayPal, Microsoft, Yahoo, eBay, AOL, Twitter, Intel, Pfizer, Boston Scientific e Johnson & Johnson.

Elas correspondem a 90% das exportações e empregam 10% dos empregados na Irlanda. Além disso, segundo especialistas, com o incentivo e a vinda das empresas, a Irlanda saiu da crise econômica que estava em 2009.

A grande maioria dessas companhias está instalada em Dublin, o que faz da capital uma cidade cheia de oportunidades. Muita mão de obra é estrangeira e, por isso, não faltam empregos, tanto nas empresas multinacionais quanto em tercerizadas que prestam serviços para elas e que mais frequentemente contratam estrangeiros — entre eles, os brasileiros.

Leia também: Como é trabalhar e estudar na Irlanda?

Dublin, a cidade onde fica a maior parte dos parques irlandeses

Phoenix Park, o maior parque urbano da Europa, com 7 milhões de metros quadrados. © Aleksandr Kalinin | Dreamstime.com 

Phoenix Park, o maior parque urbano da Europa, com 7 milhões de metros quadrados, fica em Dublin. Foto: Aleksandr Kalinin | Dreamstime.com

Andar pela capital irlandesa é se deparar com o verde de seus parques em praticamente todos os bairros. Alguns deles apresentam atrativo turístico pela grandeza e diversidade de plantas e animais. É o caso do Phoenix Park, o maior parque urbano da Europa. Inaugurado no ano de 1662, tem 700 hectares, ou seja, 7 milhões de metros quadrados.

O local tem entrada gratuita e é perfeito para pedaladas. No caminho, é possível encontrar alguns dos 300 cervos que vivem no local. É lá a residência oficial do presidente da Irlanda e sede do zoológico da cidade.

Outro ponto essencial para quem gosta de natureza urbana é o Jardim Botânico de Dublin. Com 19,5 hectares, tem 15 mil espécies diferentes de plantas espalhadas por diferentes habitats. Também é possível avistar pássaros de diversos tipos e esquilos.

Na lista de parques imperdíveis para a visita estão Saint Stephen’s Green, Iveagh Garden e Merrion Square.

Dubin, cidade da cerveja e do whisky

Atrelada à cultura irlandesa, a cerveja faz parte do dia a dia do cidadão de Dublin. Em seus mais de 700 pubs espalhados pela cidade, porém, uma delas se destaca. A Guinness é a queridinha dos moradores e turistas por nascer exatamente na capital irlandesa.

A fábrica é aberta ao público, que pode conhecer todo o processo de fabricação e, ainda, degustar de uma pint apreciando a vista de seu terraço, onde também está localizado um restaurante.

Outra bebida muito apreciada na Irlanda é o whisky. A fábrica da Jameson também fica em Dublin e oferece visitas guiadas. Além disso, há um museu do whisky, o Irish Whiskey Museum, e tours específicos sobre a bebida.

Como você pode perceber, Dublin é uma das cidades mais interessantes para se viver na Europa. Ela carrega consigo história, cultura, vida acadêmica, vida noturna, é cosmopolita, linda e amigável.

E se sua intenção é fazer um intercâmbio na Irlanda e escolher a capital para viver, já sabe muito mais sobre ela. Da próxima vez em que perguntar “mas onde fica Dublin?”, a resposta poderá ser: “no seu coração!”

Veja também

Tipos de vistos para Portugal: Turismo, trabalho, estudos

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar