Pesquisadora brasileira é destaque em TV irlandesa

Pesquisadora brasileira é destaque em TV irlandesa

Rubinho Vitti

8 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A paranaense Marinara Marcato, 26, de Londrina, foi destaque em um documentário exibido pela TV irlandesa TG4. Engenheira eletricista, Marinara está há dois anos fazendo doutorado em Cork, na Irlanda, na área de inteligência artificial. O seu projeto de pesquisa chamou a atenção dos produtores para participar do produto audiovisual. Isso foi apenas o resultado de empenho e estudo da brasileira em terras irlandesas. Marinara conversou com o E-Dublin e contou um pouco de sua trajetória e os rumos que seus estudos estão tomando na ilha.

Marinara Marcato durante entrevista para o documentário The Secret World of Working Dogs, da TG4. Foto: Reprodução/TG4

A Irlanda foi o destino de Marinara quando ela se mudou, em 2015, por meio do programa Ciência sem Fronteiras, do Brasil, enquanto estudava Engenharia Elétrica na UEL (Universidade Estadual de Londrina). O intercâmbio na UCC (University College Cork) lhe deu a oportunidade de seguir estudando na ilha. “Conheci meu supervisor durante o intercâmbio, quando me graduei estava procurando por trabalho ou outras oportunidades e fazer um doutorado na Irlanda me pareceu uma ótima opção”, disse.

Marinara começou o doutorado em julho de 2017 e agora está na fase de coleta de dados que deve durar até pelo menos o meio de 2020. “Depois disso tenho que focar no processamento de dados e artigos. Pretendo terminar em 2021”, ressalta. Ela atua no instituto de pesquisas da UCC chamado Tyndall National Institute. “Eles têm projetos financiados por várias agências (SFI, ERDF) através de programas/editais”, explicou, dizendo ainda que os pesquisadores aplicam em editais do órgão para conseguir recursos para suas pesquisas. “Essas agências seriam o equivalente da CNPQ e Capes no Brasil.”

Projeto de Marinara Marcato estuda personalidade de cães

Apesar de parecer mais técnico e matemático, o projeto tem um fundo “fofíneo”. É que, segundo explicou Marinara, os principais objetivos da pesquisa são identificar personalidade e expandir o conhecimento sobre emoções e bem-estar em cachorros. “Cães participantes do estudo fazem um teste durante o qual suas batidas do coração, respiração e posturas e comportamentos são monitorados. Métodos de Inteligência Artificial são usados para encontrar padrões dentre esses dados, os quais nos permitirão reconhecer traços importantes. Assim poderemos selecionar os melhores cachorros para o treinamento de cães-guias”, explicou.

A pesquisa teve destaque e produtores da TG4 fizeram o contato para o documentário The Secret World of Working Dogs (A vida secreta de cachorros trabalhadores) que fala sobre cães-guias ou que realizam outro tipo de trabalho.

Assista ao documentário online (em inglês). O projeto e a entrevista com Marinara estão após o minuto 29.

Veja também

Ensino superior na Irlanda: Por onde começar?

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar