Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Cursos de Inglês

Planejando a sua viagem de intercâmbio – Parte IV – A Escolha do Curso

Elizabeth Gonçalves postou em 27 nov 2016

Antigamente, falar em estudar no exterior significava cursar o Ensino Médio nos Estados Unidos ou fazer um curso de inglês. Com o passar dos anos, o mercado de intercâmbio cresceu e assim foram surgindo novas possibilidades, como destinos diferentes e também outros cursos que ultrapassaram os limites do High School e foram além do território Norte Americano.

Para quem tem o inglês básico – ou não sente segurança com o nível avançado – o curso General English nunca sairá do mercado. Seja na Irlanda, Austrália, Inglaterra ou em tantos outros destinos que podem ser escolhidos. E aboa notícia é que de alguns anos para cá, o cenário do intercâmbio deixou de ser limitado. É possível encontrar cursos de idioma voltados para áreas específicas, como design, moda, negócios, etc.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Na Irlanda, os mais comuns são os de Inglês Geral, Inglês Intensivo e Preparatórios para Exames. Há ainda escolas que ministram aulas particulares, o que significa dizer que o foco é nas necessidades específicas de cada um. É bem verdade que antes das mudanças na lei de imigração, os brasileiros que queriam ir além do curso de língua, também podiam optar por um curso técnico (FETAC) e conseguir o visto de estudante, o que infelizmente não é mais possível.

Proficiência no idioma (IELTS/TOEFL/CAMBRIDGE)

Com o mundo globalizado, muitas empresas não veem limites quando o assunto é a contratação de um profissional de excelência. Todavia, há a exigência da proficiência no idioma da empresa e, quando este não é o inglês, costuma-se exigir o inglês + o idioma utilizado no ambiente de trabalho. Ou seja, é preciso dominar o speaking, o listening e o writing como um nativo da língua ou o mais próximo possível disso. É aí que entram os programas preparatórios para os exames de proficiência. A duração de um curso desse tipo pode variar de um a seis meses.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Para quem pensa em investir num curso universitário no exterior, as universidades também exigem certificado de proficiência, afinal, precisam da garantia de que o aluno será capaz de acompanhar as aulas que, nos casos de países de língua inglesa, são todas ministradas em inglês. Então, se você quer se preparar para uma graduação, pós ou mestrado, precisará primeiro se submeter a um exame.

Quer saber quais são os testes de proficiência?

TOEFL – Test of English as a Foreign Language;

IELTS – International English Language Testing System;

TOEIC – Test of English for International Communication (Geralmente exigido pelas universidades australianas);

Cambridge ESOL – Certificados de inglês concedidos pela Universidade de Cambridge:

FCE – First Certificate in English;

CAE – Certificate in Advanced English;

CPE – Certificate of Proficiency in English.

Tenho passaporte europeu. O que muda?

Entre os brasileiros que procuram sair do país para trabalhar ou estudar, uma das opções mais cotadas é buscar na árvore genealógica alguma ligação de familiares com a Europa para a obtenção do passaporte vermelho.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Sim, com este documento muitas coisas podem mudar para quem procura estudar no exterior. Aos interessados em um curso de inglês, os europeus não têm a obrigatoriedade em comprar o curso de 6 meses para permanência mais longa na Irlanda, por exemplo. É possível pagar para estudar semanalmente e renovar caso tenha interesse.

Para quem procura por cursos no Ensino Superior, a notícia é ainda melhor: os valores para cidadãos da União Europeia caem, na maioria das vezes, para a metade do valor cobrado para os não-europeus.

Aos que não possuem ligação familiar e não podem contar com esta facilidade, é importante lembrar que com as mudanças das regras na Irlanda, os cursos superiores estão em constante avaliação pelo governo irlandês e devem ser validados pelo QQI, além de estarem presentes na lista de cursos elegíveis a estudantes estrangeiros.

Duração do intercâmbio

Só pode fazer intercâmbio quem tem disponibilidade para ficar um ano?

Claro que não. Um ano é um período relativamente bom para se atingir um nível avançado do idioma, porém, para aqueles que não possuem esse tempo, existem cursos com duração menor. Alguns só para períodos de férias, outros de uma ou duas semanas, e ainda aqueles de três, quatro ou seis meses, etc.

Resolvido este ponto e tendo visualizado o que você quer na sua temporada longe de casa, é hora de descobrir como chegar lá. Há algumas opções. A mais comum é fazer uso das agências especializadas no assunto. Porém, com a Internet, você consegue fazer muita coisa sozinho se quiser e tiver disposição.

Tenha em mente que qualquer opção implica em prós e contras e comece a pesquisar o máximo que puder para chegar ao objetivo final!

Fique ligado, pois no próximo artigo, pois falaremos sobre o seguro saúde. Adquirir apenas o governamental ou pagar por um seguro de viagens extra? E os planos de saúde irlandês? São uma boa escolha?

Revisado por Tarcisio Junior
Imagens via Shutterstock

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

E-Dublin TV

Como passei no exame de inglês avançado

3 meses atrás, por Tarcisio Junior
Inglês

Na dúvida sobre qual exame de proficiência fazer?

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

5 formas de boicotar o seu intercâmbio

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Ensino Superior

Quais são as melhores universidades irlandesas?

5 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Ensino Superior

MBA na Irlanda: É possível para brasileiros?

7 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Ensino Superior

Saiba como estudar numa universidade na França

9 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Essenciais

Como levar dinheiro para a Irlanda

10 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Inglês

4 dicas realistas para melhorar o seu inglês

12 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Qual a melhor época para visitar a Europa?

12 meses atrás, por Colaborador E-Dublin