Polícia irlandesa ganha poder para impor restrições do lockdown

Polícia irlandesa ganha poder para impor restrições do lockdown

Rubinho Vitti

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O ministro da Saúde, Simon Harris, assinou na noite de terça-feira, 7 de abril, uma medida para dar a Gardaí (a polícia irlandesa) o poder de impor as restrições do “lockdown” às pessoas que não respeitando as medidas anunciadas pelo governo no mês passado. Uma operação nacional começou a acontecer na manhã desta quarta, 8 de abril, como forma de desencorajar as viagens no fim de semana da Páscoa, já que segunda-feira é feriado no país.

A iniciativa surge em meio a preocupações do governo de que um número crescente de pessoas está se reunindo fora de suas casas. O clima primaveril tem favorecido o desrespeito às medidas de “lockdown”, já que muita gente quer aproveitar o calor e o sol para frequentar parques, lagos, praias e outros pontos de beleza natural. Por isso, a Garda tem intensificado patrulhas nestes locais, para impedir aglomeração de pessoas.

Vale lembrar que as medidas impõem que os moradores da Irlanda devem ficar em casa, exceto para coletar bens essenciais (supermercados e farmácias), prestar cuidados essenciais (parentes idosos ou crianças) ou fazer um breve período de exercícios a 2 km de sua casa, como caminhadas, corridas e andar de bicicleta, mas sem acompanhamento de ninguém.

Até então, porém, a Garda não tinha nenhum poder para intervir, tendo apenas a função de orientar as pessoas a não permanecerem juntas no local.

O que diz o novo regulamento

Primeiro-ministro irlandês Leo Varadkar em visita à sede da Gardaí, polícia irlandesa. Foto: Merrion Street

A nova lei concede amplos poderes para a Garda impor restrições ao movimento público devido ao Covid-19. Uma pessoa que se recuse a cumprir as instruções de um policial que esteja tentando impor regras de distanciamento social pode ser detida e pegar até seis meses de prisão ou pagar multa de € 2.500.

O foco principal são as pessoas que estão deixando suas residências para ir até uma “casa de férias” durante o feriado prolongado. O objetivo é não deixar que esse movimento possa espalhar ainda mais o Covid-19 no país.

Leia também: Primeiro-ministro irlandês volta à medicina para lutar contra o Covid-19

A polícia montou postos de controle fixos em rodovias para garantir que o público esteja cumprindo as regras e não saindo em viagens. Há policiamento nas ruas também para verificar se as pessoas estão ultrapassando os 2km de distância de suas residências.

Situação atual da Irlanda sobre o Covid-19

No comunicado diário do governo sobre os números do novo coronavírus na Irlanda, um novo recorde foi registrado na terça-feira, 7 de abril, com 36 novas mortes. Também foram confirmados mais 345 casos, totalizando em 210 mortes pelo Covid-19 e 5,709 infectados na Irlanda.

Em comunicado, o NPHET (National Public Health Emergency Team) disse que, embora as restrições atuais tenham reduzido o número de pessoas infectadas por um caso confirmado, “isso depende das pessoas ficarem em casa e seguirem os conselhos de saúde pública”. “Houve sacrifícios sem precedentes em toda a sociedade nas últimas semanas para proteger todas as pessoas nesta ilha do Covid-19”, diz a nota.

Veja também

Tudo sobre o sistema de saúde na Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar