Por que eu escolhi Dublin?

Por que eu escolhi Dublin?

Colaborador E-Dublin

1 ano atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Um dia você está trabalhando e de repente se dá conta que NECESSITA aprender um novo idioma. Ou então você acorda e finalmente percebe que o mundo existe e fica fascinado com a possibilidade de conhecê-lo. Ou, ainda, a paixão por viagens e novas culturas te leva a conhecer o mundo do intercâmbio. Comigo foi um pouco disso tudo misturado…

Ponte Samuel Beckett, em Dublin, um dos pontos turísticos da cidade. Crédito: Altezza | Dreamstime.com

Ponte Samuel Beckett, em Dublin, um dos pontos turísticos da cidade. Crédito: Altezza | Dreamstime

Percebi que precisava aprender a falar Inglês com urgência. Foi então que descobri o mundo do intercâmbio – e então descobri o mundo! “Como conhecer esse mundo” foi a questão seguinte, e nessa hora me deparei com a existência de inúmeras possibilidades: várias agências de intercâmbio, vários países, várias escolas…

Mas antes é preciso decidir onde estudar: Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia e por aí vai. Mas foi uma tal de Irlanda que me fascinou. Talvez uma novidade para muitos, inclusive para mim, foi como descobrir um tesouro escondido.

Vamos entender isso juntos!

Quando comecei minhas pesquisas sobre intercâmbio, fiquei encantada pelo Canadá. A possibilidade de estudar e trabalhar em Toronto ou Vancouver fizeram meus olhos brilhar. Qualidade de vida, belos parques, cidades multiculturais e qualidade das escolas foram pontos que me chamaram a atenção. No entanto, as exigências para o visto me fizeram repensar sobre a realização do intercâmbio lá. Eu precisaria de bem mais do que eu dispunha.

Outra característica é que no Canadá você não pode trabalhar durante todo o período em que está estudando. Por exemplo, caso vá fazer um intercâmbio de 6 meses, você estuda nos 3 primeiros e trabalha apenas nos 3 últimos meses.

As portas coloridas são tradicionais em toda a Irlanda. Crédito: Ddkg | Dreamstime.com

As portas coloridas são tradicionais em toda a Irlanda. Crédito: Ddkg | Dreamstime

Facilidade financeira

E foi na busca por outros destinos que descobri a Irlanda. Boa qualidade de vida, belos parques e diversas culturas em um único lugar também são características da cidade de Dublin. No entanto, a facilidade para entrar e se manter no país foram os fatores que me chamaram a atenção – e, financeiramente, as exigências nesse quesito facilitaram a escolha.

Ou seja, eu precisaria, basicamente, me matricular na escola e ter 3 mil euros para as minhas despesas iniciais no país. Além disso, eu poderia estudar e ir atrás de algum trabalho de meio período ao mesmo tempo, o que poderia me ajudar com outras despesas que tivesse durante o intercâmbio. Outro ponto bem forte e interessante é a facilidade que se tem, estando lá, para conhecer outros países da Europa. Desse modo, Dublin se tornou o ponto de partida para que eu pudesse conhecer muitos outros lugares, me ajudando a seguir na jornada para conhecer o mundo.

A Irlanda é repleta de pubs para todos os gostos. Crédito: Lucian Milasan | Dreamstime.com

A Irlanda é repleta de pubs para todos os gostos. Crédito: Lucian Milasan | Dreamstime

Isso foi só um pouquinho do que me motivou a escolher a Irlanda. Se você deseja conhecer os Estados Unidos, a Nova Zelândia, o Canadá, ou seja qual for o destino, siga na direção que o seu coração mandar e realize o seu sonho.

Independentemente de onde você for, muito além de aprender um novo idioma, com toda a certeza você terá uma experiência única de aprendizado e de autoconhecimento. Essas duas coisas você poderá levar para sempre na sua bagagem! ;)

Ficou com vontade de fazer intercâmbio? Comece por aqui!

Texto por Kezya Lima
Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar