Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Mercado

Profissionais de TI buscam vagas fora do Brasil

Júlia Paniz postou em 16 mar 2016

Diante da atual crise financeira em que o Brasil se encontra, tem sido cada vez mais comum os brasileiros procurarem formas alternativas de driblar os problemas encontrados na economia. Entre as alternativas está o processo migratório, que vem se tornando cada dia mais comum entre as opções.

Seja de estudantes procurando fazer uma faculdade ou algum curso complementar à sua formação no exterior, recém-formados que procuram investir no estudo de um segundo idioma e até mesmo profissionais que buscam em outros países uma alternativa para construir uma nova vida.

O que estamos vendo no Brasil passa longe de ser um problema que nunca aconteceu nos países europeus, por exemplo. Cidadãos da Itália, Espanha, Polônia e muitos outros já viram a mesma crise bater à porta e muitos tiveram a mesma reação: fazer as malas e tentar a vida em outro destino.

Todos os dias diversos blogs e sites divulgam centenas de vagas em países no exterior. São muitas as oportunidades, principalmente para quem já é fluente em uma segunda língua como inglês, francês, alemão ou espanhol.

Um dos mercados que aparece em destaque é o de TI, sigla de Tecnologia da Informação, ou IT em inglês.

No início deste mês a Landing.jobs, plataforma portuguesa de empregos em TI, realizou uma pesquisa com 507 profissionais da área no Brasil. Um dos dados que mais chamou atenção foi que quase metade dos profissionais avalia a possibilidade de trabalhar ou migrar para o exterior.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Apesar de 62% dos profissionais do ramo consultados afirmarem estar satisfeitos com o atual emprego, 65% acham que as oportunidades no país são muitas, mas sem qualidade.

Entre os principais motivos que levariam os entrevistados a deixar o Brasil está melhor remuneração, entre àqueles que recebem até R$ 2 mil por mês. Além disso, melhor qualidade de vida em outros países é um item considerado por todos eles, independente de idade ou salário.

O destino de maior interesse entre os mais jovens é o Reino Unido, com 84%. Já para os profissionais acima de 35 anos o país mais procurado é Portugal, com 80%. Na terceira posição ficou os Estados Unidos, independente da faixa etária, classificado com 76% da preferência.

Para onde ir?

 Austrália, Canadá, Estados Unidos, Irlanda? Qual o melhor destino para os profissionais de TI?

Uma pesquisa anual realizada pela ManpowerGroup sobre escassez de talentos, divulgada pela revista Exame no primeiro semestre de 2015, confirma que as áreas de TI e engenharia são as que possuem maior demanda de emprego no mundo e falta de profissionais capacitados para as funções.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Dos 42 países participantes da pesquisa, a área de TI aparece como a mais difícil de encontrar profissionais em 27 deles. Na Nova Zelândia a profissão é a 5ª mais procurada pelos recrutadores, na Alemanha e na Polônia a 4ª, Holanda e Bélgica classificaram como a 6ª área com maior falta de mão-de-obra e na Irlanda é a 7ª profissão mais difícil de se contratar. Países como Suécia e Suíça não apresentaram a profissão na lista de escassez de profissionais.

Apesar de não aparecerem na lista, Austrália e Canadá também estão com as portas abertas para os imigrantes que querem investir na carreira profissional. No início do segundo semestre, o governo Australiano divulgou uma lista com mais de 190 profissões em diferentes áreas que estão com vagas abertas para estrangeiros até 2016, incluindo TI.

No Canadá, a cidade de Quebec também anunciou este ano estar com oportunidades de emprego para os profissionais com fluência em francês, idioma falado na região.

Como procurar um emprego no exterior?

Com a tecnologia em alta está muito mais fácil ter acesso a vagas no mundo inteiro. Do Brasil é possível ver o que está acontecendo no mercado europeu, asiático, nos Estados Unidos, na Austrália e daí por diante.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Para os profissionais de TI, um dos passos mais importantes é estar no LinkedIn. A mídia social que hoje é a queridinha dos recrutadores e grandes empresas é uma boa ferramenta para quem quer ser visto. Ter um currículo, preferencialmente em inglês, com todas as suas experiências e conhecimentos, é importante para quem almeja um cargo no exterior. Algumas pessoas já enviam currículo pela própria rede social, aproveitando a visibilidade que nunca teriam caso não estivessem lá.

Assim, as empresas podem conhecer mais sobre você e seu trabalho e, como acontece muito aqui na Irlanda, podem até mesmo realizar o processo seletivo através da Internet, por Skype ou qualquer outro meio de comunicação, enquanto você ainda estiver no Brasil.

Dois sites que também divulgam vagas de TI no mundo todo são o Dice e o International IT Jobs.

Burocracia

O mundo está longe de ser um lugar pequeno e com poucas oportunidades, e para quem tem vontade e disposição para mudar totalmente de vida, opções não faltam. Porém, é importante estar atento ao processo como todo.

Nem todo país está aberto a receber imigrantes, por isso é importante pesquisar e saber qual a atual situação do futuro destino.

Os destinos que estão à procura de mão-de-obra qualificada acabam oferecendo para os estrangeiros a possibilidade de bancar o visto, para que o profissional possa ficar legalmente no país. Na Austrália, por exemplo, o profissional deve contatar a autoridade responsável por analisar os currículos da área (Assessing Authority), para então dar entrada no processo de seleção.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O Canadá alterna as regras constantemente e tem, cada vez mais, aberto as portas para imigrantes. O site Quebec na Cabeça também fornece informações sobre os processos de visto disponíveis. Assim como já citou o site Canadá para Brasileiros, a maioria das profissões na área de TI não são regulamentadas, o que facilita o processo burocrático, não sendo necessário obter qualificações canadenses para atuar na profissão. O país iniciou este ano o “Express Entry”, que foca principalmente no acesso aos candidatos que possuem oferta de emprego no país.

Na Irlanda as oportunidades são muitas, porém, existe maior dificuldade para os profissionais que não possuem visto de trabalho ou passaporte europeu. Algumas empresas bancam o processo do visto do funcionário, mas como a burocracia para isso é complicada, já que a empresa também passa por vários critérios de avaliação, muitas companhias acabam perdendo o candidato por não fornecer o visto.

É preciso lembrar, também, que toda viagem teu seu custo, e falando sobre uma mudança total de vida e de país é importante sempre ter uma reserva para qualquer imprevisto. Começar pesquisando todas as informações sobre o país de destino é um bom começo, levantando preços de moradia, custo de vida – como alimentação, transporte e lazer – para não chegar com uma mão na frente outra atrás.

Revisado por Tarcisio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Repórter e colaboradora do E-Dublin, tem 24 anos e é formada em Jornalismo desde 2012. Trabalhou com assessoria de imprensa, mídias sociais e telejornalismo. Saiu de Blumenau, Santa Catarina, para estudar inglês em Dublin, na Irlanda, mas descobriu que aprenderia muito mais que apenas um novo idioma. É apaixonada por fotografia, livros, viagens e novas culturas.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Trabalho

5 novidades na área de tecnologia na Irlanda

5 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

5 vagas para fluentes em português na Irlanda

5 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

5 áreas de tecnologia com vagas na Europa

5 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

Descubra quais profissões estão em alta no Canadá

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves

Posts recentes

E-Dublin TV

Visto de trabalho na Irlanda – Hevialand#7

1 hora atrás, por Tarcisio Junior
Ensino Superior

Os desafios de estudar em uma universidade europeia

9 horas atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Would you rather?

19 horas atrás, por Mah Marra
Economia

Cash Back: você sabe como isso funciona?

2 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Como escrever e-mails efetivos

3 dias atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Novidades incríveis – All That Jess#89

5 dias atrás, por Tarcisio Junior
Meu Intercâmbio

Intercâmbio na Irlanda: Quando a ficha cai

5 dias atrás, por Colaborador E-Dublin
Pra Onde Ir

William Yeats e o turismo literário em Sligo

6 dias atrás, por Colaborador E-Dublin