Inverno na Irlanda: Prós e contras de chegar no país nessa época

Inverno na Irlanda: Prós e contras de chegar no país nessa época

Carol Braziel

6 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Apesar da fama de ser um país gelado, o inverno irlandês é bastante ameno em comparação a outros destinos europeus. A média de temperatura fica em torno dos 8°C durante o dia, podendo cair para abaixo de zero durante a noite. Janeiro e fevereiro são os meses mais frios.

O inverno é marcado por dias mais curtos e noites mais longas, além de nascer e pôr do sol deslumbrantes. Embora um fenômeno raro, às vezes é possível, inclusive, ver a aurora boreal em alguns cantos do país durante a estação mais fria do ano.

Nevascas podem acontecer em algumas regiões da Irlanda durante o inverno. Foto: Stan Prucha | Dreamstime

O inverno também é uma das épocas mais silenciosas do ano para se visitar a Irlanda, já que a quantidade de turistas competindo por vistas icônicas e locais populares é bem menor. Quando se trata de clima, é verdade que o inverno na Irlanda é uma das estações mais chuvosas.

Outro detalhe importante é o vento. Apesar de ser mais constante durante o outono e começo da primavera, prepare-se para algumas ventanias em território irlandês durante o inverno.

A Irlanda não recebe grandes nevascas durante os meses de inverno devido à nossa proximidade com o Oceano Atlântico. No entanto, isso não quer dizer que nunca vai nevar. Algumas regiões tendem a receber mais neve que outras, e geralmente você precisa percorrer 10 a 20 km para o interior para apreciar totalmente qualquer queda de neve.

A baixa queda de neve realmente funciona a nosso favor, pois somos capazes de apreciar a beleza da neve do inverno sem suas interrupções ou preocupações de segurança. A maior queda de neve é geralmente encontrada nos condados de Wicklow, Monaghan, Donegal e interior do país, nas chamadas Midlands, onde se registra entre 12 e 20 dias de queda de neve no chão anualmente.

Quando começa o inverno irlandês

A Irlanda segue o calendário gaélico para definir as estações do ano. Desta forma, o inverno irlandês começa no dia seguinte ao Halloween, ou seja, 1º de novembro. De acordo com o mesmo calendário o inverno termina em 31 de janeiro, sendo 1º de fevereiro o primeiro dia da primavera.

Tradicionalmente, entretanto, o inverno começa por volta de dezembro, continua até o Equinócio de inverno, o Natal em dezembro, prosseguindo até janeiro e fevereiro.

Intercâmbio no inverno

Estudar em outro país já é complicado. Imagine, então, como é chegar ao destino numa estação do ano com temperaturas bem diferentes das que temos em nosso país? Não que não saibamos o que é o frio… sabemos, sim. Mas, acredite, o inverno na irlanda é bem diferente do que aquele a que estamos acostumados.

Para ajudar os intercambistas que chegarão na Ilha Esmeralda nessa época, preparamos uma lista de prós e contras de se desembarcar na Irlanda durante o inverno.

Prós

Acomodação

Por se tratar do final de ano e por ser inverno, a cidade fica um pouco mais vazia, pois muitos estudantes voltam para seus países para as festas. Outros simplesmente preferem chegar na Irlanda de março para frente, pois aproveitam a comemoração do Saint Patrick’s Day e o clima de primavera/verão. O resultado disso é uma maior disponibilidade de acomodações bem localizadas a um preço um pouco mais baixo. Você, por exemplo, terá mais chances de conseguir uma vaga temporária e procurar com mais calma por uma definitiva.

Natal

Chegar ao intercâmbio com as luzes do Natal e a possibilidade de ver neve não tem preço. © Dima Smaglov | Dreamstime.com

Chegar ao intercâmbio com as luzes do Natal e a possibilidade de ver neve não tem preço. © Dima Smaglov | Dreamstime.com

Não tem como não se encantar com o clima natalino em Dublin. Por mais que estejamos acostumados com algo mais elaborado no Brasil, Dublin tem um charme incrível nessa época, que, misturado ao clima e à decoração natalina, deixa qualquer um emocionado.

Viagens

Por ser baixa temporada na Europa, as passagens aéreas podem ser mais baratas, o que significa “prato cheio” para os viajantes de plantão! Entretanto, sugerimos que sejam evitadas datas próximas ao Natal e ao Ano Novo. Ah, e não esqueça, estará um frio do cão.

Contras

E por falar em frio…

Se prepare, o frio será de verdade na Irlanda. © Martinmark | Dreamstime.com

Se prepare, o frio será de verdade na Irlanda. © Martinmark | Dreamstime.com

Quando você se vê tendo que vestir duas calças, três blusas, luva e até gorro para simplesmente ir à escola, descobre que o inverno pode não ser lá muito bacana.

Destaque para a chuva de Dublin, que merece nosso TOTAL respeito, pois sabe muito bem rir da nossa carinha de intercambista teimoso, que insiste em usar o guarda-chuva – mesmo sabendo que a chuva vem de todas as direções e que o vento sempre dá aquela rajada surpresa, fazendo com que o bendito guarda-chuva quase quebre na nossa mão. Não é à toa que em dias mais chuvosos vemos vários deles abandonados pelas ruas, pois muitos não resistem.

Pés

Simplesmente só conseguimos vê-los quando estamos no banho. Parece piada, mas para nós, brasileiros, que somos acostumados a andar descalço ou de chinelo em qualquer lugar, não ver os nossos pezinhos com os dedos livres e soltos pode ser bem desconfortável.

Dia bem mais curtos

Dias mais curtos e mais escuros também. © Ingo Menhard | Dreamstime.com

Dias mais curtos e mais escuros também. © Ingo Menhard | Dreamstime.com

Durante o inverno aqui na Irlanda, o sol começa a se pôr às 15h. Isso mesmo! Se você estuda à tarde e acorda às 11h, terá no máximo cinco horas para aproveitar a claridade do dia, sendo somente duas horinhas até começar sua aula, às 13h. Por isso, nessa época vale acordar mais cedo pra aproveitar mais o dia.

Independentemente dos prós e contras, o mais importante, como já falamos muitas vezes aqui, é ter bem claro o seu objetivo ao fazer um intercâmbio, pois as dificuldades sempre aparecerão. E será justamente nesses momentos difíceis que o seu objetivo te manterá firme e forte, fazendo com que você valorize mais os pontos positivos do que os negativos em toda e qualquer situação.

Edu, Mah e Tarcisio bateram um papo com a psicóloga Silvana Byrne no episódio 52 do E-Dublincast, o podcast do E-Ducblin, sobre como o inverno pode afetar o nosso lado emocional e físico. Ouça:

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Veja também

O guia completo do clima na Irlanda

Carol Braziel
Carol Braziel, Formada em Relações Públicas e pós-graduada em MKT pela ESPM|Brasil. Com mais de seis anos de experiência em MKT, decidiu vivenciar o sonho de morar na Europa, mais precisamente na terra dos Leprechauns. Apaixonada incurável por viagens, tem como vício a leitura e pesquisa sobre destinos, curiosidades e roteiros de viagens pelo mundo.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar