Quais os benefícios financeiros para trabalhadores remotos na Irlanda?

Quais os benefícios financeiros para trabalhadores remotos na Irlanda?

Mariana Calazans

3 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A pandemia que se iniciou no ano de 2020 mudou drasticamente a forma de trabalho para muitos que antes tinham que ir todos os dias trabalhar e, agora, já se acostumaram com o trabalho remoto em suas casas.

Muitos trabalhadores se adaptaram muito bem a esse “novo normal” e dizem que gostariam de continuar neste esquema mesmo após o fim da pandemia. Contudo, é importante saber qual são os direitos e benefícios, principalmente os financeiros, para quem está nessa situação na Irlanda.

Os trabalhadores que estão trabalhando remotamente inevitavelmente tiveram um aumento considerável em suas contas de eletricidade, aquecimento e de internet. Enquanto os empregadores estão economizando nesses itens, os empregados tiveram que reorganizar suas finanças pessoais por causa desse aumento.

Quais são os tipos de benefícios que os trabalhadores podem ter?

Trabalhadores remotos na Irlanda podem receber parte dos gastos com home office. Foto: Mikey Harris/Unsplash

Se você trabalha no famoso “home-office” na Irlanda é essencial saber de seus direitos e benefícios financeiros diante dessa situação em que não é possível sair para trabalhar, e que infelizmente ainda não temos previsão de quando poderá acabar.

Atualmente para essas pessoas há duas opções:

  • O empregador pode pagar até € 3,20 por dia (sem incorrer os impostos do PAYE / PRSI / USC) para compensar os custos de eletricidade, aquecimento e banda larga;
  • O funcionário pode reivindicar os “allowable costs” (custos permitidos) no base de 10% dos custos de eletricidade e aquecimento, e 30% dos custos de internet, pelo o número de dias trabalhados em casa.

A melhor opção seria fazer com que seu empregador escolha a primeira alternativa, pois, dessa forma, o trabalhador pode receber um pagamento de € 736 por ano com base em uma semana de cinco dias, com quatro semanas de férias e folga nos feriados.

Esse valor é isento de impostos, mas qualquer valor acima dos € 3,20 diários será tributado.

Já a segunda opção não é tão vantajosa assim quando comparada com a primeira. Segundo o exemplo que o próprio Revenue apresenta, alguém trabalhando remotamente por 180 dias no ano com custos de eletricidade, aquecimento e internet, pode pagar uma média de € 2.494 no ano. Isso daria um allowable cost de por volta de € 61,30, porém que seria aplicado o imposto de 40%, resultando no fim o desconto de € 24,52. Eles também devem reter todas as contas relevantes por seis anos.

Leia também: Como declarar o imposto de renda 2021 na Irlanda

Enquanto novas regras sobre este assunto ainda estão sendo discutidas, a melhor opção para quem trabalhada remotamente hoje, portanto, é convencer o empregador a pagar por dia pelas contas essenciais, mesmo que você faça com que eles contribuam com € 1 por dia.

Esta é considerada uma alternativa benéfica tanto para os empregadores quanto para os empregados, pois seria uma forma do departamento de recursos humanos das empresas motivarem os funcionários e, além disso, poderia ser convertido em um aumento salarial sem nenhum custo adicional para o empregador.

Leia também: Governo irlandês quer introduzir trabalho remoto opcional mesmo após Covid-19

Foto: Yasmina H/Unsplash

 

Mariana Calazans
Mariana Calazans, Formada em Administração de Empresas pela FEA USP. Especialista em finanças pessoais e empresariais, já fez intercâmbio na Irlanda e quer voltar a morar com os Leprechauns para sempre. Viajante do mundo, tem o sonho de poder impactar pessoas através do conhecimento. Durante a quarentena criou o blog de finanças pessoais para viajantes, o My Money Tree.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar