Quanto custa manter um cachorro na Irlanda?

Quanto custa manter um cachorro na Irlanda?

Colaborador E-Dublin

3 semanas atrás

Ei, você, pet lover! Já passou pela sua cabeça ter um cãozinho aqui na Irlanda, não é mesmo? Aposto que, depois de passear no Phoenix Park e ver dezenas de famílias com seus filhos caninos, você já quis um doguinho irlandês pra chamar de seu. Acertei? Ter um amiguinho de quatro patas é sempre uma boa ideia, não dá pra negar. Porém, é uma grande responsabilidade que exige tempo, energia e dinheiro.

Saiba quanto custa manter um pet na Irlanda.

De acordo com dados recentes da FEDIAF (European Pet Food Industry Federation), 34% das famílias irlandesas têm, pelo menos, um cachorro dentro de casa, um número bastante significativo. Aqui na Ilha, ter um pet é considerado burocrático, e as leis se aplicam de forma bem rígida. Isso significa que é preciso ter certeza antes de assumir esse compromisso afetivo e financeiro. Hoje você vai saber quanto custa manter um cão feliz e saudável na Irlanda. Será que cabe no seu bolso?

Vamos aos custos iniciais

O primeiro passo é decidir entre comprar ou adotar seu futuro aumigo. Adotar é sempre a opção mais indicada entre as inúmeras ONGs que se propõem a cuidar dos direitos dos animais aqui na Irlanda. Afinal, muitos cãezinhos ainda estão sem um lar. Instituições de caridade que abrigam caninos na Ilha, como a DSPCA, ISPCA e Dog Trust promovem várias feiras de adoção ao longo do ano, basta seguir os perfis de cada uma no Facebook e conferir as próximas datas. A DSPCA, por exemplo, cobra uma taxa de 150 euros para efetuar a adoção e você poder ver como funciona todo o processo.

Agora vamos para a papelada. Antes de correr pro abraço, rolar na grama e tudo que tem direito, é preciso obedecer às leis irlandesas. Para oficialmente ter um cão na Irlanda, é preciso ser maior de 16 anos e pagar uma licença, que pode ser adquirida online ou no Post Office. São três tipos:

  • Licença anual e individual — 20 euros a cada 12 meses
  • Licença vitalícia — 140 euros
  • Licença para um número indeterminado de cães por um ano — 400 euros

Vale reforçar que a licença é obrigatória e quem for pego sem a documentação está sujeito a uma multa de 100 euros, que pode chegar até 2.500 euros ou, até mesmo, 3 meses de prisão.

Feita a licença, é hora do microchip

Desde 2015, a legislação irlandesa exige que todos os cães sejam microchipados, ou seja, é obrigatório que seja implantado no cãozinho um aparelho eletrônico do tamanho de um grão de arroz que serve como identificação. Muitas das ONGs e abrigos já incluem o microchipping na taxa adoção. De acordo com a Dog Trust, o preço do procedimento por fora pode variar entre 20 e 50 euros.

Ter um animal de estimação é uma decisão importante, principalmente durante o intercâmbio.

Custo de vida

Agora que finalmente o novo membro na família chegou, é preciso incluí-lo no planejamento financeiro mensal e anual. Afinal, você terá mais uma boquinha, ou melhor, um focinho, para alimentar. De acordo com a treinadora de cães Lisa O’Connel, os gastos se dividem em comida, “treats” ou “snacks”, acessórios necessários (como coleira, guia e cama, por exemplo), brinquedos, vacinas e remédios, banho e tosa, consultas veterinárias e atividades extras.

Segundo Lisa, que trabalhou durante 5 anos treinando cães e dando workshops na DSPCA, esses gastos vão variar de acordo, principalmente, com o tamanho e a raça do cachorro. “Banho e tosa, por exemplo. Alguns cães apresentam pelo baixinho, nada que uma escovada não resolva. Já outros precisam ser tosados regularmente, não só por questão estética, mas também higiênica. E um bom serviço pode ultrapassar a faixa dos 50 euros”, explica Lisa.

Preparamos uma tabela com os gastos anuais com base na nossa conversa com Lisa e informações do DSPCA. Dá uma olhada:

  • Comida e snacks 250 – 700 euros
  • Acessórios (ex: coleira, guia, cama) 75 – 250 euros
  • Brinquedos 25 – 150 euros
  • Veterinário 100 – 300 euros
  • Remédios, suplementos e vacinas 140 – 380 euros
  • Banho e Tosa 40 – 500 euros
  • Atividades extras (ex: treinadores e passeadores) – 150 – 500 euros
  • Licença anual – 20 euros

Sendo assim, os gastos anuais podem variar entre 800 e 2,800 euros, dando uma média de 1,800 euros por ano, um investimento de 150 euros por mês. Lembrando que cada raça tem suas particularidades e, portanto, necessidades diferentes. Infelizmente, somente no ano passado, quase 10 mil cachorrinhos foram entregues a abrigos ou coletados nas ruas após serem abandonados, de acordo com o Relatório de Controle de Cães divulgado pelo governo irlandês.

Vale lembrar também que um cachorro vive em média 15 anos, então é melhor pensar bastante antes de se responsabilizar por uma outra vida, certo? Mas sabemos que, no final das contas, ter um companheiro fiel sempre ao nosso lado não tem preço!

Larissa Fontes,

Jornalista, geminiana e curiosa. Dona de uma mente inquieta num corpo semi-sedentário de 20 e poucos anos. Sobrevive à base de café, música alta e papos de boteco. Acompanhe ela em @larifontes no Instagram.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

  • Como funciona o transporte público Irlanda x Europa

    Transporte Público

    Como funciona o transporte público Irlanda x Europa

    Basta chegar em Dublin para perceber que o transporte público muito difere do...

    Rubinho Vitti

    4 dias atrás

    Como funciona o transporte público Irlanda x Europa
  • Dez curiosidades sobre o Halloween

    Curiosidades

    Dez curiosidades sobre o Halloween

    Outubro é o segundo mês de maior faturamento do comércio irlandês e você...

    Colaborador E-Dublin

    4 dias atrás

    Dez curiosidades sobre o Halloween

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar