Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Mercado

Que tal trabalhar num destino ensolarado no verão europeu?

Elizabeth Gonçalves postou em 13 jun 2018

Já pensou em passar o verão europeu trabalhando em um destino ensolarado e paradisíaco na Europa?

A boa notícia é que este é o momento ideal para se conseguir um emprego temporário no continente europeu. Afinal, com a alta temporada entre os meses de junho e início de setembro, milhares de turistas do mundo inteiro viajam para estes destinos, o que aumenta a demanda por mão de obra.

Onde trabalhar?

Quem planeja passar o verão trabalhando na França, por exemplo, vale considerar cidades localizadas no litoral sul do país.

Banhadas pelo mar Mediterrâneo, Nice e Cannes, por exemplo, são alguns dos destinos mais populares durante a estação mais quente do ano, com resorts abertos até meados de setembro que, geralmente, buscam mão de obra extra para dar conta do aumento do fluxo de turistas.

Riviera francesa atrai milhares de turistas durante o verão. Foto: Pixattitude | Dreamstime

Riviera francesa atrai milhares de turistas durante o verão. Foto: Pixattitude | Dreamstime

A Grécia é outro excelente destino para se trabalhar durante o verão. Há uma grande quantidade de resorts, tanto no continente quanto nas ilhas. Além disso, em cidades como Atenas surgem vagas nas mais diversas áreas, por exemplo, em restaurantes, hotéis, bares, entre outros.

Outra opção é buscar vagas em cruzeiros, já que, neste período, diversos navios têm rotas que começam ou terminam em um porto grego.

A Itália é outro popular destino turístico na Europa durante o verão. Para quem procura vagas em cafés, restaurantes e hotéis, Roma apresenta vagas abertas praticamente o ano inteiro.

Durante o verão, cresce também o número de vagas em cidades como Veneza, Pompeia, entre outras.

Outro belo destino para se trabalhar durante a temporada é a costa mediterrânea da Espanha. Caracterizada pela presença de diversos resorts, várias vagas temporárias de emprego são criadas nesta região.

Em algumas áreas espanholas, também há vagas para guias de aventura e estudantes.

Resorts no litoral espanhol abrem vagas de trabalho no verão. Foto: Juan Moyano | Dreamstime

Resorts no litoral espanhol abrem vagas de trabalho no verão. Foto: Juan Moyano | Dreamstime

Durante o verão, o turismo também é forte na ilha de Chipre. Grego e turco são os idiomas locais. Entretanto, para se trabalhar no país durante o verão, basta ter um bom conhecimento do inglês, já que o contato com turistas é feito neste idioma.

A maioria das vagas estão disponíveis em cafés, bares, restaurantes, principalmente em áreas como Limassol, Larnaca, Paphos e Ayia Napa.

Como procurar emprego?

Uma das melhores maneiras de se planejar para passar a temporada de verão trabalhando em outro país é procurar vagas pela internet.

Websites, como o Season Workers, disponibilizam vagas por toda a Europa, sendo possível visualizar e candidatar-se às vagas.

Outros exemplos de portais que disponibilizam vagas temporárias no exterior são: Leisure Jobs, Summer Jobs Abroad, Hospitality Jobs Abroad, entre outros.

Foto: Designer491 | Dreamstime

Foto: Designer491 | Dreamstime

Uma opção mais arriscada, mas que pode ser bem eficiente, é viajar para o país onde você deseja trabalhar e procurar emprego enquanto estiver lá.

Em Chipre, por exemplo, pouquíssimas vagas são anunciadas na internet. Assim, o melhor método de se buscar um emprego por lá é se dirigir diretamente aos estabelecimentos e apresentar o seu currículo.

Visto de trabalho

Infelizmente, brasileiros com visto de turismo não têm o direito de trabalhar na Europa, e as vagas temporárias de trabalho sazonais também não são suficientes para garantir um visto de trabalho em muitos desses países.

Portanto, a maioria dessas ofertas de trabalho ficam restritas a europeus ou estrangeiros com nacionalidade europeia.

Visto de trabalho temporário pode ser burocrático. Foto: BILAL ALIYAR | Dreamstime

Visto de trabalho temporário pode ser burocrático. Foto: Bilal Alivar | Dreamstime

É claro que há exceções. Em Chipre, por exemplo, cidadãos de fora da União Europeia que pretendam trabalhar no país precisam de uma autorização de entrada para efeitos de emprego, bem como uma autorização temporária de residência e visto de trabalho concedido antes da chegada ao país.

Os trabalhadores sazonais em Chipre têm permissão para trabalhar por até quatro meses com suas autorizações iniciais, o que pode se estender por apenas quatro meses a mais, se necessário.

Como o processo de visto é burocrático, muitos empregadores acabam se desencorajando e destinando suas vagas a cidadãos europeus.

Brasileiros que planejam trabalhar na França, por exemplo, podem se beneficiar do visto férias-trabalho. Em vigor desde março deste ano, ele permite que brasileiros entre 18 e 30 anos morem e trabalhem no país por até um ano.

O visto é gratuito. Porém, é necessário apresentar carta de motivação, currículo e extrato bancário que comprove a posse de, no mínimo, 2500 euros.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Trabalho

Como é o mercado de trabalho em Malta?

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

3 dicas pra dar feedback

1 mês atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Dicas práticas para aproveitar eventos

2 meses atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Conhecendo Madrid com o Skyscanner

2 meses atrás, por Mah Marra
E-Dublin TV

Coordenador de recrutamento na Irlanda

2 meses atrás, por Edu Giansante
Trabalho

Engravidou? Conheça seus direitos trabalhistas na Irlanda

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves