Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Sua Carreira no Exterior

Que visto você precisa para trabalhar na Irlanda?

Tana Storani postou em 10 nov 2016

Stamp 1, 2, 4… mas que raios de stamps (vistos) vocês tanto comentam pela Irlanda? E, afinal, quais são os mais bacanas para conseguir aquela vaga de emprego?

Esse é o tema que a nossa consultora de carreira abordará nas próximas linhas!

Tenho o Stamp 2

Com o Stamp 2 infelizmente suas oportunidades de trabalho são mais limitadas. Isso porque poucas empresas tem interesse em recrutar profissionais com visto de estudante. O motivo principal é o fato de você só poder trabalhar até 20h/sem. durante o período de aulas e 40h/sem. apenas em meses específicos (entre os meses de maio e agosto; e entre 15 de dezembro e 15 de janeiro). Para a empresa essa matemática não é muito favorável, uma vez que  os contratos são full time e geralmente permanentes. Na maioria das vezes, contrata-se o profissional para seis ou um ano.

Reprodução: expressingthejourney

Reprodução: expressingthejourney

Apesar de mais escassos, existe empresas que contratam pessoas part-time para eventos e festas corporativas.  Trabalhos com tradução, modelo e vários outros serviços na área de entretenimento também entram na lista. Existe ainda a possibilidade de estágio não-remunerado, mas vale lembrar que isso não é garantia o emprego. A vantagem é que, apesar de ser uma espécie de voluntariado, ele já conta como experiência na área. E isso pode fazer toda a diferença na hora que você realmente estiver concorrendo para uma vaga full time.

Atualmente, a exceção é justamente para a turma de TI. Se você tem experiência sinta-se a vontade para enviar seu CV, mesmo se tiver apenas o visto de estudante. Outra coisa muito interessante é entrar em contato com programas tipo “Graduate Skills Conversion Programe” do governo que auxiliam estudantes nessa caminhada. A demanda são para as áreas de Software Development, Software Testing, Business Analysis, Project Management, Systems, Infrastructure and Networks.

Dica – O governo e as quatro melhores universidades públicas da Irlanda se juntaram com multinacionais de TI e formaram um centro chamado “Insight center for Data Analytics” onde eles analisam todos os trends de TI e produzem cursos e estágios nessa área. Entrar em contato com [email protected].
Além dessa iniciativa, há ainda outros canais de estudos que valem muito a pena ficar de olho, tais como: Technology Centre in Data Analytics – CeADAR, the Centre for Applied Data Analytics Research, 4C at UCC and DIT Applied Intelligence Research Centre (AIRC)

Acabei de pegar o Stamp 4

Que maravilha!! Mas, apesar de te dar mais chances, construir uma carreira não é assim tão fácil. O Stamp 4, concedido Que maravilha!! Mas, apesar de te dar mais chances, construir uma carreira não é assim tão fácil. O Stamp 4, concedido aqueles que se casam ou possuem relacionamentos de fato com irlandeses, abre a porta do mercado full time, mas não pode-se valer apenas disso. Mesmo com experiência na sua área de atuação, a minha recomendação é que você invista em cursos aqui na Irlanda. Há vários deles, como em business, customer service, Payroll (Ipass), RH (CIPD) etc. Curso de business não tem erro, muitas vagas de emprego pedem pelo menos um diploma de business (diploma na Irlanda é de 1 ano). Eu vou bater muito na tecla de investir em estudo, pois assim você também aprende o Business English que é completamente diferente do que se aprende na rua.

Com um visto que te possibilita mais oportunidades, primeira coisa a fazer é criar ou melhorar seu perfil no Linkedin e começar a participar das discussões de empregos. Faça Networking, entre em contato com agências de recrutamento, como Sigmar, Adecco, CPL, Noel, ManPower recruitment e comece a fazer contatos. Invista no seu Cv e faça com que ele apareça em todos os websites de emprego na Irlanda.

Além do cv certo, busque também indicação de outros profissionais, principalmente de brasileiros que já atuam em multinacionais e também possuam perfis no LinkedIn. E o mais importante de tudo, não se deixe desmotivar quando ouvir os primeiros “não”, se uma empresa não te contrata outra pode te contratar. Faz parte do processo.

Stamp 1

Isso tudo também vale para quem acabou de pegar o STAMP 1. Resumidamente, existem variáveis para o Stamp 1, o green card mesmo entra dentro desse segmento. Ele também é concedido para pessoas que são casados com as que possuem o Irish Green Card. Antigamente não se podia trabalhar com esse visto, mas agora o governo permite que pessoas Stamp 1 por serem casadas com quem tem Green card trabalhem full time na Irlanda e o melhor de tudo é que as empresa não precisam gastar nem um centavo para dar entrada na papelada. A única coisa chata é que você primeiro precisa arrumar o trabalho e uma empresa que esteja disposta a dar entrada no processo para você.

O interessante é que muitas empresas aqui na Irlanda não sabem dessa nova lei do Stamp 1, e acabam restringindo candidatos, por isso esteja preparado para educar muitas empresas em relação a isso. O lado negativo é que o processo é um pouco longo, pode demorar em torno de 3 meses para conseguir a permissão de trabalho full time, o  que acaba atrapalhando muito em alguns processos de emprego.
Saiba mais no Citizens Informations website dentro de “Work permits for spouses and dependants of employment permit holders”

Acabei de pegar a Cidadania Européia

Que bênção! Minha dica é a mesma para os Stamp 4, mas agora que voce é europeu use e abuse do governo. Existem mais de 10 tipos diferentes de programas que ajudam o europeu na hora da procura de emprego. Eles são bem específicos e possuem regras e requisitos diferentes.

As duas mais interessantes é o jobBridge, Mature Education e o Back to Education Allowance. O JobBridge é um programa que ajuda europeus a conseguir estágios pagos em áreas específicas em multinacionais. Conheço pessoas que estão super bem hoje e que começaram pelo JobBridge. O governo paga em torno de 200 euros por semana e algumas empresas também oferecem ajuda de custo semanal.
O Back to Education Allowance disponibiliza no máximo de €160 por semana como ajuda, sendo que o profissional pode procurar outro trabalho part time. O governo também disponibiliza bolsa de estudos. Mas para tudo isso é necessário estar inscrito no FAS. Outra opção é o mature education.
Não se contente apenas com a Irlanda, existem milhares de empresas procurando Brazilian speakers para trabalhar em diversas vagas na Grécia, Gibraltar, Polônia, Hungria e Londres. Se jogue no mundo, mesmo que for 6 meses de experiência, vai valer muito a pena pois você vai ter o primeiro contato com multinacionais na Europa.  Fique de olho em vagas no Linkedin e no TopLanguagejobs. Pense que agora a Europa é sua e quem faz seu caminho é você. Portanto invista!!

Tana Storani
Contato: ie.linkedin.com/in/tanasstorani

Ficou com vontade de fazer intercâmbio e trabalhar no exterior? Comece por aqui!

Sobre o Autor


Atuando há mais de três anos na área de recrutamento e seleção na Irlanda, Tana chega ao E-Dublin para falar sobre empregabilidade. Como colunista do "Sua Carreira no Exterior" ela vem compartilhar com vocês, alguns dos meandros para tornar a sua chegada ao mercado internacional mais curta e possível.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Trabalho

5 novidades na área de tecnologia na Irlanda

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

5 vagas para fluentes em português na Irlanda

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Economia

Entenda os impostos que pagamos na Irlanda

7 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Posts Essenciais

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

7 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

5 áreas carentes de profissionais na Irlanda

9 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Vistos

Vai tirar o GNIB? Entenda o que mudou

12 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Vistos

Irlanda muito além do visto de estudante

12 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Política

Nepotismo na Irlanda

1 ano atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

Procura-se fluentes em português

1 ano atrás, por Elizabeth Gonçalves