Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dublin

Roteiro para entender melhor a história de Dublin

Elizabeth Gonçalves postou em 28 set 2015

Christ Church é um dos legados da era viking em Dublin. Reprodução: Wikipedia

Christ Church é um dos legados da era viking em Dublin. Reprodução: Wikipedia

Dublin é citada na maioria dos posts que publicamos aqui, mas, quando se trata de história, o que você sabe sobre o passado da capital irlandesa?

Como você já pode imaginar, a história de Dublin é bem antiga, tendo seu início há mais de mil anos.

Para começar, o nome da cidade vem do gaélico Dubh Linn, que significa “lago negro”. Isso acontece porque o encontro entre os rios Liffey e o Poddle formava um poço escuro e profundo na parte traseira do Dublin Castle, onde hoje temos um belo jardim.

A cidade é uma das mais antigas capitais europeias fora das áreas que integravam o Império Romano.

As origens de Dublin como cidade estão diretamente ligadas aos vikings, já que estes foram responsáveis pela gênese urbana da cidade.

Vikings

Região onde hoje temos o jardim do Dublin Castle marcava o encontro dos rios Liffey e Poddle, dando origem ao nome da cidade

Região onde hoje temos o jardim do Dublin Castle marcava o encontro dos rios Liffey e Poddle, dando origem ao nome da cidade

Os vikings eram aventureiros navegadores da Escandinávia (Noruega, Suécia e Dinamarca). No fim do século 8 eles começaram a expandir seus poderes fora da Escandinávia e a viajar. Foi então que, de 795 a 836, esses vikings, sendo a maioria de origem norueguesa, vieram para a Irlanda. Primeiramente eles chegaram aqui como invasores, roubando as riquezas dos monastérios e também capturando prisioneiros que vendiam como escravos na Escandinávia.

Foi apenas a partir de 841 que os invasores começaram a se tornar comerciantes e artesãos, criando os primeiros assentamentos em Dublin, ao redor de onde temos atualmente a Christ Church. Pode-se dizer que a partir desse assentamento Dublin começou a se desenvolver como um centro urbano.

Escavações arqueológicas realizadas no país durante os anos 1970 e 1980 descobriram materiais que provam como naquele período Dublin cresceu como uma cidade organizada. Estima-se também que cerca de 200 casas foram construídas durante os séculos 10 e 11.

Durante esse período, os vikings se misturaram e se casaram com nativos irlandeses. No fim do século 12 chegou a Dublin mais um grupo de vikings, os anglo-normans. Foram eles os responsáveis por grandes construções, como o Dublin Castle, a Christ Church, além dos muros que cercavam a cidade.

Parte remanescente do muro de Dublin fica localizado próximo à Thomas St. Foto: Elizabeth Gonçalves

Parte remanescente do muro de Dublin fica localizado próximo à Thomas St. Foto: Elizabeth Gonçalves

Crescimento e declínio

Por volta do ano 1300 grandes subúrbios começaram a crescer fora dos muros da cidade e Dublin passou a se desenvolver num grande centro urbano.

Nesse período, estima-se que a população da cidade chegou a 10 mil pessoas. Essa fase de expansão econômica durou até o começo do século 14.

Nas primeiras décadas do século 14, a Dublin medieval começou a enfraquecer. Um dos principais motivos para isso era a ameaça de invasão pelos escoceses. Como consequência, foi ateado fogo em grande parte da cidade localizada fora dos muros, ao redor de onde hoje temos a Thomas Street e a St. Patrick’s Catedral. Esse incêndio destruiu grande parte do subúrbio.

Economicamente devastada, a situação de Dublin piorou com a fome e a peste negra, quando a população foi devastada e levou séculos para se recuperar, principalmente por causa dos recorrentes surtos da doença.

Domínio britânico

Imagem simula como era Dublin no século 16. Reprodução: Irish Archaeology

Imagem simula como era Dublin no século 16. Reprodução: Irish Archaeology

Dos séculos 14 a 18, Dublin foi incorporada a coroa britânica. A cidade voltou a prosperar no século 16, quando, inclusive, foi fundada uma das mais antigas universidades britânicas, a Trinity College. Esse período é marcado também pela determinação do governo de que Dublin seria uma cidade protestante, obrigando as duas principais igrejas, a Christ Church e a St. Patrick’s, a se converterem à religião seguida pelos ingleses.

A partir do século 16, Dublin cresceu muito, tornando-se a segunda maior cidade do Império Britânico. Já no século 18 a cidade começou a se moldar ao que conhecemos hoje, principalmente no quesito arquitetura.

Atualmente, poucos prédios medievais ainda se encontram em pé na cidade. Entre eles estão a St. Patrick’s Cathedral, a Christ Church e a St. Audoen’s Church. O Dublin Castle foi reconstruído no século 18, mas ainda mantem duas das suas clássicas torres.

Para saber mais – Sugestões de leitura:

Dublinia – The history of Medieval Dublin (Autores: Howard Clarke, Sarah Dent e Ruth Johnson)
Dublin Through Space and Time (Autores: Joseph Brasy e Anngret Simms)

Onde ir:

Museu Dublinia – St. Michaels Hill, Christchurch, Dublin 8
Viking Splash Tour – Local de partida: St Stephens Green North, Dublin 2 – mais informações aqui.

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Trabalho

Taxa de desemprego na zona do Euro é a menor desde 2009

2 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Publicidade

Mude sua Vida em 2018

5 dias atrás, por Publicidade E-Dublin
Cultura

Irlanda, álcool e mulheres

1 semana atrás, por Deby Pimentel
Publicidade

Seu intercâmbio na Irlanda de cara nova

2 semanas atrás, por Publicidade E-Dublin
Saúde

Hospitais irlandeses aumentam taxa de atendimento emergencial

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Transporte

Student Leap Card: Você já adquiriu o seu?

3 semanas atrás, por Deby Pimentel
Essenciais

P60 e reembolso do imposto de renda na Irlanda

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Serviços

Saiba o que funciona ou não neste fim de ano em Dublin

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Cultura

Você já ouviu falar no Workaway?

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

Saiba como viajar barato para os Estados Unidos

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves