Siga o exemplo de Copenhague: vá de bike

Siga o exemplo de Copenhague: vá de bike

Colaborador E-Dublin

3 anos atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

bikes_AvanyFranca

Foto_Avany Franca

Uma cidade construída para os ciclistas. Essa é a sensação de quem visita Copenhague, capital da Dinamarca. São 350 km de ciclovias de faixas largas distribuídas pela cidade, garantindo a segurança de quem pedala.

Segundo dados da prefeitura de Copenhague, 55% dos moradores do centro utilizam a bike como transporte oficial no dia a dia. Apenas 11% dessas pessoas escolhem o carro. A pesquisa engloba mais de 50 mil pessoas, que residem na área central. O interessante é que, mesmo no inverno, embaixo de neve e muitas roupas, 70% dos ciclistas continuam pedalando pela cidade. A bicicleta transformou-se em uma questão cultural e de qualidade de vida. E essa história de circular sobre duas rodas na Dinamarca começou há muito tempo. Por volta de 1800, as bicicletas surgiram discretamente sendo utilizadas para recreação e esportes, principalmente pela alta sociedade e homens. No entanto a magrela acabou conquistando o público em geral, tornando-se popular rapidamente nas demais classes sociais.

Bem-estar + economia – para a cidade e para os ciclistas

shutterstock_325569101

Crédito: Shutterstock

Além de ser um meio de transporte que promove a saúde de quem o utiliza, a bike é muito mais econômica para o ciclista e para a cidade. Manter a infraestrutura de uma ciclovia é muito mais barato e fácil, pois não há muitos acidentes graves. Além disso, a bicicleta não emite poluentes e é um ótimo exercício, o que diminui os gastos com a saúde pública da capital. Com base nesses dados, a prefeitura concluiu que Copenhague ganha € 0,40 a cada quilômetro pedalado.

Para garantir que essa realidade só melhore, a prefeitura criou o “Free City Bike”, um empréstimo gratuito de bicicletas para pedalar pelo centro da cidade. Usar esse sistema público é simples: é só colocar uma moeda de 20 coroas dinamarquesas em um dos postos da Free City Bike. Ao devolver a bicicleta, bônus: sua moeda vem junto!

Dublin Bikes

shutterstock_251165203

Crédito: Shutterstock

E aí, ficou animado para rodar por aí de magrela? Pois Dublin também possui um bom sistema de bikes e ciclofaixas. Inclusive, se você mora no centro, não precisa nem ter a sua própria bicicleta. Basta fazer o “Dublin Bikes”, as famosas bicicletas de aluguel da capital irlandesa.

Porém, diferentemente de Copenhague, por aqui é preciso pagar para utilizar essas bikes. Mas o valor é meramente simbólico: a assinatura anual custa apenas € 10.00. Ou seja, dentro deste período, você pode usar as bicicletas públicas sempre que quiser, várias vezes ao dia. A única restrição é o tempo de pedalada, que não pode passar de 30 minutos contínuos.

Interessado? Dê um pulinho no site da Dublin Bikes e faça a sua assinatura anual! No site você também encontra mais informações sobre o serviço. Bora pedalar!

Mas, antes de sair pedalando por ai saiba as regras para ciclistas na cidade de Dublin e veja o vídeo do E-Dublin TV sobre a praticidade de se andar de bike aqui em Dublin.

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar