Tempestade Ellen causa estragos na Irlanda

Tempestade Ellen causa estragos na Irlanda

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Pelo menos 130 mil casas foram atingidas com falta de energia por causa da tempestade Ellen, que passa pela Irlanda nesta semana. Ventos fortes e chuvas foram responsáveis por estragos principalmente no condado de Cork, mas também em Tipperary, Westmeath, Longford e Limerick.

Árvores caíram em carros e bloquearam rodovias, causando atrasos no transporte público, além de registros destelhamentos e alagamentos. A tempestade foi considerada a maior no país em 2020, principalmente no sul e no oeste, com ventos chegando a 143 km/h.

De acordo com reportagem do Irish Times, o número de locais sem energia chegou a quase 200 mil, mas o trabalho de equipes durante a madrugada fez com que a eletricidade voltasse em boa parte das casas e empresas.

O Met Éireann, instituto meteorológico da Irlanda, segue alertando com o status amarelo em boa parte da ilha entre esta quinta-feira, 20 de agosto, e sexta-feira, 21, com chuvas, ventos e trovões.

O status amarelo para chuvas está vigente até às 5h de sexta em toda a Irlanda. Já para os ventos fortes, o alerta vai para os condados Dublin, Louth, Wexford, Wicklow, Meath, Cork, Kerry e Waterford, entre 17h de quinta e 5h de sexta.

 

Leia também: Como o aquecimento global afetará a Irlanda?

Segundo a previsão, haverá chuvas pesadas ao longo da Irlanda, com muito vento e temperaturas chegando aos 20 graus, com mínima de 12 até a sexta-feira.

De acordo com informações da RTÉ, a ESB Networks Operations, que opera a eletricidade na Irlanda, afirmou que a tempestade Ellen foi a terceira maior causadora de problemas na rede irlandesa dos últimos anos, perdendo para a tempestade Ophelia, que causou estragos em outubro de 2017. No entanto, Ellen foi a tempestade de maior estrago registrada na Irlanda em 2020.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar