TikTok vai criar 200 novos empregos na Irlanda

TikTok vai criar 200 novos empregos na Irlanda

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Já operando com cerca de 900 funcionários em Dublin, o aplicativo chinês de compartilhamento de vídeos TikTok vai abrir mais 200 vagas de emprego até o início de 2021 na ilha. As novas funções serão nas áreas comercial e confiança, privacidade e proteção de dados.

No início do ano, a empresa abriu o Safety Hub em Dublin, escritório de segurança. Conforme o E-Dublin noticiou, o plano, segundo a empresa, é estabelecer na cidade a sede europeia, funcionando até 2022. Serão 420 milhões em investimentos no país.

Escritório do TikTok na Irlanda terá 200 novas vagas de emprego até 2021. Foto: Unsplash

O Taoiseach (primeiro-ministro irlandês) Micheál Martin afirmou que o TikTok é “uma história de sucesso incrível”. “Sua ascensão global foi espelhada por seu crescimento impressionante na Irlanda – de apenas vinte funcionários no início de 2020 para mais de 900 hoje”, disse.

Para Martin, os empregos criados na Irlanda pelo TikTok são “de alta qualidade, mas, mais especificamente, têm como objetivo garantir que as pessoas possam usar o aplicativo com segurança, mantendo os mais altos padrões de proteção de dados”.

“A decisão da TikTok de construir um novo data center na Irlanda criará centenas de novos empregos, e o investimento confirma a qualidade da força de trabalho irlandesa, ao mesmo tempo em que destaca o compromisso do governo em manter a Irlanda na vanguarda da inovação digital”. Micheál Martin, primeiro-ministro da Irlanda.

Segundo o informações da empresa, mais de 100 milhões de europeus acessam o TikTok todos os meses.

É possível encontrar vagas de emprego no site do TikTok ou no LinkedIn, além de ficar de olho em sites de emprego irlandeses.

Leia também: Trabalhar na Irlanda: regras, vistos e profissões para brasileiros

TikTok luta contra o tempo para se manter nos EUA

O anúncio das novas vagas de emprego surgem quando a empresa chinesa ByteDance tem até amanhã para reestruturar a propriedade do aplicativo nos Estados Unidos, como forma de atender às preocupações de segurança dos EUA impostas pelo presidente Donald Trump.

O TikTok pediu ontem a um tribunal de Washington para impedir a ordem do governo que busca proibir o aplicativo nos Estados Unidos, pedindo mais 30 dias. Entre as exigências está a venda do aplicativo para uma empresa americana atuar nos EUA.

 

Foto de capa: Franck/Unsplash

 

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar