Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Cultura

Vai aposentar? 6 países europeus ideais para a sua aposentadoria

Deby Pimentel postou em 26 fev 2018

A aposentadoria chegou e é hora de curtir a vida? Se você se encaixa neste perfil, viver no exterior pode ser uma forma de expandir os horizontes culturais: conhecer novos lugares, fazer novos amigos e até aprender um novo idioma.

Viver no exterior é uma nova oportunidade para os aposentados, segundo ranking. Crédito: Ammentorp | Dreamstime

Viver no exterior é uma nova oportunidade para os aposentados, segundo ranking. Crédito: Ammentorp | Dreamstime

Com o crescente número de aposentados ativos pelo mundo, a revista International Living, criou o Índice Global de Aposentadoria, um ranking com pontuação de 0 a 100 que elege os melhores países para quem planeja viver no exterior considerando critérios como: valor de imóveis para compra ou aluguel, benefícios fiscais e descontos para aposentados, vistos de residência, custo de vida, facilidade de adaptação, entretenimento para aposentados, sistema de saúde, estilo de vida saudável, infraestrutura e clima.

Entre os 10 primeiros lugares, 7 deles estão nas Américas (Sul e Central), porém, também fazem parte dos Top 10, Espanha, Malásia e Portugal. Selecionamos os países da Europa que são considerados os 6 melhores para se viver como aposentado.

1. Portugal

Algarve, no sul de Portugal, estância turística que recebe muitos aposentados. Crédito: Anobis | Dreamstime

Algarve, no sul de Portugal, estância turística que recebe muitos aposentados. Crédito: Anobis | Dreamstime

Além da familiaridade com a língua e com os costumes, Portugal ocupa a sétima posição do ranking internacional e o primeiro país europeu. Trata-se de um país relativamente barato se comparado a outros, embora o Euro esteja com a cotação nas alturas. Possui clima ameno e tem, na região do Algarve, ao sul, um dos locais com a maior concentração de aposentados. Outra vantagem, é que o país pode servir como ponto fixo para quem deseja conhecer o restante da Europa.

O governo português tem o programa de Residente Não Habitual (RNH), que garante aos aposentados estrangeiros a isenção de impostos por 10 anos no país europeu. Para isso, é necessário alugar ou comprar um imóvel e residir por pelo menos 180 dias por ano por lá. Também é necessário que o solicitante não tenha residido em território português nos cinco anos anteriores ao pedido.

Portugal também tem um visto de residência especial para aposentados que comprovarem renda de ao menos um salário mínimo português (pouco mais de 640 euros), acrescido do valor de meio salário para casais (960 euros).

2. Espanha

Madrid, na Espanha, um dos locais para viver como aposentado. Crédito: Meinzahn | Dreamstime

Madrid, na Espanha, um dos locais para viver como aposentado. Crédito: Meinzahn | Dreamstime

Na segunda posição entre os países europeus (9ª no ranking mundial), a Espanha se destaca pela infraestrutura de referência, com transporte público eficiente e estradas bem conservadas, além de clima favorável e um extenso litoral.

O governo concede vistos para aposentados após a apresentação de uma renda fixa de cerca de 2,2 mil euros e o pagamento de um plano de saúde particular por pelo menos 2 anos – após esse período é possível solicitar cidadania europeia e desfrutar do sistema como cidadão. No caso, porém, de ir acompanhado, deverá arcar com sustento de cada familiar no valor de € 532,51, que igualmente não terá permissão para trabalhar até conseguir a cidadania.

3. Itália

Fontana di Trevi, em Roma: país oferece ótimo sistema de saúde. Créditos: Pixabay.

Fontana di Trevi, em Roma: país oferece ótimo sistema de saúde. Créditos: Pixabay.

O país foi eleito o 11º do ranking e é o 3º mais bem votado da Europa. Foi escolhido pelo clima agradável, sendo um dos melhores em sistema de saúde, segundo a Organização Mundial de Saúde. A Itália apresenta um custo de vida razoável – viver em Roma e Milão, por exemplo, pode ser equiparado ao custo de vida de cidades como Rio e São Paulo.

4. Malta

Malta oferece águas mornas e clima favorável. Crédito: Mirko Vitali | Dreamstime

Malta oferece águas mornas e clima favorável. Crédito: Mirko Vitali | Dreamstime

Com clima favorável – o sol brilha 300 dias por ano, com temperatura média em torno de 19°C – Malta ocupa 13ª posição do ranking, sendo o 4º país da Europa para destino dos aposentados. Tem a língua inglesa como oficial e os serviços médicos são bem acessíveis: uma visita ao clínico geral custa, em média, US$ 20, enquanto que a um especialista, US$ 65.

5. França

Boa comida e paisagens lindíssimas. A França é sempre um lugar a ser considerado para viver ou visitar. É o 15º país segundo o ranking mundial e o 5º da Europa. Morar em Paris é tão caro quanto em diversas outras grandes cidades, embora o serviço de saúde seja barato e de alta qualidade. As pequenas cidades do interior são destinos a serem considerados para viver, com custos mais acessíveis.

A França concede visto para aposentados que atenderem aos requisitos, como comprovação da aposentadoria e de condições de subsistência.

6. Irlanda

Dingle, em Kerry, ao sul da Irlanda, é indicada para aposentados. Crédito: Gunold | Dreamstime

Dingle, em Kerry, ao sul da Irlanda, é indicada para aposentados. Crédito: Gunold | Dreamstime

O sexto país da Europa e o 19º de acordo com o ranking da revista International Living, aponta a Irlanda como um bom lugar para se viver graças às quedas no custo de vida no interior e a melhoria da infraestrutura. Entre os locais mais indicados para os aposentados, estão a vila de Dingle, em Kerry, ao sudoeste da Ilha, e a estância vizinha de Ballybunion.

A Irlanda concede a permissão para aposentados por meio do Stamp 0 (até 90 dias) ou 3 (mais de 90 dias). Com estes vistos, não é possível abrir um negócio ou atuar no mercado de trabalho, nem estudar até a data especificada pelo oficial de imigração, além de outras comprovações serem necessárias.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Jornalista com MBA em Marketing e Empreendedorismo, Débora Pimentel é uma paulistana apaixonada por fotografia, gastronomia e tecnologia. Uma virginiana que adora novas culturas e desafios. Acredita que a informação é sempre a melhor maneira de transformar sonhos em possibilidades.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Posts recentes

Esportes

Já pensou em surfar na Irlanda? Seu destino é Bundoran

5 dias atrás, por Colaborador E-Dublin
Crônicas

Amor no intercâmbio

1 semana atrás, por Colaborador E-Dublin
Eventos e Festivais

Bloomsday Festival 2018

1 semana atrás, por Ávany França