Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

Vai passar a noite no aeroporto? Anote aí!

postou em 01 dez 2014

Dormir no aeroporto? Nem pensar!

Aposto que essa é a resposta de 8 em cada 10 intercambistas de primeira viagem, mas quando você começa a se viciar em desbravar o Velho Mundo, automaticamente perceberá que nessa rotina de mochila inclue algumas concessões necessárias, sobretudo quando se está vivendo com a grana apertada.

Quer um exemplo?

Para quem escolhe Dublin como destino, as opções de voos partindo da cidade para outros países são inúmeras, mas depois de um ano em solo verde, você, que veio sedento pelos carimbos novos no passaporte, perceberá que daquela lista imensa de destinos praticamente todos já foram visitados. O mais comum nesses casos, especialmente no segundo ano de intercâmbio, é começarmos a pensar em outras alternativas.

É justamente aí que aquela dormida básica no aeroporto acaba se tornando inevitável. Quem, por exemplo, já não apostou naquele voo as 6h partindo de Londres para o destino dos seus sonhos e teve que sair da Irlanda no último voo do dia para encarar a madrugada no London Stansted?

Por isso, o E-Dublin preparou uma lista de dicas para o dia em que você precisar desse pernoite “exótico”.

1. Leve máscara na mala

IMG_7208

Crédito: Ávany França

Se você acha que essa história de máscara para dormir é pura bobagem, espere até você ter que enfrentar uma noite em claro em London Stansted esperando por aquele voo às 6h da manhã.

Você chega lá achando que vai conseguir simplesmente fechar os olhos para tirar aquele cochilo, mas logo percebe que estava enganado, pois apesar de o aeroporto interromper o embarque na madrugada, o movimento é constante e a claridade é impressionante. Vá por mim: esse pedacinho de pano fará toda a diferença e custa apenas 2 euros nas lojinhas de Euro na Irlanda.

Nosso colega da foto acima, que eu encontrei dormindo no aeroporto de Singapura, estava mais do que preparado para a noite no aeroporto, já que o casaco com capuz também pode ajudar muito, já que além de aquecer, pode servir para cobrir os olhos.

2. Fones de ouvido

O “vai e vem” nos aeroportos durante a madrugada é impressionante, sobretudo dos funcionários que fazem a manutenção e o reabastecimento das lojas. Então aperte o “play” naquela música mais tranquilinha e confie, pois tudo dará certo! 

IMG_7202

3. “Mochila-travesseiro”

Aqui vale como um dois em um. Brasileiro que se preze nunca relaxa com seus pertences, nem mesmo após anos na Europa, imagina dormindo em um lugar público?

Aí vem a dupla função da mochila ou da mala de viagem:

Primeira: ela funciona como travesseiro.

Segunda: garante a segurança.

Afinal, se algum espertinho quiser tirar vantagem da sua soneca, dificilmente conseguirá roubá-la sem que você perceba. Vai saber, né? Dizem que o seguro morreu de velho!

4. De olho nos restaurantes e cafés

Pensa bem: você chegará tarde no aeroporto e sabe que terá “algumas muitas” horas de espera pela frente. Sabe que os bancos dos aeroporto geralmente não são os mais confortáveis. Você também notará muita gente assim como você estará procurando por um cantinho para encostar e dormir, portanto, seja esperto!

Fique de olho em bons spots para aquele cochilo. Boa parte dos restaurantes e cafés fecha depois de 0h, mas se você chegar lá próximo desse horário, se sentar e pedir uma água, suco ou qualquer coisa que te torne um cliente, talvez você possa desfrutar do conforto das poltronas ou dos sofás, a exemplo do Burger King, que se transformarão em uma luxury bed for you.

5. Escolha bem a sua toalha de viagem

IMG_7204

Crédito: Ávany França

A palavra “mochileiro” vem quase sempre atrelada às “companhias aéreas low cost”. Com elas, como se sabe, ou se embarca light ou o “custo-benefício” acaba não compensando. É nessas horas que selecionar os itens da mala para otimizar espaço faz toda a diferença.

A toalha, por exemplo, geralmente é pequena, quase um fiapo (coitada!), mas se você está considerando passar a noite em aeroportos, levar uma toalha melhor e mais felpuda pode ser uma boa ideia, pois ela poderá terá uma função extra, a de cobertor.

Ah! e uma coisa é certa: depois da primeira experiência na madrugada em um aeroporto qualquer, você possivelmente dirá para si mesmo que nunca mais passará pela mesma situação. Mas assim como dois mais dois são quatro, tenho quase certeza de que você se esquecerá dessa promessa assim que encontrar aquela passagem a preço de banana saindo no primeiro horário da manhã.

Este texto foi revisado por Camilla Gómez em Novembro/2014.

Sobre o Autor


Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Dicas de Viagem

5 cidades francesas que vale a pena conhecer

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Passeando pela Islândia – All That Jess#70

2 anos atrás, por Tarcisio Junior
Dicas de Viagem

Por que Bruges encanta tanto os brasileiros?

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves
Meu Intercâmbio

O intercâmbio me transformou em um viajante

2 anos atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Descubra as maravilhas de Roterdã, na Holanda

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves
Pra Onde Ir

Paris para Mochileiros. Se liga nessas dicas

3 anos atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Amsterdã em dez atrações

4 anos atrás, por Colaborador E-Dublin

Posts recentes