Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

Vai viajar pela Europa? Cuidado com o tamanho da mochila

Colaborador E-Dublin postou em 18 abr 2017

Já está tudo decidido! O destino que você irá conhecer nas férias, a grana que você juntou e até as passagens já foram compradas. Roteiro na mão, reserva da hospedagem, seguro viagem, tudo ok. Agora é a hora de arrumar as malas – e esse é um item que merece muita atenção.

TRIP 2016 052

Para Fabiano Araújo, saber escolher a mochila certa pode fazer uma grande diferença nas viagens. Arquivo Pessoal

Para mochilar pelo mundo, fazendo viagens independentes, econômicas e que ficarão gravadas para o resto da sua vida em suas memórias, a última coisa que um mochileiro precisa é ter uma mala ou mochila que virará um peso durante a viagem.

Então, não importa se você vai realizar o tour de mochila, mala comum, ou mala de rodinha: menos é mais! And I mean it!

shutterstock_520926625

Vamos arrumar as malas? Foto: Shutterstock

Quando comecei a embarcar nessa história de mochilar com mais frequência, eu usava um mochilão enorme. Dava para carregar a casa inteira. Acredito que se tivesse um pônei na sala de casa, eu o colocaria dentro pensando: “vai que eu precise!”.

Com o tempo, você vai percebendo que não precisa de tanta coisa assim. E não foi diferente comigo!

Diminuir o tamanho da mochila foi a melhor coisa que fiz. Hoje, quando caio na estrada, levo na minha mochila apenas coisas que irão tornar a minha vida mais prática. Quando quero algo mais confortável, escolho uma mala de rodinhas, mas continuo mantendo apenas o essencial.

A gente pode estar no auge da forma física, se sentindo um atleta olímpico, mas ficar carregando vinte quilos nas costas por muito tempo é ruim e dói de verdade.

Confesso que me peguei várias vezes olhando para as rodinhas alheias com aquela inveja. Então aprendi a otimizar minha mochila levando em consideração os itens abaixo:

1. Está na dúvida se aquela roupa ou equipamento será útil em sua viagem? Tenha certeza que não será. O que é necessário não te deixa em dúvidas.

2. O problema de uma mochila grande é que a gente sempre vai querer encher só pra não deixá-la vazia. Nesses casos, vale investir em uma mochila menor.

shutterstock_521879479

O tamanho da mochilha também faz diferença, não só o seu conteúdo! Foto: Shutterstock

3. Se tem uma realidade que acompanha todo mochileiro, é a estadia em hostels (albergues). Por segurança, quase sempre escolhemos aqueles com sistema de lockers, onde podemos deixar nossos pertences sem receio deles sumirem. Porém, se você tiver aquele mega mochilão, dificilmente ele caberá no guarda-pertences.

4. Além disso, todo mochileiro tentará maximizar ao máximo as viagens, visitando todos os destinos possíveis e imagináveis que encontrar pelo caminho. Nessa pegada, ter que deixar a mochila em um guarda-volumes qualquer na estação de trem, no aeroporto e rodoviárias será quase uma certeza. O problema é que quase sempre se cobra por tamanho ou peso. Então, mesmo que o espaço seja grande o suficiente, se você tiver aquele “pônei da sala” dentro dela, terá que pagar muito mais.

5. Ter virado um mochileiro também me ensinou que menos é mais! Porque você pode até jurar de pés juntos que a mochila não está tão pesada assim, mas depois de andar pelo terminal do aeroporto até o seu portão de embarque, ou tentando encontrar o endereço do hostel, os quilos extras certamente farão diferença.

shutterstock_520633159

Planejamento é sempre a palavra chave! Foto: Shutterstock

No mais, o importante é dar asas para sua imaginação. Lembre-se que o desprendimento é uma característica básica para quem decide viajar pelo mundo e isso deve começar na hora de fazer as malas. Então desfrute com moderação e boa viagem.

Sobre o autor:
Crédito Samantha Camelo Fabiano de Araújo é gaúcho de carteirinha, mas catarinense de coração. Formado em Comércio Exterior, trabalhou 10 anos com exportação. Um belo dia resolveu largar tudo e encarar um intercambio próximo dos 40 anos, como forma de entrar na melhor idade realizando sonhos. Amante por viagens inesperadas está sempre com uma mochila pronta para encarar desafios. Resolveu compartilhar de sua aventura com os demais por acreditar que nunca é tarde para realizar sonhos.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para jornalismo@e-dublin.com.br

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Dicas de Viagem

Compensa viajar de carro pela Europa?

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

Conheça a Alemanha de trem e sem gastar muito

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Outros

Dublin ocupa 34ª posição em ranking de qualidade de vida

4 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

5 razões para você celebrar a primavera europeia

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Vai viajar pelo exterior? Viaje leve

5 meses atrás, por Carol Braziel
Essenciais

Arrumando as Malas: O que levar na sua bagagem?

6 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

5 cidades francesas que vale a pena conhecer

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

Vai esquiar? Fique atento a essas dicas

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Bebidas

Onde encontrar as cervejas mais baratas da Europa?

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves