Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Pra Onde Ir

William Yeats e o turismo literário em Sligo

Colaborador E-Dublin postou em 15 jul 2017

Ao lado esquerdo da igreja de pedra, no cemitério de Drumcliffe – situado em uma pequena cidade na costa oeste da República da Irlanda – está a sepultura do maior poeta da história da Ilha Esmeralda: William Butler Yeats.

Sligo, onde Yeats viveu parte de sua vida. Foto: Pixabay

Sligo, onde Yeats viveu parte de sua vida. Foto: Pixabay

Com apenas aproximadamente 30 mil habitantes, ruas charmosas cortadas por canais e habitadas por casinhas e cafés coloridos, é embriagante a sensação de estar neste pequeno lugar, cuja missão é respirar as palavras de um poeta, mesmo após 78 anos de sua morte. Em cada montanha, em cada lago, em cada pequena flor margeando a estrada, após cada praia, é possível captar toda a atmosfera transformada por ele em poesia para celebrar sua terra.

Sligo, a sede do Condado homônimo, venera William Yeats. Lá é possível visitar, além da sua sepultura, um charmoso café com souvenirs em sua homenagem e uma pequena livraria dedicada às suas principais obras, dentro do cemitério – transformado em ponto turístico para os amantes da literatura e da poesia.

Dentro do café, alguém pega o violino e inicia uma balada irlandesa com direito à dança tradicional, uma espécie de sapateado, para o deleite dos visitantes que param tudo para apreciar.

Foto: Arquivo Pessoal Ao chegar, basta observar onde há maior movimentação. Certamente o leitor apaixonado encontrará facilmente o seu destino. Em frente ao cemitério de Drumcliff há um monumento ao poeta irlandês com um de seus mais famosos poemas esculpidos – Cloths of Heaven (Bordados do Paraíso). No epitáfio, é possível ler o fim de um de seus poemas – “Cast a Cold Eye on Life, on Death; Horseman, pass by” (“Lança um olhar frio à vida, à morte; cavaleiro, passa ao lado”).

Visitantes das mais diversas nacionalidades conversam ao redor de seu túmulo, fazem fotos ou apenas ficam em silêncio, em estado de oração, como se apenas o fato de estarem ali fosse o suficiente para aspirar alguma inspiração vinda da alma de Yeats.

Mas o cemitério é só o começo da jornada poética. Basta seguir até o Centro da cidade para deparar-se com o café, a estátua, além da encantadora Casa dos Tijolos Vermelhos, onde fica localizado o ”Yeats Memorial Building”, cujo propósito é manter vivo o legado do poeta, além de incentivar as comunidades artísticas do lugar. No Memorial há uma exposição permanente e uma biblioteca.

Mais alguns passos e Yeats está lá, representado por uma estátua gravada com trechos de seus mais famosos poemas. A escultura está situada em frente a uma agência do Ulster Bank, na Stephen Street.

Ali, entre as montanhas, lugar escolhido para receber o que restou de matéria deste imortal, é impossível não se conectar com algo maior. Não precisa fazer qualquer esforço além de respirar. A poesia dança no ritmo da vida, a cada ar inspirado, cintilando versos em cada poro – porque eles estarão abertos à espera da grande revelação do nada que a poesia espreita.

Estátua de Yeats na Stephen Street. Foto: Pixabay

Estátua de Yeats na Stephen Street. Foto: Pixabay

Celebração dupla

Em 2017, no mês de junho, a Irlanda celebrou Yeats e James Joyce em uma grande festa literária que contou com empresas de turismo percorrendo o país, cruzando os lugares e paisagens que inspiraram ambos em suas obras. Os festejos de do aniversário de William Yeats (13 de junho) aconteceram em Sligo, terra na qual ele viveu e embasou sua poesia e todo o seu trabalho literário.

Já o Bloomsday, assim como todos os anos, em Dublin, foi celebrado no dia 16 de junho, data na qual Joyce inspirou-se para escrever seu grande romance, “Ulysses”, com 900 páginas. O nome “Bloomsday” faz referência ao seu personagem Leopold Bloom.

Sobre a autora:
20170620_204127Alessandra Karla Leite é Jornalista, escritora, apaixonada por Arte, Viagens e Literatura. Mora em Galway, na Irlanda, onde está fazendo intercâmbio há três meses.

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Saúde

Depressão? Onde procurar ajuda na Irlanda?

2 semanas atrás, por Deby Pimentel
Cultura

Mitos e verdades sobre o castelo do Drácula na Romênia

4 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Irlanda

Conheça os encantos de Killarney, na Irlanda

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Acredite em mim

1 mês atrás, por Edu Giansante
Conte Sua Historia

Meu primeiro emprego na vida foi na Irlanda

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Aprenda mais rápido com audiobooks

2 meses atrás, por Edu Giansante
Pra Onde Ir

Mizen Head, um paraíso escondido em Cork, Irlanda

3 meses atrás, por Colaborador E-Dublin